Ladrão de Casa: Alfred Hitchcock e os cenários da Riviera Francesa

A rotina corrida às vezes faz com que a gente não consiga dar conta de tudo o que queremos. Foi só agora que consegui assistir o Blu-Ray de “Ladrão de Casaca” (To Catch a Thief, 1955), que ganhei de presente de aniversário em setembro do meu amigo Luguins.

Um dos maiores atrativos do filme, além é lógico de ser um clássico de Alfred Hitchcock, são as locações na Riviera Francesa.

Já havia assistido o filme anteriormente, mas fiquei impressionado com a qualidade visual das imagens. Em parte pelo fato de ser um Blu-Ray, mas também pelo modo como foram registradas.

O filme ganhou o Oscar de Fotografia em Cores, e a fotografia é realmente um desbunde.

Ladrão de Casa: Alfred Hitchcock e os cenários da Riviera Francesa

Filme “Ladrão de Casaca” mostra com brilhantismo a beleza e as cores de cidades da Côte d’Azur

O Blu-Ray do filme é repleto de extras interessantes sobre os bastidores da filmagem.

Em um dos extras, a neta de Alfred Hitchcock, diretor do filme, conta que o cineasta gostava de viajar muito com a família para a Riviera Francesa. E que tinha um especial envolvimento com a França (vide a amizade duradoura de Hitch com o crítico e cineasta francês François Truffaut).

Por isso, o cineasta resolveu escolher a região como cenário para esse filme.

Ladrão de Casa: Alfred Hitchcock e os cenários da Riviera Francesa

O roteiro de Ladrão de Casaca

A história de “Ladrão de Casaca” é sobre um ex-ladrão de jóias (John Robbie, interpretado por Cary Grant). Ele se transforma no principal suspeito de uma série de assaltos de jóias que acontecem no sul da França.

O ladrão tem um modus operandi, que é circular pelos telhados, o mesmo de quando Robbie estava na ativa. Tentando provar sua inocência, ele se envolve com duas milionárias (mãe e filha, interpretadas por Jessie Royce Landis e Grace Kelly) que são as próximas vítimas em potencial.

O roteiro é muito interessante, com diálogos cheios de duplo sentido. O casal formado por Cary Grant e Grace Kelly tornou-se um grande sucesso, transformando o filme num dos maiores sucessos de bilheteria da carreira de Hitch.

 

SIGA A GENTE NO INSTAGRAM

As locações na Riviera Francesa

Mas da forma como o diretor conseguiu inserir as mais lindas e diversas paisagens da região, o filme mais parece um veículo para mostrar as belezas de Cannes, Nice e Mônaco.

Aliás, o próprio filme começa com a vitrine de uma agência de viagens, com fotos e propagandas da França dispostas.

Ladrão de Casa: Alfred Hitchcock e os cenários da Riviera Francesa
Em uma das cenas do filme, Grace Kelly e Cary Grant fazem um picnic na Grande Corniche, estrada considerada uma das mais românticas do mundo

Para tanto, uma equipe de profissionais do filme, entre eles o diretor de fotografia e o diretor de arte, viajaram para o sul da França em buscar de locações. Boa parte do filme foi realizada em externas. Segundo consta no making of do filme, não foi muito difícil achar boas locações.

Grace Kelly e o Príncipe de Mônaco

Aliás, uma das histórias mais famosas sobre o filme é que foi o último da parceria entre Hitchcock e Grace Kelly. Isso porque durante as filmagens ela conheceu e se casou com o príncipe Rainier de Mônaco. Hitch nunca teria se recuperado plenamente dessa perda.

Anos depois, em 1982, Grace teria morrido num acidente de carro exatamente na mesma estrada (na Grande Corniche, mas especificamente próximo a uma região chamada La Turbie) que serviu de cenário para uma cena em que a personagem dela e Robbie dirigem perigosamente, fugindo de uma perseguição.

Ladrão de Casa: Alfred Hitchcock e os cenários da Riviera Francesa
Vista panorâmica de Mônaco, em um ponto de observação no sul de La Turbie. Fonte: Wikipedia

Outras locações na Côte d’Azur

A casa do protagonista, John Robbie, fica numa região chamada Saint-Jeannet, onde também é possível avistar uma bela montanha.

Numa perseguição pelas paisagens locais, Hitch mostra lugares como Le Bar sur Loup e Tourrettes sur Lop. As filmagens da perseguição foram realizadas de um helicóptero. A câmera (mais pesada naquela época) ficou amarrada por cordas, procedimento pouco comum e complicado para a década de 50.

