10 Parques Nacionais para Conhecer no Brasil

10 Parques Nacionais para Conhecer no Brasil

O Brasil está cheio de belezas naturais e muitas delas estão protegidas através da criação de Parques Nacionais. Os parques configuram unidades de conservação para que a natureza permaneça em suas melhores condições.

Ao mesmo tempo, os Parques Nacionais, geridos pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA) e pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), procuram preparar os parques para visitação. Com cada vez melhor infraestrutura ao visitante, mas sempre se preocupando com segurança e proteção ambiental, os parques têm crescido em número de visitantes.

Provavelmente você já visitou algum desses Parques Nacionais.

O ICMBio procura atuar no desenvolvimento de projetos de produção e uso sustentável e adequado dos recursos naturais, além da promoção do modo de vida da população local.

O conjunto de Parques Nacionais, Áreas de Proteção Ambiental e Florestas Nacionais soma mais de 30 unidades de conservação. Vamos conhecer algumas delas?

10 Parques Nacionais para Conhecer no Brasil – ICMBio

Essas unidades de conservação preparam os parques para visitação e mantêm as belezas naturais preservadas

Parques Nacionais no Brasil

1 – Parque Nacional da Tijuca

Parques Nacionais do Brasil: ParnaTijuca
Resultado de uma floresta replantada, o ParnaTijuca é o parque nacional mais visitado do Brasil

O parque mais visitado do Brasil é o Parque Nacional da Tijuca, onde se encontra o Cristo Redentor. O parque possui características bem peculiares. Além da presença do maior ponto turístico do Brasil, ele inclui uma das maiores florestas urbanas do mundo. Dentro da Floresta da Tijuca há várias trilhas, mirantes, monumentos (como a estátua do Cristo Redentor), cachoeiras e ruínas históricas.

Uma curiosidade é que a floresta foi toda replantada. Isso porque no século XIX, a floresta tinha sido toda destruída por causa de plantações de café e produção de carvão. Todas as fontes de água que abasteciam a cidade começaram a secar. Então eles foram obrigados a replantar a floresta, com mais de 100 mil árvores. Quem diria que essa poderosa floresta é, na verdade, obra do homem. Mas que demonstra, acima de tudo, a força de recuperação da natureza.

Leia mais sobre a Vista Chinesa e o que fazer no Parque Nacional da Tijuca

2 – Parque Nacional do Iguaçu

Parque Nacional do Iguacu
Combinando preservação e infraestrutura, o Parque Nacional do Iguaçu é um dos destaques no Brasil

As impressionantes Cataratas do Iguaçu também são um dos mais visitados parques nacionais do Brasil. A verdade é que qualquer visitante fica fascinado com a beleza do cenário, com quedas que podem chegar até 80 metros de altura e largura de mais de 2.700 metros.

A formação desses desníveis possui mais de 150 milhões de anos, mas em forma de cataratas, são “apenas” 200 mil anos.

A quantidade de saltos também varia, podem chegar a mais de 100 quedas. Principalmente nos meses que o volume de água é maior por causa das chuvas, que vão do mês de outubro a março. Pessoalmente, eu prefiro os meses mais secos, pois o excesso de água provoca muitas gotas e névoas, prejudicando a visibilidade.

Como as cataratas estão localizadas tanto em solo brasileiro como em solo argentino, há sempre aquela dúvida de qual lado é melhor. A resposta é relativa. A maior parte das quedas está no lado argentino, portanto quem está no lado brasileiro tem uma vista panorâmica, de frente para as cataratas. Para quem quer chegar mais perto das quedas, no entanto, o lado argentino é mais impactante.

Leia mais sobre as dicas e o que fazer nas Cataratas do Iguaçu

3 – Parque Nacional de Jericoacoara

Parque Nacional de Jericoacoara Ceará
A diversidade de cenários do Parque Nacional de Jericoacoara inclui dunas, praias e lagoas

Muito além de um vilarejo a beira-mar, Jericoacoara e seu parque nacional possui uma área de 8.416 hectares criada em fevereiro de 2002. Os cenários são os mais diversos, e vão desde o campo de dunas (cujo destaque é a Duna do Pôr do Sol), passando pelas formações rochosas (Pedra Furada e o Morro do Serrote) e culminando nas praias.

Mas os destaques mesmo são as lagoas temporárias, cujo volume varia de acordo com a época do ano e o volume de chuvas.

Confira mais dicas e o que fazer em Jericoacoara

4 – Parque Nacional de Aparados da Serra

Parque Nacional Aparados da Serra
Parque Nacional Aparados da Serra, na divisa dos Estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul

Uma paisagem cinematográfica. Assim pode ser definido a região chamada de Caminho dos Canyons na divisa dos Estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul. O relevo se caracteriza por enormes paredões e desfiladeiros com até 700 metros de altura. A depressão abrupta deu origem ao nome, é como se aqueles campos tivessem sido “aparados” na faca. Quem visita o parque tem opção de fazer trilhas na parte superior (borda) ou inferior dos cânions.

