Porque Conhecer o Jalapão – 5 Momentos Inesquecíveis

Quem acompanha as postagens aqui do Viagens Cinematográficas, sabe que do dia 20 ao dia 26 de setembro, embarquei numa viagem ao Jalapão. Quem não acompanhou, agora já está informado. 🙂 Antes de viajar (e depois), muita gente nunca tinha ouvido falar desse destino, até me perguntavam se eu ia para o Japão. Eu também tinha poucos conhecimentos sobre o Jalapão ou até mesmo sobre o Tocantins. 

Então antes de começar nossa série de postagens sobre essa região no coração do Brasil e postar um monte de informações sobre um lugar que você não sabe se gostaria de conhecer, resolvi montar esse artigo, contando um pouco sobre o Jalapão e porque eu adorei visitar essa região. Quem sabe você se anima e também embarca nessa aventura. Se não pessoalmente, para o momento através das fotos e vídeos. 

Porque Conhecer o Jalapão – 5 Momentos Inesquecíveis
por Fábio Pastorello

Dunas do Jalapão, um dos momentos inesquecíveis ao visitar essa região

Próxima Viagem: Jalapão

Para entender um pouco melhor como eu me enfiei nessa aventura, veja o post introdutório sobre a viagem.

Nesse texto eu comento um pouco sobre o Adventure Bloggers, projeto que busca conhecer e promover destinos pouco conhecidos de nosso Brasil, e sobre minhas expectativas em relação à viagem.

Voltando para a viagem, nossa viagem começou em Palmas, capital do estado de Tocantins. A cidade é quente pra caramba, mas logo que eu cheguei, presenciei um belíssimo pôr do sol, com o sol bem próximo e o reflexo nas águas do Lago da Usina Hidrelétrica Luís Eduardo Magalhães.

Pôr do sol lindo desses e eu ainda dentro do caminhão, atravessando a cidade de Palmas do
aeroporto até o nosso hotel na Praça dos Girassóis

Saí correndo pelas ruas de Palmas, procurando um ângulo para registrar aquele espetáculo, mas infelizmente não rolou nada interessante.

Melhor sorte tiveram os outros blogueiros do projeto, que chegaram mais cedo e foram curtir o pôr do sol na Praia da Graciosa ou na Ilha da Canela e registraram fotos maravilhosas. Confira no blog e nas mídias sociais do pessoal. No final desse post você encontra link para os demais blogs participantes.

Mapa do Jalapão: Fonte: www.folha.com.br

Dia seguinte, começou nossa aventura, organizada pela Korubo Expedições, que já foi destaque no livro 1000 Lugares para Conhecer Antes de Morrer, de Patrícia Schultz. E vamos destacar aqui 5 momentos inesquecíveis, só para você ter uma ideia do que é possível encontrar no Jalapão. 

1 – Viajar em Cima do Caminhão da Korubo

Guilherme Tetamanti do Viajando com Eles, Maurício Oliveira do Trilhas e Aventuras e Cris Marques do
Dentro do Mochilão me acompanharam na minha primeira incursão no topo do caminhão

O caminhão da Korubo tem 24 lugares, mas os lugares mais disputados ficavam fora dele. Em esquema de rodízio de 20 minutos cada, 4 pessoas poderiam subir em bancos e curtir o visual de cima do caminhão. A estrada correndo, as paisagens do cerrado abaixo de você, e ficar mais perto dos pássaros que hora cruzavam a nossa vista, era simplesmente inesquecível. E o melhor de tudo isso, era curtir esse visual na companhia do pessoal do Adventure Bloggers ou também das outras pessoas que conhecemos durante a viagem, que também eram sensacionais.

Outra vez no topo do caminhão, dessa vez com Roberta Martins do Territórios, Jr Caimi do Tip Trip e
novamente Cris Marques (ela não saía lá de cima rs)

Visuais de tirar o fôlego, ótimas companhias e muita estrada pela frente. As distâncias até pareciam menores.

2 – Andar de Caiaque no Rio Novo

As águas aparentemente tranquilas do rio Novo se transformavam em corredeiras em alguns momentos

O acampamento da Korubo, onde ficamos hospedados nesses dias no Jalapão, ficava às margens do rio Novo, um rio de águas tranquilas e refrescantes frente o calor quase insuportável da região. Quer dizer, nem tão tranquilas. Em alguns trechos as águas se transformam em corredeiras, e qual não era meu receio de praticar canoagem por lá, eu que nem sei nadar.

Mas quem está na água é pra se molhar, e fomos todos, desde os mais experientes até os menos praticantes, curtir a canoagem no rio.

Momento muito legal onde todo mundo resolveu unir seus caiaques para tirar uma foto junto

E foi sensacional. Momentos de adrenalina, muita gente virando o caiaque (inclusive eu) ou encalhando nas pedras, mas a beleza de curtir as águas límpidas do rio, a beleza de seu entorno e a adrenalina dos momentos em que o rio ficava mais bravo.

