Aix-en-Provence: O que Fazer e Dicas da Provence

O que fazer em 1 dia em Aix-en-Provence? Quais as nossas dicas da Provence? Nessa matéria vamos comentar nosso primeiro dia na região da Provença, essa região encantadora no sul da França.Nossa porta de entrada na Provence foi Aix-en-Provence, que também foi nossa opção de hospedagem na região.

Um dos motivos que escolhemos Aix-en-Provence para ficar, foi pela proximidade do aeroporto de Marselha, de onde chegamos de um voo de Paris. Mas outro destino bastante cogitado para se hospedar na Provença é a cidade de Avignon, especialmente para quem chega de trem.

Para entender e conhecer mais da cidade, recomendo fortemente ler o texto da Natalia Itabayana no blog Destino Provence. Brasileira, ela mora na cidade há algum tempo e tem uma matéria que conta em ricos detalhes a história e curiosidades sobre a cidade.

Eu e Cleber não temos mais de 2 anos de experiência, apenas tínhamos apenas 1 dia para conhecer e circular em Aix-en-Provence e é sobre nossa pequena, porém deliciosa experiência, que vamos comentar.

Aix-en-Provence: Dicas da Provence

O que fazer em 1 Dia em Aix-en-Provence

de 

Aix en Provence: O que fazer e dicas
Estamos na Provence. Confira o que fazer em Aix-en-Provence, nossa base na região

Saindo de Paris e Como Chegar no Aeroporto de Orly

Acordamos às 8h em Paris, arrumamos as malas, pegamos metrô até a estação Denfert-Rochereau, próxima à estação Gare Montparnasse.

É de lá que sai o Orly Bus, um ônibus que custa 8 euros e vai até o Aeroporto de Orly. A viagem dura tranquilos 30 minutos. Atenção na hora de descer: existem dois terminais: W – Ouest e S – Sud. Embora seja possível ir caminhando entre eles (foi o que fizemos pois descemos no terminal errado), é uma perda de tempo de uns 15 minutos entre eles.

O controle no aeroporto estava particularmente chato, o que nos leva a questionar porque não preferimos o trem, mas a passagem aérea saiu mais barato.

Roteiro de Viagem na Provence

Como Chegar em Aix-en-Provence

De trem, pela SCNF, os preços podem variar de 45.00 € a 116,00 €. Na nossa pesquisa, acabamos não encontrando os valores mais baratos. Pela Air France, a passagem aérea saiu 72,00 € e acabamos preferindo a viagem de avião.

O tempo de viagem, no final das contas, não é muita vantagem de avião. Pegamos o ônibus para o aeroporto às 10h da manhã e 14h chegamos no aeroporto de Marselha, ou seja, cerca de 4h de viagem. De trem, a viagem dura entre 3h20 e 4h. Ou seja, de avião, considerando os trajetos até o aeroporto, a viagem pode ser até mais demorada.

Aluguel de Carro em Aix-en-Provence

Mas a chegada no aeroporto foi mais prática para nós, já que era o local onde pegaríamos o carro alugado na Hertz, através da Rentcars.

Aliás, fica a dica. Pesquisamos valores na Rentalcars e na Rentcars, mas os valores mais baratos que encontramos foram na Rentcars, com a vantagem do pagamento em reais e sem IOF.

O atendimento na Hertz foi simples e eficaz, mas o Cleber precisou de algumas informações adicionais sobre o funcionamento do carro (o freio de mão era diferente, por exemplo). Nesse aspecto, os funcionários não gostam muito de ficar explicando as diferenças dos carros em relação aos brasileiros.

Afinal conseguimos sair, ligamos o Waze e partimos para o Ibis Budget Les Miles. Em menos de 30 minutos de viagem a partir do aeroporto, chegamos no hotel.

Aix-en-Provence: Onde Ficar
Hotel Ibis Budget em Aix-en-Provence: distante do centro mas com ótimo preço

Nossa opção foi ficar em um hotel mais barato, embora distante do centro de Aix-en-Provence. A economia era nossa prioridade. O Ibis Budget Les Miles custou pouco mais de 50 € por noite, para 2 pessoas.

Sobre o hotel, achamos ótimo para ser budget, quarto relativamente espaçoso, banheiro pequeno mas também razóavel e tudo funcionando perfeitamente. Os únicos senões são para a escada na chegada (não tem elevador muito menos carregador de malas) e a falta de apoio no box para produtos de banho (acho que vou comprar um apoio portátil, pois sempre me incomoda tomar banho e não ter onde colocar shampoo e sabonete).

Aix-en-Provence: Onde Ficar
Quarto do Ibis Budget: simples porém funcional e relativamente espaçoso

Circulando em Aix-en-Provence

Depois de instalados, partimos para Aix-en-Provence. Era sábado a tarde e rolou uma certa dificuldade para acharmos uma vaga para estacionar. Rodamos um pouco, mas afinal conseguimos relativamente perto da Cours Mirabeau, mas achamos o valor para pagar no estacionamento de rua caro: 4 euros para um período de 2 horas, por exemplo. 8 euros para 4 horas.

