Ilha de Guriri – São Mateus: Expedição Praias do Espírito Santo

O que fazer em Guriri, São Mateus - Espírito Santo

Seguimos nossa expedição pelas praias do Espírito Santo. Um dos destinos mais incríveis e surpreendentes desse litoral, é a ilha de Guriri.

É aqui que as praias ganham águas mais mornas, típicas do Nordeste do Brasil, justamente pela proximidade com o Estado da Bahia.

A ilha de Guriri é a maior do Espírito Santo, limitada pelos rios Mariricu e São Mateus. E lógico, a outra divisa é o Oceano Atlântico. A ilha possui 102 quilômetros quadrados e 42 km de praias. Faz parte de dois municípios: Conceição da Barra e São Mateus. Nós só conhecemos a parte da ilha pertencente ao município de São Mateus.

Guriri ganhou esse nome por conta de pequenos coqueiros, chamados pelos índios de “guriri”, que significa “coco pequeno”.

Embora nosso maior interesse era conhecer a praia de Guriri, o que mais nos encantou foi a receptividade do lugar. O litoral norte do Espírito Santo possui menos fluxo de turistas que o litoral sul do Estado, por conta disso, parece receber com encanto e dedicação ainda maior os turistas.

Ilha de Guriri ES – São Mateus

Expedição Praias do Espírito Santo – Litoral Norte

Ilha Praia de Guriri Espírito Santo

Pela primeira vez que pesquisei sobre a Ilha de Guriri, imaginava um destino rústico, simples, praticamente sem infraestrutura. Quando chegamos no centro, cheio de lojas e restaurantes, percebi como havia me enganado. Ao mesmo tempo veio a ideia (que ultimamente anda recorrente) de que há ainda tanto para descobrir no Brasil.

O lugar possui um alto potencial turístico, mas praticamente desconhecido de turistas do resto do país. Antes de minha expedição pelas praias do Espírito Santo, o único lugar de praia capixaba que eu já tinha ouvido falar era Guarapari.

Se fico com aquela sensação de injustiça porque aquele lugar ainda não é tão conhecido, imagino como se sentem os locais. Fui recebido pelo Fabricio Buzetti e pelo Lion Padilha, que se desdobraram para apresentar as belezas da região. Não são poucas.

Mas vamos rebobinar um pouco a história. Antes de chegar em Guriri, tinha partido pela manhã bem cedinho de Vitória. Depois de uma manhã em Aracruz, no litoral norte do Espírito Santo, era hora de pegar estrada.

O que fazer em Aracruz – ES

No caminho para São Mateus, nosso próximo destino, eu e Márcio, motorista da SETUR-ES, fizemos uma parada rápida em Regência, na foz do Rio Doce. O lugar foi afetado por uma tragédia ambiental, o rompimento da barragem de Fundão. Embora afetado e com turismo reduzido,  a vila de Regência é encantadora.

Como Chegar em Guriri – São Mateus

De Vitória a São Mateus são 3h30 de estrada, que podem ser percorridos pela BR-101 ou parte pelo litoral (nós fizemos paradas em Aracruz e Regência).

De ônibus, é possível chegar na cidade através da Viação Água Branca, em cerca de 4 horas de viagem (R$ 47,65 o ônibus mais barato, ref. junho/2017).

Para circular de São Mateus até Guriri, existem ônibus circulares, mas seguir para praias mais distantes requer o auxílio de um carro.

Onde Ficar: Pousadas em Guriri

O centro de Guriri, na Avenida Guriri próximo ao mar, possui diversas opções de restaurantes, mas poucas opções de hospedagem. Aparentemente, os turistas preferem alugar apartamentos de temporada.

Nós ficamos na Pousada Costa Merlin, um hotel com boa estrutura de lazer mas com acomodações e serviços bastante simples. Sabendo aproveitar seu ponto forte, o hotel tem todos os quartos direcionados para a piscina, numa área bem agradável. A pousada está próxima do mar mas fica um pouco distante da Avenida Guriri.

