Provence: Luberon e As Vilas Mais Belas da França

Um roteiro pela Provence não pode deixar de fora a região de Luberon e suas cidades medievais
Já tinha lido que a região onde a Provence é mais Provence, fica em Luberon. Esse pedacinho (para não dizer pedação) da Provence é uma verdadeira viagem no tempo, para vilarejos com as estruturas preservadas como sempre foram.Não é a toa que essa região é tão bem preservada. Luberon é Parque Regional Natural (desde 1977) que inclui 66 municípios, cujo maior objetivo é preservar justamente as coisas como elas eram, especialmente a vocação rural do lugar. É por isso que passear por suas estradas é certeza de encontrar aquelas plantações que você sempre sonhou em ver na Provence.

O patrimônio natural e cultural se encontra preservado por séculos. Por aqui se encontram várias das vilas mais belas da França, listadas no site Les Plus Beaux Village de France.

Mas nosso objetivo ao visitar essa região era também encontrar as locações de um dos filmes escolhidos para nortear nossa viagem. A viagem para Europa em 2015, foi guiada pelos 10 Melhores Filmes de Viagem na França e Itália.

Entre esses 10 filmes, a película gravada na Provence chama-se “Um Bom Ano” (2006), foi dirigida por Ridley Scott e protagonizada por Russell Crowe.

Vamos passear por esses lindos vilarejos e pelas locações de mais esse filme de nosso roteiro?

Provence: Luberon e as Vilas Mais Belas da França

Uma visita à locação do filme “Um Bom Ano”, o Chateau la Canorgue

Provence: Luberon e as Vilas Medievais da França
Vilas medievais e com a estrutura preservada são um dos atrativos do Parque Regional Natural de Luberon, na Provence

Mais um dia de sol pela Provence, já estava apaixonado pela região e por seus belos dias ensolarados.

O dia começou mais tarde. Tivemos que esperar a abertura da Fnac no centro de Aix-en-Provence, para ir comprar uma máquina fotográfica nova (no dia interior eu havia quebrado a minha máquina fotográfica, o maior pesadelo de viagem possível).

Resolvemos começar logo pelo Chateau de Conargue. Para chegar lá, apelamos para o Waze, que nos ajudou durante toda a nossa viagem. Para ficarmos conectados durante toda a viagem, compramos um chip da Orange.

Esse primeiro trajeto durou cerca de 1h e foi um pouco mais demorado porque tivemos que passar por uma região de montanhas. No trajeto não houve pedágio.

Provence: Luberon e as Vilas Medievais da França
Estradas pequenas e caminhos encantadores são o presente para quem circula pela região de Luberon, na Provence

1 – Lourmarin

No caminho, passamos pelo vilarejo de Lourmarin, lindo demais. Era nosso primeiro vilarejo do roteiro, e por mais que pensávamos que ainda tinha muita coisa por vir, dava vontade sempre de tirar mais uma foto. A cidadezinha se “desenvolveu” em torno de dois monastérios.

Uma das atrações principais de Lourmarin é o Chateau de Lourmarin, que é do século XV. O castelo é uma das melhores atrações de Luberon, classificada pelo site TripAdvisor.

 

SIGA A GENTE NO INSTAGRAM

Primeira parada em Lourmarin, com o Chateau de Lourmarin ao fundo

Paradinha bem rápida pois tínhamos um roteiro cheio pela frente. Ainda sobrou um tempinho para tirar uma foto na estrada rodeada de árvores, exatamente como em cena do filme “Um Bom Ano”.

Provence: Luberon e as Vilas Medievais da França

2 – Château la Canorgue

Ao entrar no site do Château la Canorgue ou até mesmo ao chegarmos no local, nada se fala sobre o lugar ter sido locação do filme “Um Bom Ano”. Curioso que alguém não queira divulgar a informação e atrair mais visitantes. Talvez seja tipicamente francês.

Provence: Luberon e as Vilas Medievais da França
Entrada do Chêateu la Canorgue, próximo da cidade de Bounniex, na Provence

A verdade é que o Château é uma propriedade particular, que permanece na família há 200 anos, e que aparentemente, a família pretende que continue assim, quase esquecido do mundo.

É essa a impressão que tivemos ao chegar no lugar. Um lugar tranquilo, silencioso, em que turistar parece quase um crime. Algumas áreas da propriedade são fechadas ao público, justamente aquelas onde cenas mais marcantes foram gravadas.

No site, eles informaram que foi uma excelente experiência, mas que o episódio cinematográfico chegou ao fim. Por esse motivo, eles não organizam visitas às locações do filme.

