Riviera Francesa Côte d’Azur – Dicas e Roteiro de Viagem

Bora embarcar com a gente para a Riviera Francesa, ou Côte d’Azur, no sul da França. Vamos compartilhar todas as dicas e o roteiro de nossa viagem para você se inspirar.

Essa região absolutamente apaixonante já me conquistou em 3 passagens por lá. Na primeira vez, meu 2 filmes (isso mesmo, foi naquela época em que não existiam câmeras digitais) de 36 poses simplesmente queimaram e eu voltei sem nenhum registro de lá. Quase surtei.

Na segunda vez, já com câmera digital, o tempo nublou e no final das contas, não conseguimos ver o Azul da Côte d’Azur.

Dessa terceira vez, finalmente o tempo brilhou e conseguimos conhecer Nice e outros destinos com o tempo melhor.

Riviera Francesa Côte d’Azur – Dicas e Roteiro de Viagem

Guia Completo para Planejar a Viagem

Riviera Francesa Côte d'Azur: Dicas e Roteiro de Viagem

Para quem caiu de paraquedas, em 2015 viajamos para a Europa para um roteiro de viagem que começou em Paris e terminou em Roma, passando por regiões espetaculares como Provence, Toscana e Costa Amalfitana.

Europa em 30 Dias: Roteiro pela França e Itália

1 – Porque Conhecer a Riviera Francesa Côte d’Azur

Riviera Francesa Cinematográfica

  • Ninguém duvida que a Côte d’Azur é uma região cinematográfica. Um dos filmes mais célebres filmados por lá foi o clássico “Ladrão de Casaca”, de Alfred Hitchcock. O filme tem cenas gravadas em Nice, Cannes e Mônaco, entre diversas outras locações.
  • A escolha de Hitchcock por essa locação foi porque o diretor já frequentava a Riviera como destino de férias. E sempre teve predileção pela França, grande parte por sua relação com o também diretor de cinema François Truffaut, que defendia sua genialidade através da revista Cahiers du Cinema.
Riviera Francesa Côte d'Azur - Dicas e Roteiro de Viagem
  • O filme também ficou famoso por ter sido o cupido entre a atriz Grace Kelly e o Príncipe Rainier. Foi durante as gravações que ela conheceu o príncipe e se tornou a Princesa de Mônaco.

 

  • Outra musa do cinema que povou essas terras foi Brigitte Bardot (aquela mesma que revelou Búzios para o mundo). Em 1956, ela passou por St.-Tropez para filmar “E Deus Criou a Mulher”, dirigido por seu marido na época, Roger Vadim.

Festival de Cinema Internacional de Cannes

  • Todos os anos, em maio, acontece um Festival de Cinema em Cannes, que já ficou célebre entre os fãs de cinema (é provavelmente o festival de cinema mais prestigiado do mundo, até mesmo com mais credibilidade do que o próprio Oscar) e também por aqueles que adoram ver o tapete vermelho.
  • O festival foi criado em 1939, mas em virtude da guerra, sua primeira edição aconteceu somente em setembro de 1946. A partir de 1952, a fama do festival se expande graças ao desfile do tapete vermelho no Palais des Festivais. Pena que a gente ainda não teve a oportunidade de conferir.

As Cores do Mar e da Itália

  • Antes mesmo do Festival de Cannes, a região já era a preferida dos europeus para fugir do inverno, principalmente dos britânicos. Daí vem o nome da Promenade des Anglais, a avenida da praia de Nice (e tristemente onde aconteceu o atentado terrorista em julho de 2016).

Riviera Francesa Côte d'Azur - Dicas e Roteiro de Viagem

  • Nice já pertenceu à Itália. Por conta disso, é possível notar a influência italiana na arquitetura local. As cores da Ligúria estão por lá. A cidade foi devolvida à França em 1860. Mas permanece com essa mistura deliciosa de França e Itália.
  • Para quem curtir essa combinação de viagem para a Europa com praia, é um destino ideal. As praias da Riviera Francesa se caracterizam pelo tom azulado do mar, que é realmente de cair o queixo. Por isso o nome Côte d’Azur, cuja tradução seria Costa Azul.
  • A Riviera Francesa faz parte da Provence, mas essa região acaba tendo a mesma fama ou até maior do que a região a qual faz parte, por isso acabamos dividindo nossos textos e criando essa categoria específica para a Riviera.

