Calanques Cassis e Marselha: Sul da França – Provence

Calanques Cassis e Marselha Provence

O que são as calanques encontradas no sul da França, mais especificamente nas cidades de Marselha e Cassis? Mais de 20 quilômetros de paisagens cinematográficas às margens do Mar Mediterrâneo.

As calanques são espécies de fiordes, penhascos ou grandes cânions que se abrem para trechos de mar cristalino e de cor azulada. É impressionante.

Ao observar esse cenário antes da viagem, já imaginava que os lugares seriam incríveis. Blogs como o Destino Provence e o Loucos por Viagem já anteciparam minhas emoções.

As calanques de Marselha e Cassis, no sul da França, podem ser exploradas por terra ou pelo mar. Nós preferimos as trilhas pelas falésias de calcário típicas da região, que aliás garantem visuais cinematográficos por todo o percurso.

Avistar as calanques de cima, e depois mergulhar em suas áreas cristalinas e de cor azul turquesa, é um espetáculo e tanto.

Esse é o lugar para quem gosta de viajar para a Europa e ainda quer curtir umas praias dignas de Caribe. Confira todas as informações para incluir esse destino na sua próxima viagem.

Calanques Cassis e Marselha: Sul da França – Provence

Conhecendo as calanques de Cassis, essas praias paradisíacas no sul da França

Calanques Cassis e Marselha - Sul da França
Calanque de Port Pin, parte de um roteiro incrível que fizemos pelo Parque Nacional das Calanques

Parque Nacional das Calanques

Assim como existem Parques Nacionais no Brasil que garantem a preservação e manutenção de paraísos naturais como Lençóis Maranhenses ou Jericoacoara, na França visitamos o Parque Nacional das Calanques.

As divisas do Parque Nacional das Calanques tocam uma das maiores cidades de França: Marselha. A proximidade com a segunda maior cidade francesa exerce uma pressão sobre esse paraíso: poluição, excesso de visitantes e até incêndios. É surpreendente que o parque seja relativamente recente: só foi fundado em 2012.

Calanques Cassis e Marselha - Sul da França
O Mar Mediterrâneo encontra gigantes falésias de calcário: assim são as calanques

Dados sobre o parque

– Abrange território de 3 cidades: Marselha, Cassis e La Ciotat;

– De Marselha até Cassis, são 20 km de trilhas. Impossível explorar tudo em somente um dia.

 

SIGA A GENTE NO INSTAGRAM

– Envolve 140 espécies de animais e plantas e 60 espécies marinhas;

– Aproximadamente 2 milhões de visitantes por ano;

– É o único parque europeu que inclui áreas terrestres, marinhas e até áreas semi-urbanas;

– é o 10o. Parque Nacional francês.

Calanques Cassis e Marselha - Sul da França
As diversas calanques em 20 quilômetros que separam Cassis e Marselha. Mapa: French Moments

A área completa do parque é de 8.500 hectares e 43.500 hectares.

Ponto de Partida: Cassis

De um extremo está Marselha e no outro extremo, a deliciosa Cassis foi nosso ponto de partida para explorar 3 calanques da região.

As calanques são falésias ou desfiladeiros de calcário, com entradas para o Mar Mediterrâneo, formando diversas praias de águas cor azul turquesa e muito transparentes.

Calanques Cassis e Marselha - Sul da França
Cercada de calcário, as calanques possuem águas cristalinas

Fique atento para a Cap Canaille, a falésia mais alta da Europa.

Assim como nos rios de Bonito, a presença de calcário faz com quem as águas sejam incrivelmente transparentes. Um substância presente no calcário faz com que todos os objetos sólidos fiquem mais pesados e afundem. Colabora ainda as praias não serem de areia, e sim de pedras.

Calanques Cassis e Marselha - Sul da França
A presença do calcário na região deixa as águas bem transparentes

Como Chegar no Parque Nacional das Calanques

Para visitar o parque, existem 2 principais formas de acesso, e que garantem pontos de vista diferentes: por terra e pelo mar. Os acessos podem ser tanto por Marselha como por Cassis.

Pessoalmente, queríamos ter feito as duas opções, mas não deu tempo para o passeio de barco. E nossa prioridade é sempre fazer trilhas, então preferimos a via terrestre.

