Curitiba: 7 Lugares Imperdíveis na Capital da Cerveja Artesanal

Curitiba: 7 Lugares Imperdíveis na Capital da Cerveja Artesanal

Em agosto de 2017, os vereadores de Curitiba aprovaram o projeto de lei que institui a cidade como a capital da cerveja artesanal do Brasil.

Por detrás desse título, estão algumas cervejarias, bares e espaços onde a cerveja artesanal é a grande vedete. Nós fomos até Curitiba, a convite do pessoal do Curitiblogando, para conferir esse roteiro.

O Curitiblogando é um evento organizado por blogs de viagem de Curitiba, que traz blogueiros de todo o país para conhecer e divulgar as atrações da cidade. Em sua sexta edição, o Curitiblogando de 2017 trouxe como tema a cerveja artesanal, o que não poderia ser mais oportuno tendo em vista essa vocação da cidade.

Na realidade, o âmbito das microcervejarias artesanais se estende para cidades vizinhas como Pinhais e Campo Largo. Em Pinhais, por exemplo, a cidade instituiu a Rota da Cerveja como um dos grandes trunfos turísticos da cidade.

Confira a seguir alguns lugares imperdíveis para você conferir porque Curitiba merece mais do que nunca, o título de capital da cerveja artesanal do Brasil.

Curitiba: 7 Lugares Imperdíveis na Capital da Cerveja Artesanal

Roteiro por bares e microcervejarias em Curitiba, Pinhais e Campo Largo reforça Curitiba como uma das melhores cidades cervejeiras do Brasil

A primeira cervejaria a gente nunca esquece.

Pois é, durante o Curitiblogando 2017, eu conheci por dentro minha primeira cervejaria. Mas não foi somente uma, foram quatro cervejarias que visitamos. Em algumas delas a gente pode tirar o nosso próprio chopp, diretamente do tanque. A experiência é fantástica.

Curitiba: 5 Lugares Imperdíveis na Capital da Cerveja Artesanal
Visitar cervejarias artesanais foram algumas das experiências incríveis dessa edição do Curitiblogando

Na Cervejaria Klein, por exemplo, fomos recebidos pela proprietária Suelen Presser, que montou a cervejaria junto com o marido. Suelen estava lá, diante de nós, para desfazer vários preconceitos. O primeiro é que fabricar cervejas é coisa de homem. Ela é beer sommelière e responsável pela criação de novos sabores, como o rótulo Estivadora, que possui sabores de chocolate e café. Foi um dos meus rótulos preferidos.

O segundo preconceito é que o cervejeiro é uma pessoa barriguda. Suelen tem um corpo lindíssimo e é pura simpatia. Ela fala com tanta paixão sobre o mundo das cervejas que é impossível não sair de lá também um amante das cervejas artesanais.

Curitiba: 5 Lugares Imperdíveis na Capital da Cerveja Artesanal
Suelen Presser, uma das proprietárias da Klein Cervejaria, prova que o negócio não é exclusivo dos homens

As beldades cervejeiras

Outra mulher que faz parte do time das beldades cervejeiras é a Carol Moreno, blogueira do Mochilão Trips, que organiza o Tour Comida de Boteco. A ideia do tour é sensacional: Carol conduz um grupo por alguns bares e petiscos de Curitiba. Impossível resistir às cervejas artesanais e também ótima oportunidade para fazer novas amizades. Quer ambiente melhor?

Um outro paradigma desfeito é em relação aos sabores das cervejas. Há opções para todos os gostos, e Curitiba saiu na frente dessa tendência. Foi em 2013 que o Ministério da Agricultura liberou a adição de outras matérias primas além de malte, lúpulo e água nas cervejas. Café, cacau, melão, limão siciliano, abóbora e até avelã são alguns desses sabores encontrados nas cervejas artesanais locais.

Um resultado curioso de toda essa tradição de cervejas artesanais é que o público de Curitiba acaba preferindo as cervejas locais do que as estrangeiras. E nós fomos na mesma onda.

Confira a seguir esses e outros lugares imperdíveis em Curitiba.

Salve esse Pinterest para consultar depois

Curitiba: 5 Lugares Imperdíveis na Capital da Cerveja Artesanal


1 – Cervejaria Klein + Klein Brewhouse

O casal Suelen e Henrique Presser começou produzindo cervejas para amigos. De 20.000 litros / mês em 2009, eles passaram a fornecer cervejas para todo o país. São 10 estilos de cerveja diferentes.

A Klein oferece um programa duplo imperdível. Primeiro, nós visitamos a cervejaria, que fica na cidade de Campo Largo. É lá que Suelen nos recebeu com extrema simpatia e paixão para falar sobre o processo produtivo, mas principalmente para oferecer a degustação de suas melhores cervejas. E o negócio acontece sem muita cerimônia.

É possível tirar a sua própria cerveja, diretamente dos tanques, e há até quem tenha bebido direto da torneira, para fazer aquela foto bombar na internet.

Curitiba: 5 Lugares Imperdíveis na Capital da Cerveja Artesanal
Grupo reunido com nossa sommelière entre os tanques da Klein Cervejaria

Steakhouse e Cerveja

O complemento perfeito é a visita até a Klein Brewhouse, uma recém inaugurada steakhouse com ambiente incrível de mais de 2 mil metros quadrados e 5 mil metros quadrados de estacionamento.

Curitiba: 5 Lugares Imperdíveis na Capital da Cerveja Artesanal
Os três tanques e as 24 torneiras impressionam, logo na entrada da Klein Brewhouse: capacidade de 4 mil litros
Curitiba: 5 Lugares Imperdíveis na Capital da Cerveja Artesanal
A Cerveja Estivadora foi uma das minhas preferidas, com sabor de café e chocolate

A comida da Klein Brewhouse é super saborosa e o lugar tem 24 torneiras com sabores diferentes de chopp.