Russell Crowe na prancha da piscina, em cena marcante do filme “Um Bom Ano”

Ao contrário do que se poderia imaginar, esquecido não quer dizer abandonado (como, aliás, era a propriedade no filme). O Château não é somente uma atração turística, mas uma vinícola em pleno funcionamento.

No filme, Max Skinner (um homem de negócios de Londres) herda uma propriedade na França. O tio de Max, com quem ele passava os verões na infância, acaba de falecer. Hesitante em perder tempo para providenciar a venda do vinhedo, ele viaja para a Provence e acaba se envolvendo mais do que gostaria com a propriedade. Uma paixão (Marion Cotillard, uma moça que trabalha em um restaurante em Gordes), obviamente, também está em questão. 

Mesmo assim, é um lugar bem bonito para visitar, especialmente para quem gosta de vinho. Dentro da loja, alguns vinhos estão a venda (entre 9 e 10 euros a garrafa) e também disponíveis para degustação. Mas dentro da loja, novamente nada se fala sobre o filme, o que foi um pouco decepcionante para nós, que fomos justamente atrás de uma locação cinematográfica.

Provence: Luberon e as Vilas Medievais da França
Chateau la Canorgue, mesmo cenário do filme, mas com áreas fechadas para visitação
  

De qualquer forma, o lugar vale a pena visita, mas se você está indo por causa do filme, como era o nosso caso, deixe pra lá.

3 – Ménerbes

Uma curiosidade sobre o caminho é que o Waze foi nos jogando em uns caminhos bem estreitos, cercados de plantações, longe das estradas principais. Em alguns trechos, dava receio porque só havia espaço para passar um carro. Outras vezes o caminho era tão estreito que parecia que o carro iria ficar preso nas paredes das casas.

Perto do Château la Canorque estão as cidades de Lacoste e Ménerbes. Fomos visitar a segunda.

Ménerbes reúne as características perfeitas das cidades da região de Luberon. As ruas super estreitas, onde não circulam carros, a cidade que está localizada no alto de uma colina, com vistas espetaculares para as plantações e vinhedos da região, e construções medievais preservadas pelo tempo.

Provence: Luberon e as Vilas Medievais da França
Ménerbes e suas ruas estreitas e construções medievais: esquecida pelo tempo
Provence: Luberon e as Vilas Medievais da França
No alto de uma colina, Ménerbes garante vistas espetaculares para as plantações da região

Existem algumas atrações na cidade, como a Abadia de Saint-Hilaire, mas fomos sem planejamento e nosso único objetivo era circular pelas ruas, sem rumo e sem necessidade de cumprir um checklist de pontos turísticos.

Apesar de nossa intenção de andar sem compromisso pela cidade, tínhamos sim um planejamento bem definido, porque eu não consigo ser assim tão desprendido. rs. Havia planejado 1 hora para circular por Ménerbes.

Provence: Luberon e as Vilas Medievais da França
Andar sem compromisso pela cidade é o melhor programa: não vão faltar cenários para uma bela foto
  

Paramos para comer um Tartine, que estava gostoso (€ 9,00 tartine + € 2,50 refri + € 2,00 casquinha) mas principalmente muito bonito. O atendimento dos estabelecimentos franceses, em particular na Provence, é sempre muito cortez.

Tartine delicioso que foi nosso almoço em Ménerbes

4 – Gordes

Chegamos em Gordes lá pelas 15h e acabamos ficando menos tempo aqui do que em Ménerbes. No nosso roteiro daquele dia ainda estavam Les Baux-de-Provence e o Carriéres de Lumiéres.

Gordes era um item imperdível de nosso roteiro pois assim como no Château, a cidade também foi locação de várias cenas do filme “Um Bom Ano”. Logo na chegada, está um mirante espetacular para a cidade, onde todo mundo pára, até mesmo ônibus de turismo, então não é muito difícil encontrar.

Provence: Luberon e as Vilas Medievais da França
Gordes, outra cidade em uma colina, locação do filme “Um Bom Ano”

Uma curiosidade é que logo no início do filme aparece uma cena da cidade com um avião decolando ao fundo dela, mas não há nenhum aeroporto nas redondezas. Provavelmente o avião foi acrescentado digitalmente. Coisas do cinema.

Em todas as cidadezinhas pequenas e no alto de montanhas, nossa preocupação era sempre encontrar um lugar para estacionar.

Em Gordes, encontramos um lugar na entrada da cidade, mas estacionamento na rua e pago. Para pagar, é preciso colocar moedas no equipamento e apertar o botão verde de validar. A máquina vai emitir um ticket e é preciso colocá-lo no parabrisa do carro. São cerca de € 2,00 por hora de estacionamento.

