25 Experiências que Valem uma Viagem

Já faz algum tempo que tenho pensado em fazer essa lista. Viajar para conhecer lugares belíssimos é o máximo, mas parece que as melhores viagens vão além simplesmente da beleza.Tanto que existe uma vertente do turismo atual que privilegia justamente a experiência dos viajantes. Possuir alguma vivência única ou extraordinária em um destino de viagem tornará ele especial e inesquecível para você.

Essa lista pretende justamente apresentar algumas das viagens que representaram uma experiência diferente do que simplesmente observar um lugar bonito.

Como toda lista, ela é bastante subjetiva e baseada em lugares (e experiências) que eu efetivamente conheci. Tenho ciência de que é uma lista humilde e de que tenho muita coisa para ver e viver ainda pelo mundo. Não precisa me gongar, tá? rs.

Todas as fotos são de nossa autoria e para todas as viagens você encontra matérias aqui no blog.

Mas você pode me ajudar a enriquecer essa lista. Deixe um comentário no final desse post e me diga qual foi a experiência de viagem que você recomenda. Quem sabe eu não vivo ela na minha próxima viagem?

25 Experiências que Valem uma Viagem

Confira uma lista de vivências imperdíveis pelo Brasil e pelo mundo

por Fabio Pastorello

Trilha da Ponte Inca, em Machu Picchu
Em alguns casos, boas viagens estão acompanhadas de grandes experiências

1 – Contemplar Nova York de cima

Nova York vista do Empire State Building
Que Nova York é uma cidade cinematográfica, todo mundo já sabe. Uma das mais cinematográficas que existe. Mas subir o Empire State Building pode ser uma das experiências mais próximas de estar dentro de um filme. Fácil fácil dá para lembrar de vários filmes gravados por lá. E contemplar o pôr do sol do alto desse prédio icônico pode ser o clímax da sua película. Além do Empire State, outro prédio imperdível é o Rockefeller Center, ou o Top of the Rock. É para deixar de ser espectador de um filme e se sentir dentro de um filme.

2 – Contemplar Paris a partir do rio

Torre Eiffel vista do Rio Sena
E já que estamos falando de cidades cinematográficas, Paris também é um dos destinos mais lindos e desejados do mundo. A vista do alto também é imperdível, especialmente da Torre Eiffel, mas uma experiência bem diferente é contemplar através de um passeio de barco no rio Sena, ícone da cidade. Flutuando pelo rio, deslizando pelas paisagens e atravessando as pontes por debaixo delas, a gente se sente num enorme travelling pelas imagens de cartão postal de Paris.

3 – Fazer uma trilha para ver Machu Picchu de cima

Huayna Picchu é uma montanha com vista incrivel para Machu Picchu
Estar em Machu Picchu já é indescritível, mas que tal subir uma montanha e contemplar a cidade inca lá do alto? Isso é possível em duas trilhas que saem de dentro do sítio arqueológico de Machu Picchu. Uma delas é a Huayna Picchu (ou Wayna Picchu), a mais famosa e que requer reserva antecipada. A outra é a trilha até a montanha MachuPicchu. As trilhas são um pouco puxadas e por vezes vertiginosas, mas valem cada degrau.

4 – Nadar em um cenote na Península de Yucatán

Os cenotes são cavernas típicas no México
A experiência imperdível é visitar um cenote, essas cavernas que se encheram de água por conta das chuvas. No Brasil, já visitamos algumas cavernas com água, mas nem todas permitem o banho. No México, ele está liberado em boa parte delas. Em um deles, nós nadamos caverna adentro e entramos dentro de uma caverna repleta de morcegos. Confira aqui no blog todos os principais cenotes da Península de Yucatán (onde Cancun está localizada e onde se encontram mais de 2000 cenotes). O link está no título de cada experiência.

5 – Nadar numa Lagoa no meio das Dunas

As lagoas dos Lençóis Maranhenses: uma delícia
Sim, você curte areia. Sim, você gosta de água. Que tal juntar tudo num lugar que tem areia e água, e não é praia. Nas dunas dos Lençóis Maranhenses, você presencia uma das paisagens mais únicas e fantásticas do mundo. E o melhor é que você não precisa só ficar olhando. Tchibum. Nós também adoramos andar pelas dunas até onde não haja mais nenhum ser humano à vista. Mas lembre-se: as lagoas só ficam cheias após a época das chuvas. Fique de olho nas nossas dicas aqui no blog.