O pagamento é simples, basta colocar as moedas no aparelho e quando concluído clicar no botão verde. A máquina emite um recibo e é preciso deixá-lo no parabrisa do carro.

O que fazer em 1 dia em Aix-en-Provence

O site oficial de turismo de Aix-en-Provence (link no final da matéria) destaca 13 coisas imperdíveis para se fazer em Aix-en-Provence. Obviamente, no nosso pobre 1 dia em Aix não conseguimos fazer todas, mas vamos destacar aqui quais são as 5 que achamos mais relevantes.

Mas para você que foi esperto e reservou um tempinho a mais para a cidade, cumpra toda a lista dos 13 programas e depois me conta como foi.

Aix-en-Provence: O que fazer
Pelas ruas estreitas de Aix-en-Provence: cores, aromas e encantos

1 – Cours Mirabeau

Considerada uma das avenidas mais bonitas do mundo, passear por ela é um dos pontos imperdíveis de Aix-en-Provence. O seu passeio deve inevitavelmente começar pela Place de la Rotonde, uma larga rotatória com um linda fonte no centro.

A Fonte da Rotonda é linda, mas como fica no meio de uma rotatória cheia de carros, é um lugar que fica um pouco inacessível para aproximação. Ali mesmo tem uma estátua de Cezanne e o centro de informações turísticas. Passe para pegar um mapa ou pedir alguma sugestão de roteiro.

Aix-en-Provence: O que fazer
A Fonte da Rotonda é um dos cartões postais de Aix-en-Provence

Mas o que mais achamos legal é que a Cours Mirabeau parece um imenso calçadão, tanto que às vezes é preciso tomar cuidado para não ir parar no meio da rua, pois ali circulam carros. Em cada esquina, fontes menores e também lindas. São 3 fontes: a Fonte dos 9 Canhões, a Fonte de Água Quente e a Fonte do Rei René. Para completar o cenário, grandes árvores de plátano fazem sombras sobre a avenida. Infelizmente, na nossa visita elas estavam aparadas (rolou uma pequena decepção).

Mas lógico, toda avenida famosa terá muito comércio, principalmente restaurantes. Obviamente restaurantes mais caros e não necessariamente com boa relação custo-benefício. De qualquer forma, o ambiente é muito gostoso para sentar e ficar de olho no movimento.

Aix-en-Provence: O que fazer
O calcadão da Cours Mirabeau ao anoitecer

2 – Caminhar pelo centro histórico (Vieille Ville)

Antes de encontrar a Natália, ficamos andando meio sem rumo pelo centro histórico, um pouco como o flanar em Paris. Parece um pouco contraditório já que tínhamos tão pouco tempo para curtir a cidade, que justamente optássemos por não ficar muito neuróticos sobre o que fazer. Mas foi a forma que encontramos de curtir melhor a cidade.

A cidade é absolutamente deliciosa. Pelas ruas, um aroma delicioso parece invadir a gente, além de um espírito de leveza e alegria.

Aix-en-Provence: O que fazer
Circular pelas ruas do centro histórico de Aix-en-Provence é uma delícia

Tudo bem, o fato de ser um sábado à tarde colabora para que o lugar estivesse ainda mais vívido, mas sabe aqueles lugares em que você chega e se sente super à vontade? Foi assim nossa relação com Aix-en-Provence.

E uma das coisas que nos surpreendeu é que a cidade bem jovem (e gay-friendly), com vários estudantes caminhando pelas ruas, em função lógico da universidade que existe por lá. Outro fator de encanto é como as pessoas são bonitas e elegantes, quase viram uma atração turística também. E por final, não vamos esquecer das ruas estreitas e quase labirínticas, o negócio é se perder e ir fazendo suas próprias descobertas.

Nem todas as fontes são de água potável, fique atento e procure uma mensagem dizendo se a água é para beber

Pelas ruas, é fácil encontrar restaurantes com mesas na calçada, praças e também muitas fontes. Não é à toa que a cidade se chama “Águas na Provença” (Aix-en-Provence). Nem todas as fontes são de água potável, fique atento e procure indicações se a água é para beber.

Mas calma: se você está procurando um roteiro de caminhada, dá uma olhada nesse aqui. Foi mais ou menos seguindo esses lugares que fomos caminhando pelo centro histórico.

3 – Calissons: o doce típico de Aix-en-Provence

Provar os pratos típicos da Provence também é um must-do por lá. Apesar do nosso pequeno dia de passeio em Aix-en-Provence, voltamos ao centro quase todos os dias para jantar por lá, e sempre fomos para a Place des Cardeurs. Lá você pode escolher os pratos típicos da Provence, como o Cassoulet.