Provence: Luberon e as Vilas Medievais da França
Encontrar mirantes após transitar por ruas estreitas é um espetáculo típico de Luberon

Os destaques de Gordes foram duas locações do filme do Crowe: a praça principal (onde ele anda de carro em círculos) e o Hotel Le Renassaince, onde a personagem de Marion Cotillard trabalhava. Bem em frente do hotel (que no filme é um restaurante) há uma fonte.

Provence: Luberon e as Vilas Medievais da França
Praça principal de Gordes, no centro há um memorial de guerra
Provence: Luberon e as Vilas Medievais da França
Mesinhas do Hotel Le Renaissance, onde a personagem de Marion Cotillard trabalhava no filme

Ali na praça também está o Office du Turisme, vale a pena pra pegar um mapa da cidade e quem sabe usar o wi-fi gratuito.

Novamente, nos deixamos andar sem rumo por Gordes, e ir descobrindo cantinhos de rara beleza. Apesar do destaque para o castelo e a igreja, são nos detalhes de Gordes que se encontram a sua maior beleza.

Muitas flores pelo caminho, casas feitas de pedras, fontes e portas e janelas super antigas e coloridas. Além, é lógico, dos mirantes para o verde da parque natural.

Provence: Luberon e as Vilas Medievais da França
As cores, pedras e portas de Gordes: um encanto a cada esquina

Depois de Gordes, mais 1h nos separava de Les Baux-de-Provence, onde fica o Carriéres de Lumiéres. Para chegar, é preciso atravessar uma região conhecida como Aiguile, cheia de montanhas bem dramáticas.

Mas se puder, evite incluir ainda Les Baux-de-Provence nesse mesmo dia. Melhor explorar um pouquinho mais de Luberon. Para nós, ainda ficou faltando ir até Roussillon, que era ali pertinho, conhecida pela Le Sentier des Ocres, considerada no TripAdvisor como a principal atração turística da região.

© 2016 Fabio Pastorello. Todos os direitos reservados. A reprodução de textos e/ou imagens não é permitida sem prévia autorização do autor.


Fonte:
A Good Year: A Movie Set in Luberon
Le Plus Beaux Villages de France

 

SIGA A GENTE NO INSTAGRAM

share on:
Fabio Pastorello

Fabio Pastorello

Editor do Viagens Cine, fotógrafo e videomaker. Curte cinema e leva a vida e as viagens com toques de romance, drama e aventura. Formado em Letras, ex-bancário e muito mais feliz como blogueiro de viagens.

10 comentários

  1. Bom dia,
    estou programando minha viagem para França para inicio de abril de 209 e estou um pouco na dúvida do roteiro.
    Irei na Cote D’azur mas gostaria de conhecer um pouco da Provance também mas não sei se ficará muita coisa para conhecer em pouco tempo. Gostaria muito de ir em Aix de provance mas queria saber se da pra dar uma esticadinha em alguma local imperdivel por ali. Sugere alguma coisa?

    1. Oi, Marcela. Tudo depende mesmo da quantidade de dias que você para conhecer a região. Na Europa sempre temos esse mesmo dilema que você. Mas o lugar que fica ali mais próximo de Aix é Marselha, dá tranquilamente para fazer dar uma esticadinha até lá ou até Cassis (as calanques são maravilhosas, veja nosso post aqui no blog). Abraços.

  2. Oi Fabio estou indo a Provence na próxima semana e suas dicas valeu muito no meu roteiro, vou seguir seus passos rsr…
    Gratidão pela partilha.

    AbraçOMMMM!!!

  3. Adorei o post Fábio! To indo pra Provence essa semana e foram ótimas as dicas! Já li muita coisa no blog da Nathalia também!
    🙂
    Bjos
    Re

  4. Gente, preciso me empenhar mais que essa vontadezinha lá no fundo ainda tá muito tímida kkkkk Deixa só você conhecer uma pessoa lá na França que essa vontade vai aumentar horrores. kkkkkk Beijos.

  5. Fabito, que paisagens incríveis! Também passei por estradinhas apertadas na Escócia. Dá uma aflição hahahaha Mas é incrível, né?
    Sabe que a França nunca me atraiu tanto (talvez por culpa de Paris), mas começando a explorar esse seu roteiro, me deu uma vontadezinha lá no fundo de seguir seus passos numa viagem romântica 🙂
    Quem sabe um dia… rs
    Bjks

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.