Passeios em Gramado: Gramado Zoo e Parque Gaúcho

O que fazer em Gramado? Uma boa pedida pode ser visitar o Gramado Zoo e o Parque Gaúcho, duas atrações que estão bem próximas. 

Antes de planejar ir nesses destinos, eu me questionei se queria ir em mais um zoológico. Nada contra os zoos, mas em Gramado a gente espera fazer outros programas mais típicos e famosos, como saborear chocolates, ir até a Cascata do Caracol ou visitar o Mini Mundo. 

Novamente fui parar no TripAdvisor e verifiquei que o Gramado Zoo, por exemplo, tem uma ótima pontuação e está entre as 10 primeiras atrações para se conhecer na cidade. E pesquisando também descobri que o parque tem dois grandes diferenciais: inclui somente representantes da fauna brasileira e o habitat dos animais é reproduzido com fidelidade. 

E o Parque Gaúcho então? Para um lugar que vem no combo com o Zoo, acabei até curtindo ainda mais a visita ao Parque Gaúcho, pela possibilidade de estar mais próximo da cultura e das tradições gaúchas

No final das contas, a dupla representa ótimas opções de passeio em Gramado. Veja em mais detalhes nessa matéria. 

O que fazer em Gramado – Serras Gaúchas

Gramado Zoo e Parque Gaúcho: uma dupla de pontos turísticos bem interessante nas Serras Gaúchas

de 

A possibilidade de ver aves brasileiras fora de jaulas foi uma das coisas que mais nos encantou no Gramado Zoo

Gramado Zoo

O primeiro lugar da nossa visita foi o zoológico de Gramado.

Para ir até ele, não há opção de transporte público, então pegamos um táxi mesmo, que saiu em torno de R$ 30,00. Já pegamos o telefone do taxista e combinamos dele nos buscar.

Destaques

  • Apesar de ainda existirem alguns animais em grades, em outros ambientes os bichos circulam livremente, em alguns casos até ao alcance da mão dos visitantes. Por isso, o visitante deve respeitar os animais. O trecho inicial, com o contato com as araras, tucanos e periquitos é o mais interessante do zoo.
Cleber admira os belos pássaros no trecho inicial do Gramado Zoo
  • Preferimos ir logo na nossa chegada, numa quinta-feira, para evitar o lugar muito cheio. Nos finais de semana, a visita pode ficar um pouco mais atribulada.
  • Lógico que para os animais ferozes, existem proteções. Em alguns casos, as grades foram substituídas por vidros ou fossos.
Os graciosos pinguins ganharam até uma praia artificial. Quando chegamos, eles saíram para nos fazer uma visitinha

A onça pintada é separada dos visitantes por um vidro espesso
  • São 1500 animais, todos exclusivamente da fauna brasileira. Girafa, leão, tigre, elefante, zebra, não são animais brasileiros, portanto você não os encontrará no Gramado Zoo.
  
  • São 1200 metros de percurso. No caminho, placas indicam quanto você já viu e quanto ainda falta, assim você pode planejar bem o seu tempo de visita.
  • Fique atento às placas durante a sua visita. Em outras, você encontra informações sobre os animais, como habitat, alimentação e hábitos. Eles também ganham divertidas classificações: o lobo-guará, por exemplo, ganhou o Kikito Elegância.
Pelos caminhos do Gramado Zoo
Ótimo para fotografar os animais, o Gramado Zoo também funciona como meio de educação ambiental
  • No restaurante dentro do Gramado Zoo, experimentamos o Guabi, uma espécie de crepe. Os preços porém desanimam: o crepe salgado custava R$ 18,00.
Guabi, uma espécie de crepe servido no restaurante, dentro do Gramado Zoo

FICHA TÉCNICA:

Passeio/Atração: Gramado Zoo
Direção: Gramado/RS
Produção: Gramado Zoo
Ingresso: R$ 38,00 por pessoa (com descontos para idosos e menores de 12 anos) + R$ 10,00 ingresso no Parque Gaúcho. Estacionamento: R$ 8,00
Quando: Todos os dias, das 9h às 17h (última entrada)
O melhor: No trecho inicial, as aves ficam soltas e é possível até chegar pertinho. Araras, tucanos e papagaios são aves belíssimas, ainda por cima.
O pior: O preço de R$ 38,00 pode ser considerado caro (a alimentação lá dentro também não é econômica), por isso considere a visita também ao Parque Gaúcho, por mais R$ 10,00. Assim você ecomiza R$ 20,00 na visita aos dois parques.
Ano: 2014
País: Brasil

Parque Gaúcho

Tivemos que caminhar um pouco do Gramado Zoo até o Parque Gaúcho, cerca de 10 minutos.