Nós provamos o Cassoulet de Frango, um prato bem típico da região

Mas voltando ao calisson, é um doce típico de Aix-en-Provence, e você verá várias lojas no seu passeio pelo centro histórico. Não deixe de entrar para conferir: os doces são lindos e vale experimentar, embora nós não tenhamos gostado muito. Ele lembra um pouco o torrone.

Os callisons, doce típico de Aix-en-Provence

4 – Fazer um passeio guiado

Aix-en-Provence é uma cidade cheia de história, cheia de curiosidades interessantes, detalhes e informações sobre a arquitetura e também sobre as tradições locais. A gente fez um passeio muito legal com a nossa amiga Natália do Destino Provence, mas se você não tem uma blogueira amiga, vale ficar de olho nos passeios oferecidos pelo turismo local.

Existem vários circuitos e horários de saída, com duração de 2 horas, oferecidos em inglês e francês. Dê uma conferida aqui.

Nós encontramos a Natália na Place de la Marie (ou Place de Hotel de Ville), onde fica a prefeitura, um campanário e um relógio astronômico de 1661. De lá partimos para uma caminhada deliciosa pelas ruas de Aix. Aliás, por lá rolam casamentos e estava acontecendo um bem na hora. O chão da entrada ficou repleto de pétalas de rosa: lindo.

Aix-en-Provence: O que fazer Dicas
Eu e Cleber na praça da prefeitura, aguardando a Natália do Destino Provence

Nossa, adoramos a companhia da Natália. Ela tem um conhecimento muito legal da cidade, dos cantinhos, da história de cada lugar. Fazer um passeio com uma pessoa que vive no local, que era a proposta dessa viagem, valeu super a pena.

Acompanhamos a Natália por diversos marcos históricos de Aix, como a Catedral St. Sauveur, as águas termais, os vestígios de muralhas (na Cours Sextius) ainda encontrados na cidade e conversamos muito sobre a culinária provençal. Tanto que na hora que nos despedimos, já partimos para jantar.

No Thermus Sextius, onde funciona um spa, é possível conhecer as ruínas das termas antigas da cidade
Aix-en-Provence: O que fazer Dicas
Prédio da prefeitura com as pétalas de rosa: vestígios de um casamento na Provence

5 – Vendome Pavilion

Esse lugar é incrível. Caminha-se pouco do centro, mas parece que você chegou em outra cidade. Absolutamente tranquilo e reservado, simplesmente adoramos os jardins e flores do local.

Mas o propósito aqui é conhecer uma casa típica do século 18, que funciona como um museu de artes decorativas. Escolhemos o local para gravar uma entrevista com a Natália, que sai em breve no nosso canal do YouTube.

O Vendome Pavilion é um lugar de absoluta tranquilidade

Aix-en-Provence: o que não conseguimos fazer

Onde Comer em Aix-en-Provence

A dica é fugir da Cours Mirabeau e ir até a Place des Cardeurs, uma larga praça repleta de restaurantes. Embora que em cada rua, em cada praça que você passa, há sempre um restaurante com mesas na calçada e bate uma vontade irresistível de sentar em cada um deles.

Restaurantes com mesas ao ar livre: ninguém gosta de comer na parte interna dos restaurantes no verão

Na primeira noite, nós escolhemos o Just en Face. Nós não tínhamos reserva e o proprietário acabou nos acomodando em uma das mesas, já que ainda era cedo.

Foi ele mesmo que nos explicou todo o cardápio em inglês (eles colocam um placa enorme diante de você, esse é o menu para você escolher, cerca de 18 euros) e escolhemos o Cassoulet de Poullet e a Vitela. Estava tudo muito saboroso e cheiroso.

Place des Cardeurs e o restaurante Just en Face, onde jantamos na primeira noite

Veja também: Provence em 20 Fotos Cinematográficas

 
 

Fonte:
Aix-en-Provence Tourist Office: 13 musts-dos in Aix-en-Provence

Europa em 30 Dias: Roteiro pela França e Itália

© 2015 Fabio Pastorello. Todos os direitos reservados. A reprodução de textos e/ou imagens não é permitida sem prévia autorização do autor. 


share on:
Fabio Pastorello

Fabio Pastorello

Editor do Viagens Cine, fotógrafo e videomaker. Curte cinema e leva a vida e as viagens com toques de romance, drama e aventura. Formado em Letras, ex-bancário e muito mais feliz como blogueiro de viagens.

2 comentários

  1. Gostaria de contratar Natalya para conhecermos Aix-en-Provence e outras cidades vizinhas. Chegaremos em Marselha dia 7 de novembro.

    1. Oi, Carminha. A Natália não trabalha com isso, saímos com ela como amigos. Mas eventualmente você pode contatá-la para ver se ela tem alguma dica de alguém que possa acompanhá-la. Por favor, visite o site dela, o Destino Provence e deixe um comentário para ela. Abraços.

Deixe um comentário