O que fazer em Bonito MS – Parte 2


Continuando nosso artigo com algumas dicas do que fazer em Bonito, no Mato Grosso do Sul, seguimos para mais alguns passeios para curtir as belezas naturais de Bonito. 

No primeiro post, vimos alguns destaques da região, como as flutuações nos rios da Prata e Sucuri, a incrível Gruta do Lago Azul e as cachoeiras da Estação Mimosa. Caso ainda não tenha conferido, clique aqui

Nesse segundo post do que fazer (e ainda assim NÃO esgotaremos todas as possibilidades de passeios em Bonito), vamos partir para algumas aventuras. Visitar cavernas, correr o rio num bóia-cross ou de caiaque, fazer SUP e até tirar umas fotos segurando uma cobra são algumas das coisas legais para fazer por lá. 

Ficou com alguma dúvida ou quer trocar uma ideia? Deixa seu comentário nesse post e teremos prazer em respondê-lo.

Viva algumas aventuras pelos rios e caminhos de Bonito

O que fazer em Bonito MS – Parte 2

de 

Bonito O que Fazer Passeios
Rola um SUP bem tranquilo no Porto da Ilha, aliás foi meu primeiro

5 – Projeto Jibóia

Cleber, eu e a jibóia, que adorou circular pelo meu rosto

Para quem tem medo de cobras, pode ser uma grande aflição. Por isso, visitar o Projeto Jibóia começa com um palestra instrutiva sobre porque as cobras não são tão perigosas como imaginávamos. Na realidade, elas só atacam quando ameaçadas.

Ao final de uma palestra, você não vai ficar com tanto medo ou nojo da serpente e vai até querer tirar uma foto com ela. E prepare-se, a fila é grande.

Infelizmente o Henrique (idealizador do projeto) estava viajando, mas tivemos a palestra com uma funcionária muito simpática e atenciosa (esqueci de anotar o nome dela). Ela contou um pouco a sua história pessoal, sua relação com as cobras e depois começou o trabalho de desmistificação da platéia em relação ao animal.

Durante a palestra, ela carrega uma jibóia nos ombros (foto). O curioso é que, diante de nós, a jibóia começou a trocar a sua pele e teve que ser trocada.

Mas é tudo bem tranquilo e a palestra inspira bastante confiança. Tanta confiança que em outras circunstâncias eu nunca teria deixado a serpente usar e abusar de mim dessa forma. Acho que ela gostou da minha barba e queria se alisar o tempo inteiro no meu rosto. Apesar de eu estar tranquilo, o processo dá um pouco de aflição, preferia ter só pegado ela como todo mundo. rs.

Visitar o Projeto Jibóia e tirar a sua selfie com uma jibóia é com certeza um programa imperdível para fazer em Bonito.  

Projeto Jibóia

Quanto tempo: 2 a 3 horas, incluídos a palestra e o tempo de espera para tirar a foto
Quanto custa: R$ 35,00 por pessoa.
Como chegar: distante umas 6 quadras do Taboa, numa travessa da rua principal de Bonito.
O que evitar: a palestra ocorre diariamente às 19h. Embora não seja necessário reservar, evite chegar em cima da hora, pois as senhas para tirar a foto são distribuídas por ordem de chegada. Caso você pegue um número alto, vai ter que esperar bastante. Cada pessoa leva cerca de 5 minutos para tirar a foto e o pessoal do projeto não apressa as coisas, deixando a gente bem à vontade para tirar quantas fotos quisermos. 

Leia mais no Marola com Carambola: Projeto Jibóia em Bonito



6 – Grutas de São Miguel

A visita à Gruta de São Miguel é um programão para se fazer em Bonito

Uma experiência bem diferente que você pode fazer em Bonito é visitar um caverna. Se a visita à Gruta do Lago Azul destaca-se mesmo pelo belo lago de cor azulada, aqui o destaque é observar as belas construções geológicas (estalactites e estalagmites, por exemplo) formadas através do tempo.

A visita é guiada e nela você percorre algumas galerias da Gruta de São Miguel. Os cenários são incríveis e cinematográficos. É como se você estivesse pisando em outro planeta. Como o lugar é todo fechado, mesmo com chuva o passeio não é prejudicado.

 

SIGA A GENTE NO INSTAGRAM


Quanto tempo: 2 horas, incluídos o tempo de espera, vídeo explicativo, trilha interpretativa e a visita guiada
Quanto custa: R$ 45,00 por pessoa, sem transporte.  Como chegar: 18 km do centro de Bonito, no mesmo caminho para a Gruta do Lago Azul e Abismo Anhumas
O que dá para fazer no mesmo dia: por conta da proximidade, fizemos no mesmo dia da Gruta do Lago Azul. Como os dois passeios são rápidos, é possível encaixar mais alguma coisa para fazer à tarde.
O que evitar: não leve muitos pertences durante o passeio (bolsas não são permitidas) e é preciso usar calçado com solado de borracha, para não escorregar.