6 – Chegar na estação de trem mais alta da Europa

Uma das experiências mais incríveis que eu já tive foi essa viagem de trem até o Topo da Europa. O trajeto já é indescritível: montanhas e vilas com aquelas casas tipicamente suíças. Em uma das cidades, uma cachoeira deságua praticamente no meio da rua. Mas o melhor mesmo é chegar lá em cima, na estação de trem Jungfraujoch e ficar de frente para a montanha Jungfrau e para a geleira Aletsch, a maior geleira dos Alpes. É muita neve, mesmo no verão. E pra quem não gosta só de ver, pode andar, tocar e brincar na neve. Feito criança.

7 – Cruzar a divisa da França e Itália por cima de um glaciar

Parecia certo que os Alpes Suíços seriam um dos lugares mais incríveis que eu já conheci nas montanhas. Isso até visitarmos Chamonix, na França, e subirmos até bem pertinho do Mont-Blanc, o cume da Europa. De lá, partem bondinhos que cruzam um país: você atravessa da França para a Itália pendurado em um bondinho. Mas o mais incrível é o trajeto, por entre as montanhas dos Alpes e passando por cima de um glacier. É de dar calafrios, ao mesmo de tempo de emoção e de medo. Não recomendado para quem tem medo de altura.

8 – Mergulhar em Fernando de Noronha

Como não sabia nadar, na primeira vez que eu fui para Fernando de Noronha, nem entrei no mar, só vi a ilha por cima da água. Fui embora e todo mundo me disse que eu tinha perdido o melhor de Noronha. Na segunda vez, resolvi tirar o atraso e fiz vários mergulhos livres (snorkeling) e também o famoso batismo. Pronto, agora posso falar que ver o fundo do mar de Noronha é umas melhores atividades que você pode fazer pelo mundo. Afunde e curta.

9 – Assistir um Pôr do Sol em Santorini

A Grécia é definitivamente cinematográfica. E a ilha de Santorini é um dos lugares mais cinematográficos de lá. Assistir o pôr do sol em Firá ou o mais famoso ainda pôr do sol em Oia é um daqueles espetáculos que todo mundo garante um lugar sentado para vivenciar. Sorte que ainda não cobram ingresso. Ah, é a Grécia é tudo aquilo que eu sonhava e um pouco mais viu?

10 – Aplaudir o pôr do sol no Rio de Janeiro

Se falamos de pôr do sol na Grécia, outro lugar imperdível para ver o pôr do sol sem pagar ingresso é no Rio de Janeiro. O pôr do sol na praia de Ipanema é cinematográfico, tanto que até já demos algumas dicas por aqui de como fotografá-lo melhor. Mas para conferir junto da galera, o Arpoador é a principal sala de exibição. A experiência de ver o pôr do sol em qualquer do mundo, aliás, é muito mais que uma experiência somente visual, convenhamos. Você é tocado pelo sol de uma forma muito especial.

11 – Nadar em um rio subterrâneo

OK, alguns podem achar o parque Xcaret, em Cancun, meio fake, mas que fake sensacional hein? Uma das experiências mais legais por lá é nadar em um dos três rios subterrâneos do parque. Nós gostamos tanto que acabamos nadando nos três. Em alguns deles, nadamos em companhia de morcegos, mas eles não fazem nada não, tá tranquilo. Mas há muito o que fazer no Xcaret, então é melhor planejar bem o tempo para se distribuir entre outras experiências bem legais também.

12 – Nadar em um fervedouro no Jalapão

No coração do Brasil, no Estado de Tocantins, existe um lugar de cair o queixo chamado Jalapão. Ele reúne piscinas naturais, dunas, rios de água cristalina, cachoeiras e montanhas. Ou seja, quase tudo o que você pode querer de uma viagem. Mas uma das experiências mais incríveis do Jalapão é nadar no fervedouro, essas piscinas naturais onde é impossível afundar. Inesquecível. E para quem acha pouco, acampar no Jalapão é uma das experiência recomendada no livro 1000 Lugares para Conhecer Antes de Morrer, de Patrícia Schultz.  Nós super aprovamos.

