Review: Pousada Enseada das Conchas | Onde Ficar na Ilha do Mel

Para quem procura hotéis ou pousadas na Ilha do Mel, fica a dica: a ilha é um lugar especial, onde a proposta é um contato maior com a natureza. Portanto, a sua hospedagem tem que combinar com essa fórmula, para que a viagem seja melhor ainda.

Ao mesmo tempo, pelo menos para mim, a interação com a natureza não está dissociada do conforto. Eu procuro um lugar que consiga aliar essas duas demandas: o respeito e interação com a natureza e ao mesmo tempo o bem estar.

Já fiquei hospedado em cada roubada que se vende como uma hospedagem rústica ou ecológica, mas é tudo desculpa para falta de estrutura e falta de cuidado com a experiência de seus hóspedes.

Por isso, quando conferi a avaliação de hospedagem da Carla Boechat, do blog Fui, Gostei, Contei, já fiquei bem animado em relação ao lugar em que ela havia ficado. Colaborou também o fato da pousada ser a segunda melhor avaliada no TripAdvisor. E confiram a seguir como foi nossa experiência.

Review: Pousada Enseada das Conchas

Onde Ficar na Ilha do Mel

de 
Pousada Enseada das Conchas, em frente à Praia do Farol

Ilha do Mel: Onde Ficar

A Ilha do Mel tem duas opções principais de hospedagem. Ou você fica em Nova Brasília, ou você fica em Encantadas.

  • Quem fica em Nova Brasília tem uma opção mais tranquila de hospedagem, com menos badalação, mas está bem localizado: existem 3 praias bem próximas e alguns restaurantes. Mercadinho só encontramos um.
  • Quem fica em Encantadas, tem mais opção de baladas noturnas, bares e restaurantes à beira mar (em Nova Brasília as praias não possuem quiosques ou restaurantes) e tudo parece mais concentrado, portanto o agito é provavelmente maior (digo provavelmente porque não ficamos lá à noite para conferir).
Encantadas possui uma orla, com alguns mercados, lojas e restaurantes

De qualquer forma, não me parece que você pode cometer um erro se escolher ficar em uma ou em outra localidade. As duas regiões são opções agradáveis de hospedagem. Somente se você privilegia tranquilidade, talvez deva escolher Nova Brasília; enquanto para quem busca mais vida noturna, a melhor opção é Encantadas.

Em relação às praias, as duas também estão muito bem servidas.

IMPORTANTE: quando for pegar o barco de Pontal para a Ilha do Mel, é importante definir se você vai ficar hospedado em Nova Brasília ou Encantadas. As embarcações são diferentes. Caso você pegue o barco errado, terá que pegar outro barco para a região final.

Pousada Enseada: Como Chegar

Ao desembarcar do trapiche, em Nova Brasília, existe um quiosque de informações turísticas, onde você pode pegar um mapa da ilha e pedir informações.

Trapiche na chegada em Nova Brasília, uma das regiões de hospedagem na Ilha do Mel

Mas não tem muito o que errar. Quer dizer, na verdade sempre tem rs, mas no início é mais fácil. Descendo do trapiche, você caminha um pouco adiante e vira à direita, no caminho para a Praia de Fora / Praia do Farol. Há uma longa rua, com várias pousadas e restaurantes.

Detalhe: as ruas são de areia, portanto sua mala de rodinha não terá muita utilidade por aqui.

Ruas de areia na Ilha do Mel, melhor esquecer a mala de rodinha

Depois que chegamos na Pousada Beehouse e no Restaurante Mar e Sol, que ficam num largo e tornaram-se referência de localização, ficamos um pouco confusos e nos perdemos, portanto vale a pena perguntar às pessoas. Não foi nada drástico, mas com malas, o caminho acaba ficando mais cansativo.

Ao todo, acho que levamos uns 15 minutos (incluído o momento lost) para chegar até a Pousada.

Mapa de Nova Brasília e da Pousada Enseada das Conchas. Visualizar mapa expandido no Google Maps

Chegada na Pousada Enseada das Conchas

Chegamos na Pousada e fomos recebidos pelas simpáticas moças que trabalham por lá: a Yana e a Joyce. Elas pediram que aguardássemos um pouco, pois Carlos e Sueli, os responsáveis pela pousada, estavam atendendo outros hóspedes.