Um Destino Luxuoso?

  • A Riviera Francesa é conhecida como um destino de luxo, mas sinceramente era a última coisa que queríamos ver por lá. Nada contra, mas não é a nossa praia. Mas lógico, o charme do destino é indiscutível, por conta de sua arquitetura e de suas paisagens montanhosas.
  • E mesmo para quem não está atrás de luxo, mas não dispensa a beleza, a Riviera Francesa é o seu lugar.

Para entrar no clima da Riviera (e entender que o luxo tem outra faceta), confira esse clipe incrível do New Order, da música World (The Price of Love), gravado no Intercontinental Carlton em Cannes. O clipe é todo gravado em planos sequências, com poucos cortes.


2 – Como Chegar

De carro

  • Para nós, que já estávamos na Provence, o acesso foi através de carro mesmo. São 2 horas de carro a partir de Aix-en-Provence, na autoestrada A8, também chamada de “La Provençale”. Mas fique atento, a partir da A8 existem cinco saídas para Nice:
    • Saída n°50 : Promenade des Anglais
    • Saída n°51 : Saint-Augustin / aéroport
    • Saída n°52 : Saint-Isidore
    • Saída n°54 : Nice nord
    • Saída n°55 : Nice est
Riviera Francesa Côte d'Azur - Dicas e Roteiro de Viagem

De avião

  • Mas Nice também possui o segundo maior aeroporto da França, portanto há várias opções de vôos nacionais e internacionais para o destino. O aeroporto de Nice, ao contrário de outros destinos, está em boa localização, próximo à Promenade des Anglais.

De trem

  • De trem, a partir de Paris, o trajeto dura 5h30 através do trem de alta velocidade TGV. Mas recomendo mesmo ir de avião, é possível encontrar passagens com bons preços pela Air France e em ótima variedade de horários. E o trajeto é bem menor.
  • Para viajar de Nice para Veneza, nosso próximo destino nessa viagem, também optamos a viagem de avião.

3 – Onde Ficar na Riviera Francesa

Em Nice

  • Nas 3 vezes que fui para a Riviera Francesa, ficamos hospedados em Nice. Pode me chamar de repetitivo, mas sempre achei a localização da cidade estratégica.
  • Minha opinião também é compartilhada pelo Ricardo Freire, do Viaje na Viagem. A cidade é a melhor estruturada da região, e de lá o acesso é super tranquilo para outros pontos essenciais da Riviera, como Mônaco e Cannes. Nice está bem no meio do caminho.
Riviera Francesa Côte d'Azur - Dicas e Roteiro de Viagem

Dicas de Hotéis

  • É também onde você irá encontrar uma maior variedade de hotéis. Nós ficamos no Star Hotel, bem localizado no centro de Nice. O hotel também está bem avaliado no Booking e no TripAdvisor, inclusive com o Certificado de Excelência. Por cerca de € 72,00 é possível se hospedar por lá.
  • Para quem deseja se hospedar em grande estilo, o Hotel Negresco é um dos cartões postais de Nice e fica na Promenade des Anglais. Custa pouco mais de € 300,00.
Riviera Francesa Côte d'Azur - Dicas e Roteiro de Viagem
  • Para quem procura um hotel gay friendly, a oferta é ampla, já que o destino é bastante recepctivo. Uma boa dica pode ser o Radisson Blu Hotel que também fica na Promenade des Anglais.
  • Mas obviamente, vale pesquisar outras opções. Quem preferir um clima mais de vilarejo medieval ao invés de praia, vale apostar em Saint-Paul-de-Vence ou Éze.


