Chapada dos Veadeiros – Trilha dos Saltos

A Trilha dos Saltos é uma das trilhas do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros.

Com nível de dificuldade maior do que a Trilha dos Cânions, essa trilha possui 12 km ida e volta, mas a dificuldade está no caminho de terreno acidentado e pedregoso. Um dos trechos possui subida íngreme de 800 metros não recomendado para pessoas com problemas de saúde.

A recompensa tem através de belíssimas cachoeiras como o Salto de 120 metros do Rio Preto, a cachoeira mais imponente da região. O delicioso banho nas Corredeiras também faz parte do percurso.

Chapada dos Veadeiros – Trilha dos Saltos

Chegada no Parque

Nesse dia não precisamos nos preocupar em montar um grupo para contratar um guia. Um guia apareceu e montou um grupo com todos nós da pousada.

Mesmo assim, fomos caminhando até a entrada do parque, pois não havia lugares vagos em nenhum dos carros.

O Parque é aberto à visitação de terça a domingo. Em casos de feriados nas segundas-feiras, o Parque permanecerá aberto neste dia, fechando no primeiro dia útil subsequente.
Em janeiro e julho, meses de férias escolares, o Parque fica aberto todos os dias.
Entrada: 8h às 12h
Saída: até 18h. Fonte: ICMBio – Guia do Visitante

A caminhada até o início do parque é curta, de qualquer jeito.

Chapada dos Veadeiros - Trilha dos Saltos

Começando a trilha

Começamos a trilha dos Saltos do Rio Preto, que não é tão plana e fácil como a dos Cânions, mas possui os cerca de 5km da outra.

No caminho pudemos avistar um Garimpo de cristais de quartzo, de um tempo em que homens ainda buscavam cristais nessa região.

Salto do Rio Preto

Depois de cerca de duas horas de caminhada, chegamos no primeiro mirante, de onde se vê o salto de 120 metros.

 

SIGA A GENTE NO INSTAGRAM

Um vale entre montanhas, que para mim foi um dos cenários mais belos de toda a viagem.

Como a vista do alto, já é de se imaginar que tivemos que pegar algumas subidas para chegar até aqui.

Chapada dos Veadeiros - Trilha dos Saltos
Visual do Vale do Rio Preto, no Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros

Essa paisagem me lembrou bastante a da Cachoeira da Fumaça, na Chapada Diamantina. Exceto pela vantagem que aqui se tem uma vista melhor da cachoeira (embora distante), enquanto da outra a proximidade da cachoeira (e de toda a sua altura) provocam um misto de medo e excitação.

A queda de 120 metros é vista de cima, e não há pausa para banho.

Chapada dos Veadeiros - Trilha dos Saltos
Salto do Rio Preto, 120 metros de queda d’água
Chapada dos Veadeiros - Trilha dos Saltos
Ale e eu no mirante para a queda de 120 metros

Salto de 80 metros com parada para banho

A menos de 600 metros rio acima, chegamos em outra cachoeira, dessa vez uma queda de 80 metros.

Nessa há um grande poço, onde fizemos uma boa pausa para banho.

Chapada dos Veadeiros - Trilha dos Saltos
Salto de 80 metros e o poço formado pela queda: pausa para banho

Chapada dos Veadeiros - Trilha dos Saltos

Novamente não é possível se atingir a base da queda, mas já dá pra aproveitar bastante em suas águas.

A essa altura, um dos nossos companheiros de trilha, parou para fumar diante daquele visual, o que para nós pareceu uma heresia, mas para ele representou uma pausa para descanso, já que ele estava extremamente cansado.

Eu e Alê levamos essa trilha numa boa, até achamos menos cansativa do que a trilha dos Cânions. Só que fui atingido por um borrachudo e fiquei com várias picadas, mesmo tendo passado repelente.

As Corredeiras

Se as duas primeiras paradas foram de cenários muito lindos, o melhor mesmo ficou para o final, quando ainda acima das quedas, o rio forma diversas piscinas e cascatas, denominadas Corredeiras, ideais para banho e hidromassagem.

O lugar é realmente muito gostoso, existem piscinas e quedas de todos os gostos e tamanhos, todas facilmente acessíveis e muito divertidas.

Leia também: Roteiro de 4 dias na Chapada dos Veadeiros
Apesar da quantidade de pessoas, tenha um pouco de paciência que logo uma pequena “hidromassagem” é liberada
Leia também: Roteiro de 4 dias na Chapada dos Veadeiros
Delícia de banho nas corredeiras

Ficamos bastante tempo por ali, tirando fotos com a câmera subaquática, tanto que o nosso grupo resolveu ir embora e o nosso guia nos encaixou em outro que sairia mais tarde.

As corredeiras estavam bem cheias, mas um pouco mais tarde consegui tirar algumas fotos sem ninguém.

Trilha dos Cânions ou Trilha dos Saltos: qual é a melhor

  • Para quem só tiver um dia no Parque Nacional, existem opções de fazer os dois caminhos em um só dia, ou seja, Cânions e Saltos, o que eu não recomendo, pois pode ficar muito corrido e extremamente cansativo, já que os lugares ficam em direções opostas.
  • O melhor mesmo é escolher a trilha dos Saltos, que garante tanto visuais da Chapada, como pausa para banhos em poços e cascatas.
  • Também achamos menos cansativa do que a dos Cânions, embora exija um pouco mais de preparo físico nas partes íngremes. No final das contas, acabamos gostando mais do que grupo que voltamos, e a volta da trilha passou bem rápida.

Leia também: Roteiro de 4 dias na Chapada dos Veadeiros

Leia também: Roteiro de 4 dias na Chapada dos Veadeiros

 

SIGA A GENTE NO INSTAGRAM

share on:
Fabio Pastorello

Fabio Pastorello

Editor do Viagens Cine, fotógrafo e videomaker. Curte cinema e leva a vida e as viagens com toques de romance, drama e aventura. Formado em Letras, ex-bancário e muito mais feliz como blogueiro de viagens.

7 comentários

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.