3 – Ver o Pôr do Sol nas Dunas do Jalapão

Pôr do sol nas Dunas do Jalapão, momento incrível e repleto de brincadeiras

Quem já viu o entardecer nas dunas dos Lençóis Maranhenses e de Jericoacoara, sabe que esse é um programa quase sempre imperdível.

Aqui no Jalapão não foi diferente. Além da cor da areia ser meio avermelhada, o entorno é todo muito bonito, um curso de água bem pertinho das dunas, a bela vegetação das veredas que repentinamente se alterna para a aparência desértica das dunas, a Lagoa Azul (infelizmente seca) e as montanhas da Serra do Espírito Santo. Parece cena de cinema.

E também rolou muitas brincadeiras legais como saltar ou rolar nas dunas, ou simplesmente sentar na areia e ficar apreciando o sol sumindo no horizonte.

4 – Os Fervedouros

Roberta, Jorge (amigão que fizemos durante a viagem, mas que não é blogueiro), Guilherme,
Guilherme Mainieri (Adventure Bloggers), Flávia Peixoto (Viajar é Tudo de Bom) e
Cris no fervedouro. 6 pessoas por vez.

Visitamos 2 fervedouros, o Fervedouro da Glorinha e o Fervedouro do Soninho. O fervedouro é uma piscina natural de águas incrivelmente transparentes, que só perdem um pouco da visibilidade quando as areais finíssimas do seu fundo saem do chão, em virtude de um fenômeno raro. O fundo parece fervilhas, mas são bolhas de ar que saem do fundo e que impedem que as pessoas afundem. Perfeito para quem não sabe nadar. 😉

Um dos registros de sequência de fotos em time lapse nas águas do fervedouro, com Maurício,
Lilian Brandão (Nerds Viajantes), Jr Caimi e Gleiber Rodrigues (Andarilhos do Mundo)

E é isso mesmo, não dá pra afundar, as bolhas te levam pra cima. Sensacional, uma experiência única e surpreendente.

5 – Trilha até o Mirante na Serra do Espírito Santo 

No topo da Serra do Espírito Santo, depois de 1 km de subida
Como sempre, fazer uma trilha morro acima é um desafio, mas a recompensa já é alcançada logo nos primeiros passos. Conforme você sobe e o fôlego já começa a fugir, é a hora de parar para apreciar o visual da região. E enquanto você descansa, curte um visual literalmente de tirar o fôlego. Foi assim que subimos a trilha até o mirante da Serra do Espírito Santo, cujo maior nível de dificuldade é a elevação (1km morro acima), o calor e as pedras soltas no caminho. Atenção redobrada.
Depois de chegar ao topo, mais meia hora de caminhada (dessa vez em território plano) até o incrível ponto onde você vê a montanha virar duna. No meu caso e do Guilherme que me acompanhava, foi correndo mesmo, já que o sol estava quase se pondo e queríamos alcançar o mirante antes dele sumir por entre as nuvens.
Muita água e banco para descansar, no final da trilha, onde a erosão transforma a serra em dunas
A serra do Espírito Santo deu origem às dunas do Jalapão, é incrível chegar nesse ponto onde você pode avistar essas dunas se formando. Ainda bem que deu tempo. 🙂

Bonus – Cachoeira da Formiga

Não dava para faltar a Cachoeira da Formiga, uma das cachoeiras mais lindas e de águas mais incríveis que eu já vi. O pessoal nadou muito e mergulho muito nessas águas.
Cachoeira da Formiga e suas águas cor verde esmeralda, maravilhosa
Ou seja, já deu pra ter uma ideia da diversidade de coisas que há para fazer por lá. De pôr do sol em dunas a trilhas pela serra, mergulho em cachoeiras ou canoagem no rio, piscinas naturais onde você não afunda e a paisagem do cerrado. Uma viagem que como nunca justifica o nome desse blog: cinematográfica. Tanto que já serviu para locações de diversos filmes.

Espero que essa amostra motive você a acompanhar nossa série de postagens sobre o Jalapão e quem sabe um dia ir conhecer essa maravilha. Ou para quem já conhece, que seja ótimo para lembrar um pouco das emoções de estar por lá.  

Acompanhem os posts também de todos os Adventure Bloggers. E mergulhe conosco no Jalapão. Mas não faça como eu, mergulhe de olhos bem abertos. rs.
Mergulho no fervedouro
Confira também nosso teaser, um pouco do que vem por aí em vídeos.
Siga a gente nas redes sociais
 
Facebook YouTube Google+ Twitter Instagram

Insira seu e-mail para receber nossas atualizações:

 


>>> Você irá receber um e-mail, não se esqueça de clicar no link de confirmação.