4 – Quando Ir (Melhor Época)

Clima

  • Não dá muito para fugir do óbvio: é no verão que a Riviera Francesa atinge o seu esplendor: altas temperaturas, muitas horas de sol e todo o movimento que faz o destino ter a fama que tem.
  • Junho e Julho são os meses com mais horas de sol e Agosto é o mês mais quente.
  • No extremo oposto, Setembro, Outubro e Novembro são os meses mais chuvosos e Dezembro, Janeiro e Fevereiro os meses mais frios.
  • Mas é óbvio que nós, brasileiros, podemos ficar um pouco decepcionados com as praias, que apesar de lindas, tem o mar gelado e o chão incômodo de pedrinhas ao invés de areia. Por isso, vale apostar nas outras qualidades que o destino tem.
Riviera Francesa Côte d'Azur - Dicas e Roteiro de Viagem

Fora do verão

  • Mesmo se você viajou longe do verão, a região tem seu charme. Saint-Paul-de-Vence e outros vilarejos medievais da região, são ótimos durante o ano inteiro, com seu clima de montanha e um friozinho bem romântico. Isso para não citar cafés, lojas e restaurantes de alta qualidade.
  • Mercados de flores e produtos provençais podem ser encontrados durante todo o ano e são um dos grandes charmes da Provence. O carnaval em Nice também é bem prestigiado.
  • Se o roteiro é cinematográfico, o calendário de eventos inclui, obviamente, o Festival de Cinema de Cannes, que acontece em maio.
Riviera Francesa Côte d'Azur - Dicas e Roteiro de Viagem

5 – O que fazer

Nice

  • A primeira cidade que eu recomendo muito conhecer é Nice.
  • Um passeio pela Promenade des Anglais é imperdível, mas o melhor mesmo é conferir a cidade do alto, a partir do Parc de la Colline du Chateau. É quando o mar azul fica ainda mais apaixonante.
  • E não deixe também de caminhar pelas ruas de Vieille Ville de Nice, onde é possível notar de perto essa mistura da França com a Itália.
Riviera Francesa Côte d'Azur - Dicas e Roteiro de Viagem

Cannes

  • Para quem gosta de cinema como eu, Cannes também é uma visita obrigatória, mas confesso que acabei me decepcionando um pouco. A orla (La Croisette) não é tão bonita e charmosa como a de Nice.
  • O Palais des Festivals, onde é realizado o Festival de Cinema, não guarda muito glamour fora da época do festival.
Riviera Francesa Côte d'Azur - Dicas e Roteiro de Viagem

Mônaco

  • Circular de carro pelas ruas de Mônaco dá aquela impressão legal que você está fazendo uma corrida de Fórmula 1. Os caminhos parecem muito familiares, depois de tanto assistirmos as corridas.
  • Outro lugar que te deixa com aquela impressão de que “já vi você antes”, é o Casino de Montecarlo, super cinematográfico. O filme GoldenEye (1995) foi filmado por lá, com Pierce Brosnan no papel de 007.  Para uma referência cinemotagráfica mais recente, aposte no “Homem de Ferro 2”.
Riviera Francesa Côte d'Azur - Dicas e Roteiro de Viagem
  • E lógico, não deixe de fazer o roteiro do Principado de Mônaco, com o Palais du Prince, a Vieux Monaco e a Saint Nicholas Cathedral, onde estão os restos mortais da Princesa (outrora Grace Kelly) e do Príncipe de Mônaco e onde eles se casaram.

Éze

  • Na classe das cidades medievais, que ficam debruçadas sobre penhascos impressionantes, Éze está isolada no alto de uma montanha, com vistas para o mar. O visual é absolutamente espetacular. O Jardim Exótico é a principal atração.
  • Não menos do que a estrada para chegar até lá. Os caminhos também são uma atração à parte, e divididos entre a Grande Corniche, a Moyenne Cornique e a Basse Corniche. As estradas são cheias de curvas e de paisagens vertiginosas, e numa dessas estradas Grace Kelly sofreu um acidente e morreu, então todo cuidado é pouco.
Riviera Francesa Côte d'Azur - Dicas e Roteiro de Viagem

Saint-Paul-de-Vence

  • Para nós, a maior surpresa de toda a Riviera Francesa, a cidadezinha de ruelas estreitas onde não circulam carros é absolutamente deliciosa de se percorrer.
  • Replete de restaurantes, cafés e lojas de arte, é uma surpresa a cada curva. Durante nossa visita, estava rolando uma exposição pelas ruas da cidade, com fotos de filmes que foram gravados na cidade. Quer coincidência melhor?
Riviera Francesa Côte d'Azur - Dicas e Roteiro de Viagem

© 2016 Fabio Pastorello. Todos os direitos reservados. A reprodução de textos e/ou imagens não é permitida sem prévia autorização do autor.