Ilha Praia de Guriri Espírito Santo
A Pousada Costa Marlin possui bela área externa

As acomodações na suíte precisam de renovação: os quartos espaçosos não possuem muitas comodidades ou sofisticação.

Uma outra opção bem interessante fica em Barra Nova. É a Pousada Aratu, vamos falar um pouco mais dela a seguir.

Ilha Praia de Guriri Espírito Santo
Pousada Aratu, de frente para o rio em Barra Nova

Consulte todas as opções de hospedagem em Guriri

O que fazer em Guriri

Amanhece em São Mateus. Enquanto eu ainda estava no quarto da pousada, escutei um barulho forte de chuva e fiquei um pouco desanimado para acordar. Saio da cama e abro a janela. O sol e o céu azul disputavam lugar sobre mim.

Assim como no Nordeste, felizmente as chuvas parecem não durar muito tempo no Espírito Santo.

Tomei o café na Costa Marlin e pouco depois o Fabrício e o Lion já nos esperavam para sair pela ilha de Guriri.

Praia de Guriri

Nosso primeiro destino foi a Praia de Guriri. Uma das principais atrações é a Capela dos Navegantes, que fica em frente ao mar e foi fundada em 1975 em homenagem a Iemanjá.

Ilha Praia de Guriri Espírito Santo
Capela dos Navegantes, na praia de Guriri

Visitei a praia durante a semana e fora de temporada, então estava bem tranquila. Mas durante o verão, o lugar fica bem cheio e a praia do centro é a mais procurada. Mas a faixa de areia é bem extensa (8 km), então acho difícil que o excesso de pessoas possa incomodar.

Uma das desvantagens de visitar os destinos em baixa temporada é que a gente não tem a real dimensão de como ficam os lugares nos seus áureos momentos turísticos. Mas enfim, pisar numa praia quase deserta para mim é um dos meus maiores prazeres de viagem.

Fizemos duas paradas: uma no extremo direito da praia, onde ficam os barcos de pesca e ali pertinho da Peixaria do Nelson, e outra na altura da placa que indica o point de surf.

Ilha Praia de Guriri Espírito Santo
Praia de Guriri possui 8 km de extensão: mesmo nos dias mais cheios, há espaço para todos

Toda a faixa litorânea possui uma área reservada de restinga, cercada com cordas para que as pessoas não ultrapassem ou pisem.

A praia estava com a maré super baixa e encontrei um trecho da praia que formava um lindo espelho d’água. Na praia, Fabrício destacou que as pequenas poças de água do mar são a alegria das crianças.

Praia do Bosque

Seguimos viagem até a Praia do Bosque (rumo ao sul), cujo grande diferencial é justamente um bosque, com diversas árvores à beira mar que formam uma deliciosa sombra para seus visitantes. Segundo Fabrício, o lugar é usado para churrascos e bastante frequentado por famílias.

Novamente, deu para fazer bons registros da praia em sua maré baixa.

Ilha Praia de Guriri Espírito Santo
Praia do Bosque possui uma área com árvores e sombras à beira mar
Ilha Praia de Guriri Espírito Santo
Praias selvagens estão garantidas nos mais de 40 km de litoral da ilha de Guriri

Casa de Cabeça para Baixo

Seguimos para uma das atrações mais inusitadas de Guriri. Um de seus moradores resolveu fazer uma casa de cabeça para baixo. A construção despertou a curiosidade de vários jornalistas no Brasil e no mundo. Fomos lá conhecer.

Ilha Praia de Guriri Espírito Santo
Casa de cabeça para baixo em Guriri, atração inusitada em São Mateus

Chegamos na casa e ela estava fechada. Lion foi até a casa ao lado perguntar se eles sabiam o nome do construtor, e eis que o morador da casa ao lado era justamente quem tinha construído a casa. O senhor Valdivino explica que a ideia partiu de algumas brincadeiras e de fazer algo diferente.