Outra inovação para a época foi que o filme foi rodado em Vistavision, uma resposta da Paramount para o Cinemascope. Infelizmente, o difícil foi fazer as cenas em close, já que o fundo ficava desfocado, o que não era a intenção dos executivos da Paramount, já que o filme era realizado em externas. O problema não foi resolvido, e nessas cenas de close, o fundo parece artificial, quando na realidade as cenas foram filmadas de fato nos locais.

Em Nice e Cannes

Outra cena interessante do filme é no mercado de flores em Cours Saleya, que fica na região de Old Town, em Nice. As filmagens, no entanto, foram realizadas no Boulevard Jean Jaures. Como em diversos outros momentos de “Ladrão de Casaca”, essa é uma das cenas mais bonitas e coloridas do filme.

O filme é repleto de momentos assim, como na visita dos personagens a uma casa e aos belos jardins da Château de la Croix-des-Gardes (uma propriedade particular). A antológica cena dos fogos de artifício vista da janela do Hotel Carlton, representaria a relação sexual e o orgasmo dos protagonistas. Na época a censura era rígida, e os diretores tinham que driblar essas restrições com soluções criativas).

Minha relação de viagem com a Riviera Francesa era um pouco mal resolvida. Durante minha primeira viagem para lá, em 1997, tive uma experiência maravilhosa. Mas quando voltei para o Brasil e levei os filmes para revelar (sim, isso de fato existiu um dia), um deles havia queimado. Exatamente o filme com todas as fotos da região da Cote D’Azur.

Decepção completa, fiquei totalmente sem registro de minha passagem por lá.

Ladrão de Casa: Alfred Hitchcock e os cenários da Riviera Francesa
Nice, na Riviera Francesa, um dos destinos mais cinematográficos no sul da França

Em segunda oportunidade, já em 2007 e com câmera digital, o tempo estava nublado, choveu boa parte do tempo, e fiquei novamente frustrado de ver aquelas paisagens magníficas, sem que o sol brilhasse e revelasse toda a beleza que elas possuíam.

Ainda assim, tanto em uma como na outra viagem, visitei as cidades de Nice, Cannes e o principado de Mônaco. Ou seja, ainda era uma região que precisava voltar e aliar a experiência maravilhosa de minha primeira vez, com a possibilidade de registros da segunda vez. Fizemos isso finalmente em 2015.

Confira nosso roteiro de viagem na Riviera Francesa

E pensar que, assim como Hitchcock acabou se inspirando na região para realizar um filme que pudesse aproveitar todo o potencial fotográfico que a Riviera Francesa possui, eu também continue me inspirando nos lugares para continuar fazendo minhas fotos e meus filmes de viagem.

Ladrão de Casa: Alfred Hitchcock e os cenários da Riviera Francesa
Mônaco, que para mim é mais do que um local onde se realizam corridas de Fórmula 1
Ladrão de Casa: Alfred Hitchcock e os cenários da Riviera Francesa
Hotel Carlton em Cannes, local onde a personagem de Grace Kelly se hospedava em “Ladrão de Casaca”

E você, já conhece a região? Ficou inspirado pelo filme? Não deixe de deixar suas impressões.

Fontes de Consulta:
IMDB: http://www.imdb.com/title/tt0048728/
The Alfred Hitchcock Wifi: http://www.hitchcockwiki.com/wiki/Filming_locations_for_To_Catch_a_Thief_(1955)
The Worldwide Guide to Movie Locations: http://www.movie-locations.com/movies/t/To_Catch_A_Thief.html

 

SIGA A GENTE NO INSTAGRAM

share on:
Fabio Pastorello

Fabio Pastorello

Editor do Viagens Cine, fotógrafo e videomaker. Curte cinema e leva a vida e as viagens com toques de romance, drama e aventura. Formado em Letras, ex-bancário e muito mais feliz como blogueiro de viagens.

9 comentários

  1. Porque todos colocam a data do filme como 1955 ? Ao ler os créditos na abertura está lá em algarismos romanos 1954.

  2. Olá Fabio, no momento estou em Nice lendo seu post. Muito bom ! ��
    Sou fã do filme Ladrao de Casaca e como é a minha primeira vez aqui na Cote D'Azur vou tentar aproveitar ao máximo o local e visitar as maravilhosas locações deste filme. Valeu !

    E Valois (Recife/PE)

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.