O que fazer em Gramado: Pontos Turísticos – Primeiro Dia

Melhores Destinos do Brasil: Gramado
Confira nessa matéria o que fazer em Gramado e Canelaquais são os melhores pontos turísticos e passeios. Além de destacar o que fazer em Gramado, vamos incluir algumas dicas de viagem e informações para ajudar você a planejar a viagem nas Serras Gaúchas. 

Em 2015, o turismo em Gramado foi premiado e considerado o melhor destino do Brasil pelo público do TripAdvisor. Não foi à toa. 

A região é muito bem organizada no que se refere a receber bem os turistas. Além da infraestrutura hoteleira (com valores acima da média do Brasil, é bom lembrar) e de restaurantes, a cidade configurou uma série de experiências legais para seus visitantes, entre pontos turísticos e passeios.

Os passeios incluem opções para toda a família, mas também especiais aos casais ou aos viajantes que não se encaixam em pacotes turísticos. Foi o nosso caso. Viajamos de forma independente e sem carro, e conseguimos aproveitar a viagem dessa forma.

Apesar disso, nessa viagem não tivemos tempo para todos os pontos turísticos. Vamos incluir links para outros blogs daqueles passeios que não conseguimos fazer. 

Comentários e dúvidas são bem-vindas. Se você ficar com alguma dúvida, deixe seu comentário no final do texto e teremos prazer em responder. 

O que fazer em Gramado – Primeiro Dia

Confira os principais passeios, pontos turísticos e dicas de viagem

de 

O Mini-Mundo é um dos passeios mais famosos de Gramado, não deixe de conferir

Primeiro dia em Gramado. Logo de cara, resolvemos conferir algumas das principais atrações. Uma das formas legais de circular que escolhemos foi na Jardineira das Hortênsias, que nos permitiu conhecer alguns desses principais pontos turísticos.

Confira o que fazer em Gramado no nosso roteiro do primeiro dia, a seguir:

1 – Mini Mundo

Porque Visitar: Muito antes de visitar Gramado, você já deve ter visto a foto de alguém no Mini Mundo.

Esse ponto turístico é um dos mais visitados nas Serras Gaúchas e transforma todos os seus visitantes em crianças novamente. Concebido por um pai e avô para suas crianças, as miniaturas de lugares do Brasil e do mundo acabaram ganhando também a atenção do resto das “crianças” que visitam Gramado.

As réplicas são todas 24 vezes menores que os originais, e muito bem feitas. Exigem um trabalho minucioso que não envolve somente a perfeição das reproduções, mas também que as obras sejam resistentes às condições climáticas de Gramado.

Existem histórias por trás das miniaturas, no jornal do Mini Mundo eles contam o que anda acontecendo na cidade

Fique ligado: Na entrada é distribuído o Jornal do Mini Mundo. No jornal você confere tudo o que está acontecendo na cidade do Mini Mundo. Depois é só procurar as placas com as “mãozinhas” e ler o que aconteceu.

Quanto tempo: São necessárias de 1 a 2 horas de visita. São muitos detalhes em 140 construções, então tudo depende da sua disposição em conferi-los ou fazer uma visita mais rápida.

Além das miniaturas, os cuidados com as flores tornam o Mini Mundo um lugar perfeito para belas fotografias

A melhor foto: Cada um vai eleger o seu cantinho preferido no Mini-Mundo. O meu com certeza foi a réplica da Igreja de São Francisco de Assis, de Ouro Preto (foto no início do post). O entorno está repleto de flores, ficou lindo.

Avaliação: ★★★★★

2 – Jardineira das Hortênsias

 
Porque Fazer: Quando eu chego em uma cidade, um dos programas que acho legal fazer (quando disponível) é um city-tour. O city-tour é um ótimo meio de ter uma noção geral do destino, para depois explorar com mais detalhes aqueles lugares que você se interessou mais.
Em Gramado, achei interessante a proposta da Jardineira das Hortênsias. Em um ônibus bem simpático e com várias janelas, o que facilita a vida do turista para tirar fotos, você passeia pela cidade e ainda faz algumas paradas. Contamos ainda com as explicações super interessantes de nosso motorista, que trouxe várias informações sobre os pontos turísticos, mas também sobre a cultura e a vida em Gramado.
E a maior qualidade de um city-tour está, justamente, em seu guia. Apesar de não ser um guia turístico, mas um motorista, nosso “guia” tornou o passeio realmente especial.
Aproveite também a visita à Estação Jardineira das Hortênsias, de onde é possível reservar e de onde você embarca para o passeio. O lugar é uma graça.
A Jardineira das Hortênsias é uma ótima maneira de conhecer Gramado
Visite a Estação Jardineira das Hortênsias, de onde partem as jardineiras. O lugar é uma graça.
Fique ligado: São 16 km de viagem, com parada de 30 minutos no Lago Negro e paradas para fotos (mais do que suficiente) no Pórtico de Entrada, no Lago Joaquina Rita Bier e no Belvedere do Vale do Quilombo. Mas fique atento mesmo às informações do motorista. 🙂
Quanto tempo: 1h45. O passeio tem saídas diárias às 9h30min, 11h30min, 14h e 16h. Custa R$ 20,00. (Nota: Nosso passeio foi uma cortesia da Jardineira das Hortênsias).
Parada para fotos no Pórtico de Gramado, imperdível.
O lugar fica longe do centro, então o passeio é uma ótima forma de conhecê-lo
A melhor foto: A parada no Pórtico (Entrada via Nova Petrópolis) garante excelentes fotos com o jardim super florido. Veja (e fotografe) os dois lados do Pórtico.
Avaliação: ★★★★

 

3 – Lago Negro

Porque Visitar: Outro cartão postal de Gramado, o Lago Negro tem o nome derivado de árvores que foram trazidas da Floresta Negra, na Alemanha.