Kênia, filha de Valdivino, diz que contou mais de 4.000 assinaturas desde que começaram o controle através de um livro de visitas.

A casa é bem divertida e com ótimo acabamento, viu? Afinal das contas, Valdivino é um pedreiro aposentado.

Ilha Praia de Guriri Espírito Santo
Obra de um pedreiro aposentado, o responsável caprichou nos detalhes surreais

Praia de Barra Nova

Seguimos para Barra Nova, nossa próxima parada. A praia fica no extremo sul da ilha de Guriri, já divisa com o município de Linhares. É por ali que deságua o rio Mariricu, formando uma paisagem incrível a beira mar.

De um lado do rio, está Barra Nova, do outro lado a Praia de Urussuquara.

Caminhei até a pontinha de areia, só para ter o gostinho de ter chegado no canto mais extremo da ilha.

O que fazer em Guriri, São Mateus - Espírito Santo
Foz do rio Mariricu divide a ilha de Guriri: de um lado Barra Nova, do outro Urussuquara
Ilha Praia de Guriri Espírito Santo
Barcos de pescadores fazem parte do cenário da tranquila Barra Nova, no extremo sul da ilha de Guriri

Almoço na Pousada Aratu

Uma parada imperdível é almoçar no restaurante da Pousada Aratu. A pousada é uma graça, toda colorida e de frente para o rio de águas bem tranquilas. O lugar tem algumas redes bem gostosas e várias mesas de frente para o visual relaxante, que vai até o mar.

Mas o melhor mesmo é a gastronomia e o atendimento simpático e eficiente do staff da Aratu. Nós provamos um peixe absurdamente delicioso, o budião, preparado em duas formas, com molho de alho e molho de pitanga (imperdível). Pra quem já estava quase (eu disse quase) enjoado de comer moqueca capixaba, esse peixe preparado pelo chef Bené foi uma ótima pedida.

Vale também pedir uma cachaça pra abrir o apetite.

Guriri Barra Nova
Visual colorido da Pousada Aratu, em Barra Nova, de frente para o rio
Ilha Praia de Guriri Espírito Santo
Com os amigos Marcio, Lion e Fabrício na Pousada Aratu

O centro histórico de São Mateus

Em São Mateus, também foi surpreendente conhecer o centro histórico da cidade.

A história de São Mateus, um dos municípios mais antigos do Brasil, começou em 1544, com a chegada dos colonizadores portugueses. Houve um tempo em que o local estava subordinado ao Governo da Bahia e, por conta disso, recebeu muitas famílias importantes do Estado. A influência se nota na arquitetura do sítio histórico.

Foi em 1848 que a vila tornou-se município.

Igreja Velha e Mirante

Na parte alta da cidade, não deixe de conferir a Igreja Velha e o Mirante, que tem vista para o rio São Mateus.

A Igreja Velha foi construída para ser a maior de São Mateus. O projeto ambicioso tinha data para terminar, em 1853, mas o projeto ficou caro e demorado demais e a igreja não foi concluída. Com pedras e argamassa feita de óleo de baleia e cal (retirado dos sambaquis de Barra Nova), as ruínas são impressionantes. 

O que fazer em Guriri, São Mateus - Espírito Santo
Igreja Velha de São Mateus, possui alvenaria de pedras e argamassa de óleo de baleia e cal
O que fazer em Guriri, São Mateus - Espírito Santo
Visual do Rio São Mateus, um dos rios que cercam a Ilha de Guriri, a partir de um mirante no centro da cidade

Porto de São Mateus

Para chegar no sítio histórico da cidade, é preciso descer a Ladeira São Benedito.

O movimento do Porto de São Mateus trouxe parte do desenvolvimento para a região que visitamos, à beira do rio. Durante algum tempo, o centro histórico permaneceu marginalizado, mas hoje recupera sua importância turística.

O lugar é realmente encantador. Com aquela paz de cidade pequena e arquitetura de cidade colonial, tendo o rio como cenário, o lugar pode ser um excelente point para curtir o pôr do sol.