13 – Flutuar em um dos rios de Bonito

Taí outra experiência destacada no livro da Patrícia Schultz. Existem várias flutuações e mergulhos em Bonito, mas nós só fizemos 2: os rios da Prata e rio Sucuri, ambas imperdíveis. Mas ainda queremos voltar para conferir mais. A experiência é realmente indescritível, ainda bem que podemos mostrar: temos muitas fotos e vídeo também no YouTube mostrando como foi, vale conferir. Mas se for para falar um pouco, a sensação de ser levado pelo rio, e ir contemplando a natureza chegando em várias direções, é incrível.

14 – Voar de parapente em Canoa Quebrada

Esses passeios aéreos são mesmo cinematográficos. Eu tenho particular predileção por ver os lugares do alto. Em Canoa Quebrada, o voo de parapente é um dos passeios incríveis para se fazer por lá. O voo é super tranquilo, nem dá pra sentir medo, você parece que está flutuando sobre a praia e falésias de Canoa Quebrada, que já são lindas mas de cima ficam ainda mais incríveis. E quem não sonharia sair voando por aí?

15 – Ficar pelado em uma Praia de Nudismo (em Mykonos)

Já que é para ficar pelado, vamos ficar pelados em grande estilo. Em algumas praias de Mykonos, fica tudo bem dividido: os peladões ficam de um lado e os demais ficam de outro. Ou seja, o nudismo não é obrigatório. Mas vale a pena ter essa experiência de fazer naturismo em uma praia. No Brasil algumas praias onde o naturismo também é praticado são as praias da Galhetas (Florianópolis), Olho de Boi (Búzios) e Tambaba (João Pessoa).

16 – Passar uma noite em um autêntico vilarejo inca

Quem vai para o Peru e principalmente para Machu Picchu, tem um contato bem próximo da cultura inca. Mas em boa parte das cidades, a arquitetura inca se mistura com a arquitetura colonial. Em Ollantaytambo, um dos sítios do Vale Sagrado dos Incas, a pequena cidade se mantém preservada como na época dos incas. À noite, o lugar fica uma tranquilidade só, longe do movimento dos turistas e cravado entre as montanhas.

17 – Pilotar uma lancha

E você deve estar se perguntando: mais uma atividade na região de Cancun, na Riviera Maia? Sim, nós adoramos essa viagem.  E você também pode ter a vida de um milionário e pilotar uma lancha. Em Cancun, nós curtimos muito essa experiência. E fomos nós que pilotamos mesmo, sem acompanhamento. O trajeto é em uma lagoa de águas tranquilas, então a experiência é bastante segura e termina num snorkeling nas águas do Caribe. Quer programa melhor?

18 – Fazer um Passeio de Buggy no Ceará

O Ceará é grande terra dos passeios de buggy. Mas os melhores são os que têm emoção. Subir e descer nas dunas deixa a sua adrenalina lá em cima. Eles sempre incluem paradas em lagoas, tobogãs, esquibundas e outras diversões improvisas nas dunas. Para curtir o máximo a emoção, aproveite as dunas em Cumbuco e em Jericoacoara. É lógico, ficar pendurado no buggy com o vento na cara é uma delícia.

19 – Conferir as praias cinematográficas do Algarve

A Praia da Dona Ana, no Algarve em Portugal, foi considerada uma das praias mais bonitas do mundo. O lugar é cinematográfico porque as praias são cercadas de falésias para lá de dramáticas. Um passeio de barco na Ponta da Piedade pode ser o clímax dessa experiência: de barquinho você navega por entre as falésias e pequenas baías da região. Mas o que mais me encantou na região mesmo é sempre a possibilidade de estar em Portugal, um dos países da Europa que eu mais gosto.