Para quem está de carro é pertinho, mas para quem estava a pé, como nós, é uma caminhada em estrada de terra nada aprazível, pois algumas vezes os carros passam e levantam poeira. Seria interessante que o parque disponibilizasse um transfer entre as atrações.

Para pessoas de idade então, pouquíssimo recomendado.

Destaques

  • São 120 metros quadrados de área total. Para quem deseja explorar a história do povo gaúcho com mais atenção, é bom reservar algum tempo.
No Parque Gaúcho, uma boa oportunidade de conhecer a cultura desse povo
  • A primeira atração é o Memorial do Gaúcho, o acervo possui peças originais que contam a história dos gaúchos. Não é permitido fotografar nessa área.
  • O restaurante temático possui lugar para 400 pessoas, e a refeição custa R$ 54,00. O combo total Gramado Zoo + Parque Gaúcho + Almoço custa R$ 96,00. Como o combo Zoo + Parque custa R$ 48,00, no combo total o almoço sai por R$ 48,00 (já peça essa opção na hora de comprar o ingresso). Não experimentamos o almoço para saber se vale a pena.
  • Mas fizemos questão de provar o pão de campo quentinho saído do forno e achamos gostoso. A conferir o Café Gaúcho, que além do pão inclui também linguiça assada na brasa, manteiga, doce de leite uruguaio e mel de flor de laranjeira.
Pão de campo quentinho no restaurante do Parque Gaúcho
  • Na Arena de Doma, os instrutores trabalham com cavalos e cães e mostram algumas técnicas e exercícios de adestramento de animais. Vale a pena sentar e assistir um pouco a demonstração. Um grupo de estudantes estava lá conferindo a demonstração.
Adestradores e seus animais, na Arena de Doma do Parque Gaúcho
  • Mas as crianças (e alguns adultos rs) se divertem mesmo é com a Cidade dos Gaúchos, inaugurada em 2012, uma recriação de como viviam as pessoas nos pampas do século XVIII. Tem as habitações dos índios pampeanos e de outros povos gaúchos, uma capela de pedra e como era o comércio, entre outras demonstrações que permitem entender o modo de vida dos gaúchos de antigamente.
  • Dá para tirar fotos dentro da capela, das casas, fiquei até um pouco aflito quando um monte de crianças entrou pois tudo parece bem frágil. Mas no final elas se divertiram e tudo ficou em pé.
  
  • Na área externa, também é possível conhecer alguns animais de origem criola. A história desses animais é interessante, já que eles foram abandonados e passaram a viver de modo selvagem nos pampas. Posteriormente, foram redescobertos, mas mantidos nas mesmas condições para preservar suas características. A partir de então, a “nova raça” criola ganhou notoriedade e reconhecimento.
Cavalos e ovelhas crioulas podem ser encontradas no Parque Gaúcho

FICHA TÉCNICA:

Passeio/Atração: Parque Gaúcho
Direção: Gramado/RS
Produção: Gramado Zoo
Ingresso: R$ 38,00 por pessoa (com descontos para idosos e menores de 12 anos) + R$ 10,00 caso seja comprado o combo em conjunto com o Gramado Zoo. Estacionamento: R$ 8,00
Quando: Todos os dias, das 10h às 17h (última entrada)
O melhor: Sente e curta as demonstrações da Arena de Doma.
O pior: O parque não oferece transfer até o local (oferecia anteriormente mas foi cancelado, o serviço de buscar os visitantes em seus hotéis é comum e extremamente conveniente em Gramado) e também não há transporte do Gramado Zoo até o Parque Gaúcho, o que dificulta a vida de quem está sem carro.
Ano: 2014
País: Brasil
Experimentando algumas das lembrancinhas da loja do Parque Gaúcho

Nota: Os passeios do Zoo Gramado e Parque Gaúcho foram uma cortesia, mas as opiniões aqui expressas representam a nossa livre opinião. 

Insira seu e-mail para receber nossas atualizações:

 


>>> Você irá receber um e-mail, não se esqueça de clicar no link de confirmação.
Siga a gente nas redes sociais
Facebook YouTube Google+ Twitter Instagram
Tags:
share on:
Fabio Pastorello

Fabio Pastorello

Editor do Viagens Cine, fotógrafo e videomaker. Curte cinema e leva a vida e as viagens com toques de romance, drama e aventura. Formado em Letras, ex-bancário e muito mais feliz como blogueiro de viagens.

1 comentário

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.