Trajeto de Carro a partir de Aix-en-Provence

O trajeto de carro de Aix-en-Provence (onde estávamos hospedados) até Cassis, nosso ponto de partida, foi relativamente tranquilo, mas sempre com alguma beleza, é bom ficar atento.

Logo que atravessamos o pedágio para entrar em Cassis, o mar já apareceu no cenário da nossa viagem e deixou a gente ansioso para chegar logo. Finalmente, tinha chegado a hora de ver o mar, um momento que sempre esperamos durante as viagens. E não era qualquer mar, estamos falando do Mar Mediterrâneo.

A estrada é muito bonita, aguardem o vídeo.

Calanques Cassis e Marselha - Sul da França
Na estrada e já avistando o Mar Mediterrâneo: um belo reencontro

Nosso roteiro foi todo baseado no post da Natália do Destino Provence.

De início, colocamos no Waze (que aliás foi uma mão na roda nessa viagem, veja mais dicas de como dirigir na França) o estacionamento Presqu’île, que fica bem perto do início da trilha que iríamos fazer. Pão-duro que somos, optamos por estacionar antes, na rua mesmo, uns 400 metros antes de chegar no tal do estacionamento Presqu’île.

A gente se ferrou bonito. O lugar onde estacionamos era bem longe, viu, andamos uns 40 minutos até chegar afinal no estacionamento (Restaurant La Presqu’île). No caminho, passamos por uma linda praia, a Plage du Bestouan (podem usar também como ponto de referência).

Calanques Cassis e Marselha - Sul da França
Plage du Bestouan, no caminho para as calanques, em Cassis

O ponto inicial de nossa trilha no Parque Nacional das Calanques era a Calanque Port Miou, a primeira do nosso roteiro.

Antes de ir, é preciso consultar as condições do parque, devido aos incêndios. De junho a setembro, se houver sinalização amarela, o parque só pode ser visitado até às 11h da manhã. Em caso de sinalização preta, o acesso está fechado.

Calanques Cassis
Veja o mapa no Google Maps

Calanque de Port-Miou

A entrada do parque é mal sinalizada e demoramos alguns minutos para afinal descobrir qual era o nosso caminho.

As placas apareceram e indicaram dois caminhos: a trilha Verde (Port Pin e d´En Vau) e a trilha Azul (Sentier du Petit Prince – 1h30). Fique atento, toda vez que você ver Sentier, que dizer Caminho (ou Trilha).

Essa calanque não tem praia e só acesso a barcos, mas ainda assim em alguns trechos já deu para ter uma prévia do que estava por vir. A água entre as montanhas, em cores impressionantes de verde e azul turquesa.Até pensamos em fazer o Sentier du Petit Prince, mas já tínhamos perdido bastante tempo para chegar até ali (por causa do carro estacionado no lugar errado, lembra?), então resolvemos partir direto para o caminho verde, no caso a trilha direto para a Calanque de Port-Miou.

Calanques Cassis e Marselha - Sul da França
Calanque de Port-Miou: acesso somente para os barcos, mas belo ponto de partida

Calanque de Port Pin

Continuamos ignorando as indicações para o Sentier du Petit Prince e seguimos pelo caminho da trilha verde, rumo a Port Pin.

Foram 30 minutos de caminhada (um pouco mais com paradas para fotos). A cada momento dava vontade de parar e registrar novos ângulos da Calanque de Port-Miou. Como toda a trilha acontece em trechos de subida e descida, os mirantes estão garantidos durante todo o percurso.

Calanques Cassis e Marselha - Sul da França
Percorrendo as trilhas do Parque Nacional das Calanques

Na hora de percorrer as trilhas, fique atento:

Dicas para as Trilhas do Parque

  • Mais do que as distâncias, é importante considerar se a trilha envolve subidas (por isso, procure um mapa topográfico). Distâncias curtas podem parecer mais cansativas se envolvem subidas. E no parque, existem muitos altos e baixos.
  • Respeite sempre as indicações e não saia das trilhas. O parque teve o cuidado de colocar traços coloridos no chão, que permitem ver que você está no caminho certo.
  • Existem muitas pedrinhas soltas na trilha. É recomendável fazer as trilhas de sapato, para proteger os pés. Eu pessoalmente não gosto de fazer trilha de tênis e fiz de papete, mas os pés sofreram um pouco.
  • Muito sol e claridade: óculos de sol e protetor solar são imprescindíveis.
  • Leve muita água (1,5 litro por pessoa) e comida. Não há nenhum ponto de venda de alimentos (muito menos ambulantes) no caminho e nem nas calanques.
Calanques Cassis e Marselha - Sul da França
Note o traço azul na parte inferior da foto: ele indica o caminho azul e, portanto, que você está no caminho sinalizado