O parque fica especialmente bonito em determinadas épocas. Quando visitamos em setembro, o destaque ficava para as azaléias, mas as hortênsias são vistas no mês de novembro. Apesar do rosa das azaléias ter deixado o lago com um colorido todo especial, acho que as hortênsias teriam ainda mais charme.

O programa principal por aqui é andar de pedalinho pelo lago. Não é o programa que eu e Cleber curtimos, então preferimos caminhar em volta do lago, que possui um trilha bem agradável de 740 metros.

Você pode passear de pedalinhos, ou simplesmente fotografá-los 

Fique ligado: Na caminhada em torno do lago, fique ligado para a natureza que o rodeia, como as árvores importadas da Alemanha e as flores.

Quanto tempo: Nós fizemos em tempo recorde, apenas 30 minutos (o tempo de parada da Jardineira), mas acho que para curtir o lugar com calma e até andar de pedalinho, 2 horas é o tempo ideal.

De acordo com a época, você pode encontrar azaléias ou hortênsias, que deixam o lugar ainda mais bonito


A melhor foto: Já que não andamos de pedalinho, gostamos de fotografar o pessoal. Aproveitamos também para incluir no cenário as cores das flores. O visual ficou incrível e bem romântico.

Avaliação: ★★★

4 – Lago Joaquina Rita Bier e o Kikito

Porque Visitar: É já que estamos falando em lagos, o Lago Joaquina Rita Bier também é uma das atrações de Gramado. Apesar de não ser tão bonito e agradável para passeios como o Lago Negro, ele também vale a visita, ainda que de passagem durante o passeio da Jardineira. É no local que são realizados os shows do Natal Luz, o evento turístico mais importante de Gramado.

O lago é artificial, com uma ilha no centro, cercado de araucárias e possui 17 mil metros quadrados. Nós passamos por lá no final de tarde e curtimos um belo pôr do sol, com as araucárias como cenário. Ali também está a estátua do Kikitóide, de Elizabeth Rosenfeld, a mesma criadora do Kikito original.

O que mais nos interessou mesmo foi a caminhada até a Rótula das Bandeiras, onde fica a estátua do Kikito.

Lago Joaquina Rita Bier e a estátua Kikitóide, da mesma criadora do Kikito original

Fique ligado: O Kikito é um dos grandes símbolos da cidade. Para quem não sabe, o Kikito é o troféu do Festival de Cinema de Gramado e a estátua representa o Deus do bom humor. Como fã de cinema, eu não poderia deixar de conferir. Mas o Kikito foi criado antes do festival do cinema e virou símbolo de Gramado, posteriormente é que foi incorporado ao festival.

Quanto tempo: O lago e a estátua do Kikito estão bem próximos do Mini Mundo, é possível tranquilamente conciliar a visita no retorno para o centro de Gramado. Em 30 minutos é possível conhecer os dois pontos.

Antes de virar troféu do Festival de Cinema, o Kikito já era símbolo da cidade de Gramado

A melhor foto: Vale tentar colocar a estátua do Kikito e as bandeiras da Rótula. Mas como estávamos passando ali no final de tarde, o registro que nos encantou com o do Kikito com as araucárias do Lago e as cores do pôr do sol.

Avaliação: ★★★

5 – Prefeitura de Gramado

Porque Visitar: Se você ficou encantado com os jardins do Mini Mundo e com as flores do Lago Negro, prepare-se para conferir o visual encantador do jardim em frente à Prefeitura Municipal de Gramado. Em um jardim pequeno, mas repleto de flores de todas as cores, o lugar é um dos cartões postais da cidade.

Fique ligado: Confira como a arquitetura do prédio é bastante típica da cidade e fique de olho também no brasão, no alto, sobre os lambris de madeira.

Quanto tempo: 15 minutos. É só mesmo para tirar uma foto.

A melhor foto: Foi um pouco difícil pegar a totalidade do prédio e a beleza dos jardins na mesma foto. Para obter esse resultado, apelamos para a lente grande ocular da GoPro. E para captar melhor o desenho do jardim, subimos em cima de um dos bancos da praça.

Avaliação: ★★★

O bonito prédio da Prefeitura de Gramado e as flores valem uma foto

Confira a seguir um mapa dessas atrações, que foram agrupadas pela proximidade, garantindo que você possa conferir todas em 1 dia de viagem. Veja mapa ampliado e interativo no Google Maps, você pode também ampliar, salvar e/ou imprimir para levar na sua viagem.





Não deixe de ler a seguir: 
O que fazer em Gramado: Roteiro pelo Centro da Cidade


Fontes:
Prefeitura de Gramado: Atrativos Turísticos
Gramadosite: A História do Festival de Cinema de Gramado

Leia também em outros sites:
Melhores Destinos: O que fazer em Gramado e Canela
Vambora: O que fazer em Gramado: do básico ao inusitado

© 2015 Fabio Pastorello. Todos os direitos reservados. A reprodução de textos e/ou imagens não é permitida sem prévia autorização do autor.


Inscreva-se

>>> Você irá receber um e-mail, não se esqueça de clicar no link de confirmação.

Siga a gente nas redes sociais
Facebook YouTube Google+ Twitter Instagram
Assine nosso blog: clique AQUI e assine gratuitamente nosso blog, assim você recebe todas as nossas atualizações. Você irá receber um e-mail, não se esqueça de clicar no link de confirmação.

share on:
Fabio Pastorello

Fabio Pastorello

Editor do Viagens Cine, fotógrafo e videomaker. Curte cinema e leva a vida e as viagens com toques de romance, drama e aventura. Formado em Letras, ex-bancário e muito mais feliz como blogueiro de viagens.

Deixe um comentário