Na parte superior, as trilhas são mais tranquilas e fáceis de percorrer, como a Trilha do Vértice e a Trilha do Cotovelo, que percorrem as bordas do Cânion Itaimbezinho. Do alto, é possível ver algumas cachoeiras também. Muita gente conhece o Itaimbezinho a partir de passeios bate-volta a partir das Serras Gaúchas.

Mas a emoção e aventura é maior nas trilhas no interior dos cânions. Com maior nível de dificuldade e necessidade de acompanhamento de um guia, as trilhas percorrem o leito dos rios, na base desses cânions. A Trilha do Rio do Boi é considerada a mais puxada da região, e sua realização está condicionada à quantidade de chuvas e ao nível do rio. Para fazer essas trilhas, as opções de hospedagem encontram-se em Cambará do Sul (RS) e Praia Grande (SC). 

Leia mais sobre os Aparados da Serra

5 – Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha

Parque Nacional de Fernando de Noronha - Parnanoronha
A fauna é o maior atrativo do Parque Nacional Marítimo de Noronha

Lugar da melhor praia do mundo, o Parque Nacional de Fernando de Noronha é provavelmente o mais cobiçado entre os roteiros de viagem brasileiros. Muito além da beleza de suas praias, com formação geológica vulcânica, o maior atrativo do arquipélago é o contato com a fauna local.

O visitante desse parque marinho pode entrar em contato próximo com golfinhos, tartarugas, peixes coloridos, moréias, polvos, raias e até tubarões pequenos. Para encontrar esses animais, as atividades são as mais diversas, desde simplesmente o snorkeling na praia até o mergulho com cilindro. Algumas praias, na maré baixa, formam piscinas naturais (como a Praia do Atalaia), que garantem um contato mais próximo.

No entanto, por ser um ecossistema delicado, tudo é bastante controlado e preservado, inclusive com espécies ameaçadas de extinção. Desde 2001, o parque foi reconhecido pela UNESCO como Patrimônio Mundial da Humanidade.

Veja mais dicas e o que fazer em Fernando de Noronha

6 – Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses

Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses
Um dos parques mais singulares do Brasil, o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses possui lagoas entre as dunas

Como área de 155 mil hectares, o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses possui 2/3 de sua área constituídos de dunas livres e lagoas interdunares. As lagoas são temporárias e formadas após a época das chuvas, portanto a época é importante para conferir a paisagem com as lagoas cheias.

Mas é curioso também que há outros tipos de paisagem nos Lençóis Maranhenses, inserido no bioma Cerrado. Além das dunas, há também praias (os vilarejos de Atins e Caburé estão a beira-mar) e restinga. O passeio de voadeira pelo Rio Preguiças, por exemplo, permite conhecer toda a vegetação nas encostas do rio, menos árida do que o restante do parque.

Consulte o que fazer nos Lençóis Maranhenses

7 – Parque Nacional da Chapada Diamantina

Parque Nacional da Chapada Diamantina
O Parque Nacional da Chapada Diamantina possui uma variedade de paisagens, como morros, cavernas e cachoeiras

A Chapada Diamantina é um dos primeiros parques nacionais que visitamos. Localizado no interior da Bahia, o lugar reúne paisagens impressionantes, como o Morro do Pai Inácio, o Poço Azul, a Cachoeira do Sossego e a Cachoeira da Fumaça. É isso aí, entre paredões, cânions, grutas e cachoeiras, está um dos cenários naturais mais lindos do Brasil.

Boa parte dos passeios podem ser feitas a partir da cidade de Lençóis, mas há também opções de caminhadas de vários dias, como a do Vale do Capão.  Nesse caso, o contato com a natureza é ainda maior e permite conhecer melhor  a diversidade de fauna e flora da região.

Confira mais dicas de roteiros de viagem para a Bahia

8 – Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros

Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros
Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros possui trilhas para cânions e cachoeiras

O Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros foi criado em 1961 para proteger tudo o que tem de mais raro e peculiar no cerrado da região. Formações de mais de um bilhão de anos dividem espaço com nascentes de rios. É outro dos parques nacionais que também foi declarado Patrimônio Natural da Humanidade pela UNESCO.

Para chegar no parque, é preciso ir até Brasília e de lá pegar algumas horas de estrada. As principais bases são Alto Paraíso, São Jorge e Cavalcante, mas é São Jorge o local que permite o acesso mais próximo às trilhas do parque. As duas mais famosas são a Trilha dos Saltos e a Trilha dos Cânions, mas qualquer uma das duas garante banhos de cachoeira e muito contato com a natureza local.

Outros lugares também são famosos na região da Chapada, como o Vale da Lua, o leito de um rio com formações de pedras que lembram a superfície lunar.