 

SIGA A GENTE NO INSTAGRAM

Desabamos eu e Cleber, cada um em uma rede, e já deu pra sentir que relaxar era o lance por ali. Enquanto ficamos ali descansando na rede, os gatinhos da pousada (são mais de 10) ficam circulando, bem na deles. Logo Carlos e Sueli apareceram para nos recepcionar.

Redes e cadeiras de praia na pousada são um convite ao descanso

É bom dizer que numa pousada com apenas 4 quartos, você se sente mais em uma casa do que propriamente num hotel. E o atendimento de Carlos e Sueli faz com que a gente se sinta ainda mais à vontade. Eles são simplesmente o máximo: muito atenciosos, carinhosos e prestativos. Fizeram de tudo para a nossa experiência ser a melhor possível. 

Um carinhoso bilhete de Sueli, com dois bombons, já deu o tom de nossa hospedagem. Entre as belas palavras, Sueli nos convida a “fazer parte da paisagem”. Adorei!

O tradicional bilhete de boas vindas da pousada: um luxo

Carlos passou um tempo explicando as normas da pousada, e já percebemos que como qualquer casa que se preze, eles são bem zelosos com a deles. Cuidados para não manchar lençóis ou lavar os pés na chegada são logo informados.

As instalações não são muito sofisticadas, é bom avisar, porém bastante funcionais. Tudo o que você precisa está lá e funcionando bem: ar condicionado split, televisão, frigobar com antena parabólica, wi-fi, chuveiro elétrico e uma cama confortável. O conforto é garantido.

Um charme é que cada quarto é decorado de uma cor, as cores do Feng Shui. Ficamos na suíte Amanhecer, dominada pelo amarelo. Caso você tenha uma preferência de cor, vale mencionar na reserva.

O wi-fi deu um probleminha em um dos dias, mas Carlos se mostrou bastante preocupado e resolveu o problema rapidamente. A forma como as pessoas se preocupam com os problemas e providenciam as soluções é um bom indicador da qualidade da hospedagem.

As janelas possuem telas para evitar a entrada de mosquitos e, ao contrário do que imaginávamos, os mosquitos nos deram um pouco de folga nessa viagem. Em geral eles me adoram.

Nosso quarto na Pousada Enseada das Conchas: nada luxuoso, porém bastante funcional

A atenção aos detalhes também costuma ser um indicador importante para mim, e notamos isso na Enseada das Conchas. Além dos mimos e do cuidado do quarto em nossa chegada, flores e detalhes de decoração são encantadores.

  

O maior luxo de todos estava lá. Ser tratado com carinho e cuidado, não tem preço. Carla (a blogueira que me deu a dica dessa pousada) não exagerou em seu relato quando disse que, em sua hospedagem, ela tinha feito amigos. Quando fomos embora, me despedi com aquele aperto no coração, de quando a gente abandona um lugar e pessoas muito queridas para trás.

Delícias no café da manhã

Se no primeiro dia, nosso contato tinha sido maior com o Carlos, com quem conversamos bastante sobre a ilha e sobre viagens em geral, na manhã de nosso segundo dia, foi a vez de ver toda a tradução do carinho de Sueli no preparo do café da manhã.

Tudo o que precisávamos estava lá, e com ótima qualidade. O suco de laranja é feito na hora, o café quentinho, frios e frutas, entre outros.

Devo advertir que os pães da Sueli (toda hora eu penso em escrever Dona Sueli, mas lembro que ela não gostava de ser chamada de Dona) são incríveis.

Salão do café da manhã: começamos bem o dia

Os pães são preparados na hora. Por isso, no dia anterior, Carlos já havia nos perguntado que horas preferíamos o café da manhã. Eles saem quentinhos, caseiros e em diversos sabores, doces ou salgados. O de chocolate, por exemplo, era uma receita nova de Sueli, estava delicioso.

A disposição também era bastante convidativa, até mesmo com placas com nosso nome na mesa do café.

Nosso café da manhã, devidamente identificado e com os deliciosos pãezinhos da Sueli

Enfim, uma maneira perfeita de começar o dia.

Três praias bem pertinho

Em relação à localização, não há muito o que reclamar. A pousada fica a apenas alguns passos de caminhada da Praia do Farol e em menos de 10 minutos de caminhada, já estávamos na base do Farol das Conchas, uma das maiores atrações da Ilha do Mel.