As calanques são lindas, mas as águas são geladas

Logo que chegamos na Port Pin, foi aquele encanto inicial. As águas eram realmente impressionantes. Mas nem tudo são flores. Também são incrivelmente geladas, especialmente no mês que a visitamos: junho.

Ainda não era tão tarde (11h), mas a praia já estava relativamente cheia para uma segunda-feira. Aliás, evitamos o fim de semana, como um vampiro evita a cruz.

Mesmo com a água gelada, nos jogamos no mar para conferir a transparência da água e, lógico, tirar muitas fotos.

Calanques Cassis e Marselha - Sul da França
A pequena praia de Port Pin
Calanques Cassis e Marselha - Sul da França
A água é gelada, mas vale super a pena pela cor e transparência
Calanques Cassis e Marselha Sul da França

Antes de prosseguir para a próxima calanque, vale fazer uma pausa para um lanche. Com uma paisagem como essa, tem cenário melhor?

Calanques Cassis e Marselha - Sul da França
Pausa para descanso e lanche com essa vista, tem coisa melhor?

Para quem preferir, pode também acessar as calanques via Marselha. No site de turismo das calanques, você pode consultar todas as trilhas possíveis, desde as trilhas até a Calanque de Sormiou (mais próxima de Marselha) até as calanques de Cassis que vimos nesse post.

Calanque d’En Vau

Calanques Cassis e Marselha - Sul da França
A belíssima Calanque d’En Vau, para chegar nela uma trilha de 1 hora por entre falésias de calcário

Depois de conhecermos a Calanque de Port Pin, pequena e cercada de pinheiros, era a vez de pegar a trilha mais puxada do circuito: até a Calanque d’En Vau. Conforme tínhamos lido no post da Natália do Destino Provence, essa era a calanque mais imperdível.

Calanques em Vídeo

Antes de ler mais, que tal dar uma olhada no nosso vídeo sobre as 3 calanques que visitamos em Cassis.

Como Chegar nas Calanques – Trilhas

Para se guiar nas trilhas, é bom ficar atento. Em alguns pontos não há trilhas demarcadas, mas é muito desaconselhável sair fora do caminho indicado. Para saber o caminho certo, o parque pintou pequenas faixas coloridas espalhadas pela trilha. Se você ver a faixa pintada no chão, é porque está no caminho certo. Se andou e ficou muito tempo ser ver a faixa, melhor voltar e procurar a última indicação da trilha.

Calanques em Cassis: Calanque d'En Vau - Provence
Enseada da calanque d’En Vau

Para chegar na Calanque d’En Vau, existem duas trilhas principais:

– Caso você tenha vindo do centro de Cassis ou estacionado o carro no estacionamento Presqu’ille, irá passar pela Calanque de Port-Miou e Calanque Port Pin, para depois pegar um caminho cinematográfico pelo alto das falésias.

– Caso você tenha estacionado o carro no estacionamento La Gardiole (no caminho para Marselha), vai encarar uma caminhada ao que parece mais tranquila (embora também de cerca de 1 hora).

Calanques em Cassis: Calanque d'En Vau - Provence
No caminho para a calanque, visuais de tirar o fôlego do alto das falésias

Depois de percorrer o alto das falésias, há aquele momento em que é preciso descer o escarpado até o nível do mar. É o trecho mais difícil, tanto na descida (por causa das pedras escorregadias), como na subida (pois se torna mais cansativo, ainda mais porque estamos no retorno).

Após a descida, vem uma caminhada entre o vale formado pelas falésias de calcário. O trecho é plano, mas novamente cuidado com as pedras soltas, para não machucar as pernas.

Chegada na Calanque d’En Vau

E finalmente chegamos na calanque, linda e já lotada.  Isso porque era segunda-feira de junho, imagine no verão ou nos fins de semana. Melhor evitar né.