Sugerimos a leitura: 

O que fazer na Toscana: Roteiro de 5 Dias

Provence: Guia Completo e Dicas de Viagem

Outros Blogs:

Côte d’Azur em 3 Dias no Destino Provence
De Nice a Monaco pelas Três Corniches no Viaje na Viagem

Fontes:

Site Oficial de Turismo da França: Rendez-Vous en Provence – Riviera Francesa

share on:
Fabio Pastorello

Fabio Pastorello

Editor do Viagens Cine, fotógrafo e videomaker. Curte cinema e leva a vida e as viagens com toques de romance, drama e aventura. Formado em Letras, ex-bancário e muito mais feliz como blogueiro de viagens.

11 comentários

  1. Olá, Paulo. Adorei as dicas. E sobre Saint Tropez? O que você tem a dizer? Vale a pena sair de Nice e dar uma passada em St Tropez? De carro, né? Quanto tempo leva aproximadamente?

    1. Oi, Giuliana. Dá mais de 1h30 de carro, mas depende do trânsito, que dizem que pode ser ruim até lá. Infelizmente nós não chegamos a conhecer, então vou ficar te devendo uma opinião se vale a pena ou não. Abraços.

  2. Olá Fábio, tudo bem?
    Planejo fazer o Sul da França neste ano, todavia estou em dúvida em qual mês ir, junho ou outubro. Sei que a paisagem no verão é muito bonita, porém tem alguns fatores que me desanimam.
    Havia muito trânsito na Côte d’Azur? O sul da França estava muito quente ou muito cheio?
    Outra coisa que eu gostaria de saber é qual estrada vocês escolheram para chegar em Éze? Grande Corniche, a Moyenne Corniche ou a Basse Corniche?

    Att.

  3. Fábio,

    Adorei o seu post, um dos melhores que já li.
    Consegue aliar informação, dicas e fotos sensacionais.
    Só tenho uma dúvida, vou fazer esse trecho e ainda parte da Itália, como são as fronteiras e a questão da carteira de motorista nesses países (França, Mônaco e Itália), é muito burocrático?

    1. Muito obrigado Paulo. Tanto na França como na Itália, usamos a carteira de motorista brasileira mesmo, não foi necessário levar a internacional, mas há controvérsias e algumas pessoas nos falaram que seria melhor levar. Mas durante toda a viagem, a carteira brasileira funcionou bem.

      Acabamos não atravessando a fronteira de carro, pois devolvemos o carro em Nice e de lá pegamos um voo para Veneza (pegamos outro carro na Itália, justamente porque achei que pegar o carro em um país e devolver em outro encareceria o valor do aluguel do carro), então nesse aspecto infelizmente não poderei te ajudar. Abraço grande.

  4. Estou indo agora em novembro, já sei que é frio, mas vc acha que consigo aproveitar mesmo assim (fora da temporada de calor – verão) ?
    Outra duvida: como faço pra chegar até Saint-Paul-de-Vence a partir de Nice?
    Estarei sem carro, logo todos os meus deslocamentos serão de trem ou ônibus.
    Adorei seu relato da Riviera!!!

    1. Obrigadão Francisco. Olha só, a Riviera Francesa é linda, então desde que não esteja chovendo ou tempo ruim, acho que dá para aproveitar sim. E chuva é aquela coisa, pode chover até no verão. Parece que há um ônibus, o Bus #400 Vence (par St Paul) que passa na Promenades des Anglais, dê uma perguntada lá no seu hotel. Abraços.

Deixe um comentário