Quer saber mais como é o passeio das Grutas de São Miguel em Bonito


7 – Eco Park Porto da Ilha

Entre as cachoeiras pelo Rio Formoso, o visitante pode fazer várias atividades no Eco Park Porto da Ilha

Em meio às aguas esverdeadas, passarelas suspensas e alguns saltos de água, o passeio até o Eco Park Porto da Ilha permite uma outra experiência em Bonito. O mais famoso passeio é o de bote pelo Rio Formoso, mas optamos por um Stand Up Paddle e um passeio de Duck.

O SUP – Stand Up Paddle todo mundo conhece e já virou moda. Para quem nunca tinha feito, como eu, as águas tranquilas do Rio Formoso foram perfeitas para aprender. O instrutor foi excelente (todas as atividades são acompanhadas de funcionários do parque) e me ajudou muito nessa minha primeira vez.

Em post específico, vou contar minha jornada para conseguir ficar em pé na prancha. Para quem já pratica SUP, talvez seja um pouco tranquilo demais.

Duck Eco Park

Em relação ao Passeio de Duck, uma espécie de caiaque inflável, honestamente não gostamos. A gente se estressou mais do que se divertiu, tentando controlar o negócio.

Como o bote é muito leve, qualquer remada mais forte e você sai girando. Resultado, a gente praticamente não saía do lugar. rs. Mas pode ser trapalhada nossa mesmo. Os instrutores até foram bem pacientes, mas eu e o Cleber ficamos brigando no Duck o tempo inteiro para controlar as remadas.

Acho que teríamos gostado mais do passeio de bote. Mas pelo menos os momentos de queda nas cachoeiras com o Duck foram para lá de emocionantes. Depois contamos mais em post específico sobre o Eco Park.

Além do Stand Up Paddle, do Duck e do passeio de Bote, o Eco Park também oferece Slack Line e Bóia Cross.

SUP Eco Park Porto da Ilha

Quanto tempo: 2 horas ou o dia inteiro

Quanto custa: R$ 185,00 para o combo completo e inclui almoço. Somente o Day Use no parque custa R$ 30,00 e os preços vão aumentando conforme as combinações de atividades. O transfer pode custar cerca de R$ 60,00 por pessoa.
Como chegar: o Eco Park fica na Rodovia do Turismo Rio Formoso, km 13.
O que dá para fazer no mesmo dia: se você quiser fazer todas as atividades do combo, reserve um dia inteiro. Caso não tenha tempo, nós visitamos o parque no mesmo dia em que visitamos as Grutas do Lago Azul e São Miguel.
O que evitar: eu não recomendaria o Duck, mas no TripAdvisor as avaliações são positivas e veja também relato no blog Felipe Pequeno Viajante, então vale conferir e depois me conte como foi. Leve câmera subaquática ou então compre as fotos que o pessoal do Eco Park tira das atividades. A foto ao lado foi tirada pela equipe do parque.

Quer saber as atividades no Eco Park Porto da Ilha? Clique no link

8 – Bóia Cross do Hotel Cabanas

Diversas corredeiras pelo cristalino Rio Formoso são a garantia de adrenalina no Bóia Cross do Hotel Cabanas

Para mim que não sei nadar, a cada explicação dos guias durante o trajeto até o Rio Formoso, era motivo para maior apreensão. Uma dessas explicações é de que em uma das quedas, não obstante estarmos em uma bóia, a bóia iria virar.

Por isso nos preparamos bem. Levamos duas câmeras aquáticas e nos certificamos de prendê-las nos coletes salva-vidas (uso obrigatório). Existem vários relatos de câmeras perdidas pelo caminho.

O percurso passa por 3 cachoeiras e 3 corredeiras, mas somos durante todo o tempo acompanhados pelos guias do Hotel Cabanas, responsável pelo passeio.  Esse acompanhamento é essencial, já que em alguns trechos você pode virar ou encalhar (e isso acontece mesmo). 