20 – Uma rede em uma lagoa em Jericoacoara

Olha só que experiência fantástica: você pega uma água de coco, senta em uma rede e fica curtindo as águas de uma lagoa de águas cristalinas. OK, não tem nada de excitante ou empolgante nisso, pelo contrário, o lance aqui é justamente ir no sentido oposto. Mas tenha certeza que no final dessa experiência, você vai sair de lá renovado e feliz da vida. Jericoacoara já entrou em várias listas mundo afora, não podia ficar fora da nossa.

21 – Entrar debaixo das Cataratas do Iguaçu

Dá para esquecer uma das 7 maravilhas do mundo, as Cataratas do Iguaçu. Você conheça ela do lado brasileiro ou do lado argentino, o lugar é impressionante. Chegar perto das quedas já garante que você vai ficar molhado, mas você não sabe o que é ficar molhado até fazer o Macuco Safari e ser jogado para debaixo de uma das quedas. Molha até a alma. Tá, eu nem queria vivenciar tanta água viu? rs.

22 – Nadar nas piscinas naturais da Costa dos Corais

A Costa dos Corais é a segunda maior barreira de corais do mundo. Ocupando trecho de Pernambuco e boa parte de Alagoas, esse lugar garante diversas piscinas naturais de cores impressionantes e perfeitas para nadar, relaxar e fazer snorkeling. Para curtir melhor as piscinas naturais, é bom olhar a tábua das marés e conferir o lugar na maré baixa. Você vai se impressionar.

23 – Ficar em um resort no Caribe

Uma das minhas últimas viagem foi para o Caribe, mais especificamente para Punta Cana, em uma das ilhas do Caribe. Pronto, o bichinho dos mares paradisíacos me mordeu e já quero incluir vários outros destinos do Caribe na lista. A experiência pode ficar ainda melhor se você se hospedar em um resort bem legal. Luxo também é experiência né? Com dólar alto ficou um pouco mais caro, mas muita gente defende que a relação custo-benefício dos resorts de Punta Cana é bem melhor do que dos resorts do Brasil. De qualquer forma, viajar para o Caribe vale o investimento.

24 – Fazer o passeio de barco até a Ilha do Farol

Quem já acompanha o nosso blog sabe que eu tenho um carinho, para não dizer fascinação, todo especial por Arraial do Cabo, no litoral do Rio de Janeiro. As praias são demais! Mas a melhor praia de lá deve ser mesmo a Praia do Farol. Localizada numa ilha controlada pela marinha, o único acesso é de barco, o que garante de certa forma que o lugar permaneça com a beleza praticamente intocada. A paradinha é rápida. Se jogue no mar e você vai ter contato com uma das águas mais translúcidas que eu já vi. E pra você não dizer que não sentiu o suficiente, a água é bem geladinha por lá.

25 – Descobrir a beleza e o charme da Praia do Rosa

No litoral sul do Estado de Santa Catarina, a Praia do Rosa entrou na lista do The Guardian como uma das 10 melhores praias do mundo que você nunca ouviu falar. Agora já conhece. O destino está além de ser apenas um rostinho, digo, uma praia bonita. Reúne excelentes restaurantes, pousadas super aconchegantes e um clima rústico-chique. Ah, e as pessoas são o melhor, conheci pesssoas maravilhosas por lá. Coloque na sua wishlist, caso ainda não conheça.

É isso aí. Essas foram minhas 25 experiências que eu mais curti em viagens. Deixe seu comentário aqui embaixo sobre a experiência de viagem que você mais gostou. 


© 2015 Fabio Pastorello. Todos os direitos reservados. A reprodução de textos e/ou imagens não é permitida sem prévia autorização do autor.

 

SIGA A GENTE NO INSTAGRAM

Tags:
share on:
Fabio Pastorello

Fabio Pastorello

Editor do Viagens Cine, fotógrafo e videomaker. Curte cinema e leva a vida e as viagens com toques de romance, drama e aventura. Formado em Letras, ex-bancário e muito mais feliz como blogueiro de viagens.