Confira tudo o que você precisa saber sobre a Chapada dos Veadeiros

9 – Parque Nacional da Serra Geral

Parque Nacional da Serra Geral, Aparados da Serra
No Parque Nacional da Serra Geral, que faz divisa com o Aparados da Serra, o Cânion Fortaleza impressiona

O Parque Nacional da Serra Geral, criado em 1992, guarda as mesmas caraterísticas dos Aparados da Serra e faz divisa com esse outro parque. Juntos, eles formam uma área de mais de 30.000 ha.

Assim como nos Aparados da Serra, o visitante tem a opção de fazer trilhas nas bordas dos cânions ou na base deles. Provavelmente a trilha até o Cânion Fortaleza é uma das mais impressionantes que eu já fiz. A fenda do Fortaleza é ainda maior do que a do Itaimbezinho e a extensão é de 7,5 quilômetros. O passeio também inclui a visita até a Cachoeira do Tigre Preto e até a Pedra do Segredo, uma pedra de trinta toneladas que se equilibra sobre uma pequena e estreita base.

A Trilha do Malacara, no interior do cânion, é considerada menos difícil que a do Rio do Boi. A trilha é puxada, por conta da quantidade de pedras e pela necessidade de cruzar o leito do rio várias vezes. No final da trilha, a recompensa é um delicioso banho numa cachoeira e piscina natural.

Leia mais sobre o Canyon Fortaleza e o Canyon Malacara

10 – Parque Nacional Cavernas do Peruaçu

Parques Nacionais do Brasil: Cavernas do Peruaçu
O Parque Nacional Cavernas do Peruaçu fica no norte de Minas Gerais e sua maior atração é a Gruta do Janelão

O Parque Nacional Cavernas do Peruaçu foi uma das excelentes surpresas de nossa última viagem para Minas Gerais. A viagem foi organizada pela Secretaria de Turismo de Minas Gerais. O objetivo foi explorar algumas grutas de Minas Gerais. E eis que vamos para a primeira gruta, a Gruta do Janelão.

O Cavernas do Peruaçu foi criado em 1999 mas desde 2014 ganhou completa e excelente estrutura para receber os visitantes. Os pontos de apoio estão com boa manutenção e as trilhas são bem sinalizadas. Possuem corrimões de madeira e troncos para ajudar nos trechos de maior dificuldade. Como a área do parque é muito delicada, só é permitido explorar suas trilhas com o acompanhamento de um guia credenciado.

O Parque é um paraíso de pinturas rupestres, em grande quantidade e bom estado de conservação. Mas a cereja do bolo é mesmo a Gruta do Janelão. Uma imponente gruta com vários salões e espeleotemas das mais diversas formações. O lugar é de tirar o fôlego, e nem é somente por conta da dificuldade da trilha, considerada de nível semipesado. Vale a pena.

Leia mais sobre a Gruta do Janelão e o Cavernas do Peruaçu

Extra – Parque Nacional da Chapada dos Guimarães

Parque Nacional da Chapada dos Guimarães
Cachoeira Véu na Noiva no Parque Nacional da Chapada dos Guimarães. Créditos da Imagem: Esse Mundo é Nosso

Próximo de Cuiabá, o Parque Nacional da Chapada dos Guimarães completa o circuito de chapadas e Parques Nacionais no Brasil. Esse é um dos parques que ainda não visitamos. Por isso recomendo a leitura da série dos amigos do Esse Mundo é Nosso (link abaixo).

Entre os atrativos, estão o Mirante do Véu de Noiva, a Cachoeira dos Namorados e Cachoeirinha, o Circuito das Cachoeiras, a Casa de Pedra, Cidade de Pedra, Morro de São Jerônimo e a Travessia do Morro de São Jerônimo, entre outros.

A maioria dos passeios requer agendamento prévio e acompanhamento de guias locais.

Leia mais sobre a Chapada dos Guimarães no Esse Mundo é Nosso


Relação completa dos Parques Nacionais no Site da ICMBio

Outros Parques


share on:
Fabio Pastorello

Fabio Pastorello

Editor do Viagens Cine, fotógrafo e videomaker. Curte cinema e leva a vida e as viagens com toques de romance, drama e aventura. Formado em Letras, ex-bancário e muito mais feliz como blogueiro de viagens.

13 comentários

  1. Fábio, que post incrível!!
    Não sei como nunca tinha lido antes.
    Estamos voltando pro Brasil e já favoritei esse post pra descobrir as belezas do nosso país.
    Meu muito obrigada pela indicação do nosso post do Parque Nacional do Itatiaia também. =)
    Beijos

  2. Obrigado pela indicação, Fábio!
    Ótima matéria! Nosso país é muito rico em atrativos naturais, além dos mencionados, tem muitos outros a serem explorados. Aos poucos vamos conhecendo um a um!

  3. Fábio, posso só elogiar seu post? A qualidade dos seus textos é impressionante, fico orgulhosa demais!

    (Não conheço todos os parques listados, mas o meu lugar do coração é a Chapada dos Veadeiros. ♡)

    Beijos!

    1. Fabio as praias são show de bola, todas elas nota 1000, acima de cem, um forte abraço, william chalup,,,,,,,,,,,,,,,,

Deixe um comentário