Bóia Cross Bonito
Cleber não larga a câmera, prestes a virar em uma das cachoeiras do percurso pelo Rio Formoso
Quanto tempo: 2 horas
Quanto custa: R$ 60,00.
Como chegar: É uma das atrações mais próximas de Bonito, apenas a 200 metros da rodovia MS-382 que conecta Guia Lopes a Bonito. Mais informações, clique aqui.
O que dá para fazer no mesmo dia: como o Hotel Cabanas fica próximo do centro e o passeio é relativamente rápido, dá para encaixar em qualquer dia do roteiro. Nós fizemos no nosso dia de chegada. O objetivo era relaxar, mas foi adrenalina pura.
O que evitar: Tomar cuidado com as câmeras fotográficas durante o percurso, a bóia pode virar algumas vezes e é preciso segurar nela, por isso você deve estar com as mãos livres. Mas mesmo assim dá para levar as câmeras, levamos duas e no final ainda conferimos as fotos tiradas pelo pessoal do Hotel Cabanas, que ilustram essa parte da matéria.

9 – Buraco das Araras

Através de dois mirantes, os visitantes podem observar o movimento das araras em seu habitat natural

O Buraco das Araras é uma formação conhecida como dolina. O processo se forma pela dissolução do calcário pela água, até serem formadas galerias subterrâneas. Com o tempo, essas galerias se romperam e formaram o buraco que visualizamos hoje.

A dolina tem 500 metros de circunferência e 100 metros de profundidade. Nosso passeio percorre toda a circunferência da dolina, acompanhado de um guia que vai dando explicações sobre o local. Lá em baixo é possível avistar alguns animais, como jacarés-de-papo amarelo vivendo em um lago.

Mas a atração mesmo do lugar é ter a sorte de avistar o vôo das araras, que andam sempre em casais. Elas saem pela manhã em busca de alimento e retornam no final da tarde.

O melhor horário para ver as araras é pela manhã bem cedo ou no final da tarde. O pior horário parece ser o horário do almoço, principalmente se o sol estiver forte, pois as araras irão buscar abrigo na sombra, em buracos nos paredões das dolinas. A melhor época para visita é na primavera. 

Buraco das Araras
Araras vermelhas nos paredões avermelhados da dolina

Quanto tempo: 1 hora

Quanto custa: R$ 48,00
Como chegar: Situado no município de Jardim, vizinho à Bonito, o Buraco das Araras fica próximo ao Rio da Prata e à Lagoa Misteriosa, na BR-267.
O que dá para fazer no mesmo dia: nós optamos por visitá-lo após a flutuação do Rio Prata, em virtude da proximidade.
O que evitar: visitar fora dos melhores horários (manhã bem cedo e final de tarde), pois você pode acabar não vendo as araras.
Buraco das Araras
A bela dolina, ou Buraco das Araras, e seus 100 metros de profundidade

10 – Praça da Liberdade

É um programa básico para fazer em Bonito. Na praça, há uma placa contando a história de Bonito, desde quando era uma fazenda até a emancipação política.

Mas o destaque mesmo fica para a escultura de 8 metros, de 2 piraputangas, peixe facilmente encontrado na região. A escultura do artista Cleir levou 1 ano para ser concluída e hoje conta com iluminação que valoriza ainda mais a obra.

A escultura dos piraputangas fica na Praça da Liberdade, no centro de Bonito
De noite, a iluminação dá um charme ainda maior para esse cartão postal de Bonito

Insira seu e-mail para receber nossas atualizações:

 


>>> Você irá receber um e-mail, não se esqueça de clicar no link de confirmação.


© 2014 Fabio Pastorello. Todos os direitos reservados. A reprodução de textos e/ou imagens não é permitida sem prévia autorização do autor. 
 

Fontes:
Associação dos Atrativos Turísticos de Bonito e Região: http://www.atrativosbonito.com.br/precos
Mapa das Atrações Turísticas de Bonito e Região: clique aqui
Hotel Cabanas – Bóia Cross: http://www.hotelcabanas.com.br/
Observando Aves no Buraco das Araras: http://buracodasararas.tur.br/pt/passeio/observacao-de-aves/observando-aves-no-buraco-das-araras.html

A hospedagem do Viagens Cinematográficas foi um convite e cortesia do Hotel Pousada Águas de Bonito e os passeios tiveram apoio do Bóia Cross no Hotel Cabanas, Gruta do Lago Azul, Grutas de São MiguelEcopark Porto da IlhaRio SucuriEstação Mimosa e Rio da Prata. As opiniões aqui expressas representam a nossa livre opinião e baseadas em nossa experiência nos locais. 


 

SIGA A GENTE NO INSTAGRAM

share on:
Fabio Pastorello

Fabio Pastorello

Editor do Viagens Cine, fotógrafo e videomaker. Curte cinema e leva a vida e as viagens com toques de romance, drama e aventura. Formado em Letras, ex-bancário e muito mais feliz como blogueiro de viagens.

4 comentários

  1. Tai ! com esse post você me ajudou a decidir a minha proxima viagem ! Irei para Bonito , já ouvi falar muito bem desse lugar mais sempre ficou em segundo plano ! dessa vez irei conhecer !

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.