Praia do Farol, a poucos passos da pousada
Cleber e eu no alto do Farol das Conchas com vista para a Praia de Fora e Praia do Farol, duas das praias
que ficam a poucos metros da Pousada Enseada das Conchas

Em relação a restaurantes, também estão perto dali os já citados Mar e Sol e Beehouse.

Batemos um papo e tomamos um café com o proprietário do Ilha do Mel Café, super legal. Ele nos mostrou um mapa com todas as pessoas que já tinham visitado o café: gente do mundo inteiro!

Atrás da pousada tem um mercadinho, que nada mais é do que uma janelinha com uma casal muito simpático. Você chega lá e pede o que você quer. Na nossa última compra por lá, ficamos uma meia hora conversando com eles.

E, finalmente, não há luz nas ruas, então circular de noite exige que você ande de lanterna. Faz parte do esquema roots do lugar.

E para a despedida, fica aqui nossa última foto com o casal Carlos e Sueli, sempre solícitos e gentis, e no último dia roubei um abraço bem gostoso deles. E tá registrado a nossa foto, esperamos voltar.

Foto de despedida com Sueli e Carlos da Pousada Enseada das Conchas,
partimos com o coração apertado e já com vontade de voltar

Para reservar, entre em contato diretamente com a pousada ou reserve pelo Booking.com através de nosso link, assim você colabora com o trabalho do Viagens Cinematográficas. 

FICHA TÉCNICA:

Direção: Nova Brasília, Ilha do Mel/PR
Preço: R$ 253,00 na baixa temporada ou R$ 330,00 na alta (dezembro a fevereiro), preços para casal. Os preços da Ilha do Mel são um pouco mais caros do que em outros destinos, pelo fato de ser uma ilha somente acessível por barco.
O melhor: O carinho dos proprietários para com os hóspedes, sempre presentes, realmente faz a diferença para tornar a experiência melhor. Os pães no café da manhã são uma delícia.
O pior: Em uma das noites rolou um problema com o Wi-Fi, mas foi resolvido posteriormente. A distância do Trapiche pode incomodar na chegada, por isso se estiver com malas pesadas, cogite contratar os serviços de carregadores.
Ano: 2014
País: Brasil

Confira a seguir nossas dicas de como chegar na Ilha do Mel

© 2015 Fabio Pastorello. Todos os direitos reservados. A reprodução de textos e/ou imagens não é permitida sem prévia autorização do autor. 

 


Nota: Nossa hospedagem recebeu uma cortesia parcial da Pousada Enseada das Conchas, mas as opiniões representam a nossa livre expressão e experiência sobre o local. 

 
 

Confira também:
Fui, Gostei, Conter: Hospedagem na Ilha do Mel: a doce Pousada Enseada das Conchas
Revista de Viagem: Como é o Ano Novo na Ilha do Mel

Inscreva-se

 


>>> Você irá receber um e-mail, não se esqueça de clicar no link de confirmação.

Siga a gente nas redes sociais
Facebook YouTube Google+ Twitter Instagram
Assine nosso blog: clique AQUI e assine gratuitamente nosso blog, assim você recebe todas as nossas atualizações. Você irá receber um e-mail, não se esqueça de clicar no link de confirmação.

 

SIGA A GENTE NO INSTAGRAM

share on:
Fabio Pastorello

Fabio Pastorello

Editor do Viagens Cine, fotógrafo e videomaker. Curte cinema e leva a vida e as viagens com toques de romance, drama e aventura. Formado em Letras, ex-bancário e muito mais feliz como blogueiro de viagens.

3 comentários

  1. Oi, Yara. Na ilha tem sinal de celular e 3G, mas não é 100% em todos os lugares (bom, como em qualquer parte né rs). A ilha fica bem pertinho do continente. Obrigado pelo seu comentário, um grande abraço e boa viagem!!!

  2. Oi Fábio, tudo bem? Meu nome é Yara. Que bacana que conheceu a ilha do mel! Logo mais, no carnaval de 2015, eu e uma amiga estaremos lá. Sabe nos dizer se a ilha tem sinal de celular e sinal 3G? Precisamos ir preparadas para isto. Obrigada e continue com este excelente trabalho. Estou sempre acompanhando as suas experiências de viagens. Seu blog é 10!

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.