A região também abriga alguns museus, bares e centros culturais que, infelizmente por falta de tempo, não pudemos conferir. Um deles é o Museu da Imagem e do Som.

O que fazer em Guriri, São Mateus - Espírito Santo
Sítio histórico de São Mateus, região possui belo casario de frente para o rio São Mateus

Onde Comer em Guriri

Assim que chegamos, o primeiro programa em Guriri foi comer uma moqueca capixaba no Petisco’s, que fica na Avenida Guriri. Ir até o Espírito Santo e não provar uma moqueca é um pecado, e essa já era a minha terceira ou quarta moqueca da viagem.

O ambiente ao ar livre do Petisco’s, numa área bem movimentada da cidade, é também um convite para uma deliciosa cerveja para acompanhar.

Ilha Praia de Guriri Espírito Santo
Moqueca no Petisco’s, localizado na Avenida Guriri, centro do distrito

Mas confesso que o que conquistou meu coração foi a torta de sorvete que provamos de sobremesa no Colorêti Sorvetes, em rua próxima à Avenida Guriri. Deliciosa.

Ilha Praia de Guriri Espírito Santo
Não deixe de conferir os doces da Colorêti Sorvetes

Valeu também super a pena almoçar na Pousada Aratu, em Barra Nova, aberta também a não hóspedes.

A pousada possui um ambiente ao ar livre de frente para o rio. O restaurante está aberto para quem não fica hospedado, e também possui uma área exclusiva aos hóspedes. Assim um não atrapalha o outro.

Ilha Praia de Guriri Espírito Santo
Deliciosos pratos com frutos do mar são a especialidade do restaurante Aratu, em Barra Nova

No calendário gastronômico, vale ficar de olho no Festival de Moqueca Capixaba em abril e no Festival Gastrônomico Guriri Sabor em novembro.

Para curtir carnaval e… jazz

E se Guriri e região são dominadas por trios elétricos no carnaval, no restante do ano São Mateus ganha uma programação também muito legal e diferente.

Não deixe de conferir, por exemplo, o Pub Planet Rock, com inauguração prevista para dia 08/07 na praça nova de Guriri.

Em outubro, um programa imperdível é participar do Guriri Jazz & Blues Festival. O festival faz parte do empenho da cidade em atrair um público diferente, que busca outros programas além das belezas naturais. A edição de 2017 ocorre de 13 a 15 de outubro, conta com 11 atrações musicais e 100% delas são artistas capixabas.

Para quem só estava esperando encontrar praia, conhecer tanta história, cultura e gastronomia em Guriri foi um complemento e tanto. Acima de tudo, foi incrível conhecer pessoas apaixonadas por sua terra. Deixei Guriri com a certeza de ter conhecido um lugar encantador e com a vontade de retornar o quanto antes.

Mas nosso próximo destino nos aguardava: pegamos estrada para Itaúnas, extremo norte do litoral do Espírito Santo.

O blog Viagens Cine contou com o apoio logístico da SETUR/ES – Secretaria de Turismo do Espírito Santo. A hospedagem na Pousada Costa Marlin foi uma cortesia, mas as considerações dessa matéria representam nossa livre opinião sobre os lugares visitados.

As 10 Melhores Praias do Espírito Santo

Leia mais

share on:
Fabio Pastorello

Fabio Pastorello

Editor do Viagens Cine, fotógrafo e videomaker. Curte cinema e leva a vida e as viagens com toques de romance, drama e aventura. Formado em Letras, ex-bancário e muito mais feliz como blogueiro de viagens.

12 comentários

  1. Camarada, achei 1000 os comentários. Diretos e com dicas legais.
    estive em guriri em 2014, na época da copa, voltando de porto seguro. Infelizmente não tive tempo de conhecer o lugar. Mas agora se o tempo ajudar vou voltar no meado dr janeiro e aproveitar bem. Só espero que a água não seja gelada como de Guarapari kkk
    Abçs

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.