 

SIGA A GENTE NO INSTAGRAM

share on:
Fabio Pastorello

Fabio Pastorello

Editor do Viagens Cine, fotógrafo e videomaker. Curte cinema e leva a vida e as viagens com toques de romance, drama e aventura. Formado em Letras, ex-bancário e muito mais feliz como blogueiro de viagens.

24 comentários

  1. Olá Fábio! Meu nome é Jean e também estou pretendendo ir ao Jalapão. Primeiramente quero lhe dizer que o seu blog está muito bom, este me tirou algumas dúvidas sobre o Jalapão e o blog sobre a Chapada dos Veadeiros também foi bem esclarecedor para mim, pretendo ir aos dois lugares, em segundo gostaria de perguntar qual o tipo de câmera que você utiliza? Pois estou querendo fotos muito boas como as suas e com o celular não dá, rsrs. Obrigado!

  2. Fabio!
    Seu blog é inspirador! Cheguei aqui através de pesquisas na net sobre o Jalapão e estou encantada com as outras viagens!
    Obrigada por compartilhar esses momentos lindos
    🙂

  3. Admiro muitíssimo meu planeta, Busco me espiritualizar cada dia mais, amo conhecer as pessoas que encontro pelos caminhos e cada lugar que é simplesmente um santuário preparado pelos milênios pra que sintamos a presença de Deus e viajar…..na imaginação. Abraços

  4. Olá!! É realmente fascinante contemplar tudo isso, é um grande presente da divindade que nos deixa em estado meditativo diante de tanta beleza. Obrigada pelas fotos maravilhosas. Sou tanto aventureira e viajo sozinha na maioria das vezes, o importante é ir vivenciar.

  5. Oi, Flávia. Que legal sua dica, infelizmente quando eu fui olhar já tinham acabado as inscrições. Nossa, o céu de Brasília é realmente fabuloso, tenho amigos que moram aí e sempre postam fotos incríveis. Abração e obrigado!

  6. Olá Fabio, você podia pegar uma das suas fotos e enviar para o concurso do pôr-do-sol mais bonito do Brasil, que o fantástico está promovendo.. Sou moradora de Brasília, e foi lá que vi o mais belo pôr-do-sol, pena que não resistirei nenhuma foto como você.
    Mais fica a dica caso se interesse ser o ganhador hahaha

  7. Oi, Deborah. Que ótimo que gostou, obrigado. Em relação a ir em março, não tem problema. Nós fomos num período de seca, pode ser que você encontre um pouco mais de chuva, mas imagino que serão chuvas rápidas, pois o calor é intenso. A diferença também é que as noites no inverno são mais fresquinhas. Fora isso, imagino que seja tranquilo. Em relação aos caiaques, para muitas pessoas do grupo era a primeira vez, então é tranquilo. O rio não é muito bravo, tem alguns trechos com mais corredeiras (nada muito forte) e em outros o curso é muito tranquilo. Algumas pessoas até deitavam no caiaque para relaxar. Durante o trajeto os funcionários da Korubo estavam espalhados para nos dar suporte. Abraços.

  8. Flavio.. Primeiro Parabens pelo seu trabalho…mtooo bom! Fotos e comentarios perfeitos..
    Estou pensando em ir para o jalapão em março … vc sabe se esta é uma época boa… e outra duvida é quanto aos caiaques .. mesmo quem não sabe direito como andar… eh possivel.. o io é mto bravo…
    obrigada . Deborah

  9. Obrigado, Cris. E tem bastante coisa pra ler, né? Que legal, fiquei muito feliz com seu comentário. Você sabe que muita coisa mudou em mim, no meu modo de ver as coisas, depois dessa viagem e do convívio com vocês. Obrigado pela companhia. Bjs.

  10. Fábio, cheguei de São Paulo agora e só hoje pude ler com calma todos os posts da galera. O seu post me reportou no tempo e as melhores lembranças me fizeram sorrir a cada parágrafo.
    Parabéns, também, pelo belo registro fotográfico. bjoos

  11. Mauricio, super obrigado. Também estou ansioso para ver os seus, estou adorando essa possibilidade de ver diferentes pontos de vista e registros de uma viagem que eu participei. Foi ótimo viajar com você e com o pessoal. Adorei! Abs.

  12. Eh Fábio, que massa heim!! #Post muito bacana!!!Fico vendo vcs sentados naquela pedra no topo do morro do Espírito santo…uma visão deslumbrante..abçs..:)

  13. Cara, que post show!!! As fotos estão LINDAS demais (como sempre)!
    To ansioso já pra ver os próximos vídeos e relatos do Jalapão aqui no seu blog.
    Foi mto bom viajar essa galera. 😉
    Abs

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.