7 comentários

  1. Ver NY do alto foi realmente sensacional! Você pesquisa antes de ir, vê vídeos, mas nada se compara ao sentir ao vivo aquele momento! Paris fiquei com as pernas bambas quando dei de cara com a Eiffel!!! Cancun com seus cenotes e resorts foi maravilhoso, e foi tenso para mim pois a época foi a primeira viagem longa de avião, e no caminho eu ia dizendo para mim: tem que valer a pena essas horas de vôo! E como valeu!As Dunas superaram minhas expectativas! E também pelo cansaço da estrada pensei : tem que valer a pena! Noronha estou como você na primeira vez, não mergulhei, logo terei que voltar (eita sacrifício)! Jericoacoara me apaixonei e quero voltar em breve! RJ e Arraial como carioca sou suspeita! Amo!!! Ilha do mel no Paraná foi uma aventura e tanto, o mais divertido é o trajeto até lá! São Thomé das Letras, Carrancas e Ibitipoca em MG são experiências incríveis e uma energia única!!! A última experiência foi o Réveillon passado nos Cânions do Rio São Franscisco em Aracaju! Magníficos! Parecem desenhados, você se sente teletransportado para uma grande obra de arte, um quadro pintado a mão! Próxima parada…. Alter do Chão! Conhecer a região norte deste Brasil!!!

  2. Nossa, deve ser o máximo hein Jorge. Essa lista foram só mesmo de experiências que eu já tive, agora se for fazer a lista das experiências que quero ter hein, vai ser uma lista e tanto. Abração!!!

  3. Nadei em um cenote no Yucatan, foi demais p min. Nadei nos Lençois e outra coisa grande que vc nao mencionou foi transpor os Andes de carro de Jujuy até o Atacama, foi divino.

  4. Gente, que loucura o Peru né Cristiane? Um país tão incrível, preciso voltar para explorar tantas coisas por lá. Que cruel é esse mundo que não nos permite ter tempo e dinheiro suficiente para conhecer tudo o que a gente quer hahahaha… Mas a gente corre atrás. Beijo grande!

  5. Que delícia Ana. As viagens têm esse poder mesmo de viver momentos tão especiais, mas os seus, hein??? Estão de tirar o chapéu. Que delícia, também já me fizeram lembrar aqui de várias outras experiências. Uma puxa a outra, nossa que vontade de ficar proseando sobre essas coisas um tempão, né? Se algum dia quiser contar alguma delas por aqui, me manda uma mensagem. Beijo grande e obrigado por compartilhar suas vivências tão especiais!!!

  6. Anos 80, Trindade: caronas de caminhão, céu estrelado, lua cheia, subida e descida do Morro do Deus me livre, com chuva, em meio a uma tempestade, com amigos segurando uma barraca gigante para ela não voar e ficar tudo ensopado, fogueiras na praia em noite de lua cheia com violão, mergulhos em água cristalina, doce de cachoeira, do alto de pedras, só Deus nessa hora, salgada do mar, na maré cheia a nado de uma praia para outra, só Deus nessa hora, perda da virgindade em uma caverna, kkkkk. Ah! Anos 80 e Trindade.

    Mais recente: ultraleve em Porto Seguro, nudismo na Paraíba, nadei com um cavalo em Jericoaquara, e cavalguei com outro pela praia, quando me apaixonei pelo nordeste, caminhada lindíssima pelas pedras de uma praia para outra, em Guarapari, ES. Trator em Morro de São Paulo. Ano Novo em Copacabana quando os fogos ainda eram na areia, parecia viagem interestelar.

    No exterior: EUA – mudança de escola e de hospedagem por conta própria na primeira semana para que meu dinheiro durasse mais, comunity college em San Diego, depois em Miami e New York várias estadias divertidas nos hostels, amigos do hostel em Miami e uma festa surpresa de aniversário. Em New York ver as árvores coloridas do outono e depois a neve caindo pela janela, o central park todo branco de neve. Na Europa, passeio de moto pela cidade medieval de Rodes, nudismo em Mikonos, pôr do sol em Santorini, encantamento em Roma e no Vaticano, mergulho em um lago no parque Hamesterheah em Londres, ano novo em Trafalga Square.

    Obrigada por me fazer lembrar de tudo isso. Tem mais, mas está bom por hora. rssss.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.