No canto direito, é possível escalar umas pedras e conferir a praia um pouco mais do alto. Eu sempre gosto de ver mais do alto, pois permite ver melhor a transparência e as cores do mar. Dá uma olhada só se o lugar não é incrível.

Calanques em Cassis: Calanque d'En Vau - Provence
Cleber e eu nas pedras do lado direito da calanque

Calanques em Cassis: Calanque d'En Vau - Provence

OK, depois do momento fotos, que no nosso caso acaba sempre demorando um pouco demais, finalmente partimos para o mar incrível das calanques. A essa altura a água já estava um pouco mais quente do que na calanque anterior, e deu para aproveitar melhor.

O mergulho nas águas cristalinas e de cor azul turqueza do lugar é realmente impressionante.

Calanques Cassis e Marselha - Sul da França

Calanques em Cassis: Calanque d'En Vau - Provence

O retorno para Cassis

Depois de curtimos a calanque, era hora de voltar todo o caminho que já tínhamos percorrido. Aí bate aquela preguiça, principalmente em pensar em subir a falésia novamente. Mas nessas horas é melhor nem pensar muito e focar no caminho.

Ao final, chegamos super cansados de volta a Calanque Port-Miou. Cansados e com fome, em todo esse circuito não há nenhum ponto em que é possível comer ou comprar água, por isso não deixe de ir preparado. Na volta para Port-Miou, aí sim encontramos um quiosque e pudemos fazer um merecido lanche.

E já que estamos em Cassis, aproveitamos ainda para dar um pulinho no centro de Cassis (uma graça) e em Marselha (maior e mais urbana).

Calanques de Barco

Para quem prefere ir de barco, existem 4 opções de passeios:

– 3 Calanques (45mn): Port de Cassis; Port-Miou; Port Pin; En Vau.
– 5 Calanques (65mn) Port de Cassis; Port-Miou; Port Pin; En Vau; L’Oule; Devenson.
– 8 Calanques (1h30) Port de Cassis; Port-Miou; Port Pin; En Vau; L’Oule; Devenson; L’Oeil de Verre; Sugiton; Morgiou.
– 9 Calanques (1h50) Port de Cassis; Port-Miou; Port Pin; En Vau; L’Oule; Devenson; L’Oeil de Verre; Sugiton; Morgiou; Sormiou.

Para mais informações e preços, consulte: Les Calanques em Bateau

Passeio de Calanques de Barco - Cassis
Passeio de barco até as calanques pode percorrer até 9 calanques e dura cerca de 2h no máximo

Fonte:
Parc National des Calanques
Office du Tourism Cassis
Marseille Tourism
Trilha Detalhada de Port Pin e Calanque d’En Vau

Europa em 30 Dias: Roteiro pela França e Itália

© 2015 Fabio Pastorello. Todos os direitos reservados. A reprodução de textos e/ou imagens não é permitida sem prévia autorização do autor. 

 

SIGA A GENTE NO INSTAGRAM

share on:
Fabio Pastorello

Fabio Pastorello

Editor do Viagens Cine, fotógrafo e videomaker. Curte cinema e leva a vida e as viagens com toques de romance, drama e aventura. Formado em Letras, ex-bancário e muito mais feliz como blogueiro de viagens.

13 comentários

  1. Gostaria de ver os Calanques de cima, mas eu e o marido não temos mais tanto vigor para essas trilhas. Como seria possível fazer um passeios de carro para visualizar e depois de barco para ver de baixo pra cima?
    Obrigada,

    1. Oi, Eliana. Infelizmente as estradas e ruas não passam perto dos mirantes, o único meio é fazendo as trilhas mesmo. Mas a primeira calanque do trajeto o acesso é bem fácil (Port Miou), pelo menos essa vocês vão conseguir conhecer. Abraços.

  2. Olá Fábio, td bem? Vou estar em Cassis em junho e gostaria de saber qual o passeio de barco que vale mais a pena fazer. Qual deles mostra as partes mais bonitas das Calanques? Obrigada!

  3. Oi Fábio, tudo bem??

    VocÊ saberia me dizer se depois de chegar ao Calanque d’En Vau é possivel sair da praia para o centrinho mais próximo e pegar um taxi ou uber de volta pra pegar o carro ou a única opção é voltar pela trilha??

    Muito obrigada!

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.