Uma das inovações, por exemplo, é o Klein Sidra, delicioso. Mas há, lógico, tem outras opções como o IPA, APA e Weiss.

  • Klein Cervejaria: Rua Augusto Dering Sobrinho 450 – Campo Largo (as visitas acontecem aos sábados mediante agendamento)
  • Klein Brewhouse: Rua Albino Lunardon, s/n. De quarta a sexta-feira, das 18 à 0h; sábado, das 10h à 1h; domingo, das 11 às 23h.
  • A Klein oferece serviço de transfer a partir do Parque Barigui, por R$ 80,00 (ref. out/2017) e inclui a visita aos dois espaços, uma cerveja, uma turkey leg e a degustação na fábrica. É uma boa para poder beber à vontade e não precisar dirigir depois.

2 – Rota da Cerveja em Pinhais

Vale super a pena dar um pulinho em Pinhais (cerca de 30 minutos do centro de Curitiba) para conhecer a Rota da Cerveja da cidade. A iniciativa partiu da Prefeitura de Pinhais, e fizemos a rota acompanhados de Glacy Garcia Tosi, do Departamento de Turismo da cidade. Ela conta que a prefeitura descobriu essa oportunidade de alavancar o turismo da cidade, já que em Pinhais existem 4 cervejarias.

Os turistas em grupo podem agendar o tour com a prefeitura ou os viajantes independentes podem agendar as visitas diretamente com as cervejarias. O visitante paga uma taxa de R$ 20,00 por cervejaria e inclui a degustação de 2 rótulos. Com a ajuda da prefeitura, fica mais fácil fazer visitação às quatro cervejarias no mesmo dia.

Caso consiga visitar as 4 cervejarias participantes (mesmo que em dias diferentes), a pessoa ganha um copo de brinde. Para comprovar a visita, os visitantes ganham um passaporte para ir carimbando.

Curitiba: 5 Lugares Imperdíveis na Capital da Cerveja Artesanal
A Rota da Cerveja permite a visitação de 4 cervejarias em Pinhais

As Cervejarias Participantes de Pinhais

Logo na primeira cervejaria, a Way Beer, o pessoal fez um bem bolado e saiu todo mundo experimentando a cerveja do outro. Alguns sabores são inusitados, como as fruit beers ou a Avelã Porter. Por isso a dica é ir experimentando a cerveja do coleguinha. Um casal, por exemplo, teria direito a 4 cervejas (2 doses cada), portanto 4 diferentes opções de degustação.

Na Bastards (com esse nome, ficava lembrando o tempo todo do filme do Tarantino), pudemos provar alguns ingredientes e também tirar o nosso próprio chopp. Os rótulos da cervejaria possuem personagens como Jean Le Blanc, de uma witbeer. A cervejaria tem em seu manifesto: we are bastards, seguimos na contramão.

WHO THE FUCK ARE YOU?
“O artista Jean Le Blanc costuma frequentar mais os bares e cabarés de Paris do que seu próprio ateliê. E é vivendo da boemia que este típico conquistador arrebata corações por onde quer que ele passe. Um camarada doce, agradável e sofisticado com aroma marcante de capim limão, um toque picante de coentro e casca de laranja. Seu aspecto túrbido é o seu charme. Simplesmente irresistível.”

Curitiba: 5 Lugares Imperdíveis na Capital da Cerveja Artesanal
Rótulos da Bastards trazem diversos personagens

A Cerveja Oner não pode nos receber por conta do feriado, então visitamos a Don Gentilis, uma nova cervejaria que também está nascendo em Pinhais. Novamente, vimos muita paixão no projeto e em seus idealizadores.

Para encerrar o tour, visitamos a Cervejaria Ovelha. Além de apreciar mais dois tipos de cerveja, por aqui rolou muito papo com seus simpáticos proprietários. Essa é a cervejaria mais informal das três que visitamos e conta com uma gostosa área para sentar e saborear os rótulos.

A essa altura do campeonato, foi bom dar uma sentadinha depois de 6 doses de cerveja bem generosas.

Como Agendar

  • Visita autoguiada: agendar diretamente com as cervejarias, R$ 20,00 por cervejaria. Consulte os horários de agendamento disponíveis.
    Oner: 41 3097-0123
    Way Beer: 41 3653-8853
    Bastards Brewery: 41 3557-2207
    Ovelha: 41 99999-6663
  • Visita monitorada: entrar em contato com o Departamento de Apoio ao Turismo – DETUR de Pinhais, R$ 80,00 o tour
    Fone do DETUR: 41 3912-5634
    E-mail: turismo@pinhais.pr.gov.br

3 – Tour Comida de Boteco

Pensa que acabou nossa vontade de beber cerveja? No mesmo dia em que fizemos a visitação até a Cervejaria Klein, ainda seguimos Carol Moreno no seu excelente Tour Comida de Boteco. Ainda bem que tem as comidinhas para ajudar.

São 6 roteiros diferentes e a Carol vai mudando conforme a semana, então vale consultar. Os roteiros são: Centro Histórico, Itupava, São Francisco, Centro, Batel e Mercês. Nós fizemos o roteiro Itupava. Ele é todo feito a pé, mas não se preocupe, os bares são todos bem pertinho uns dos outros (menos de 1 quadra de caminhada).

Como o propósito do tour, além de comer e beber bem, é fazer amizades, os grupos são de 8 a 15 pessoas. Por enquanto, eles acontecem apenas 1 vez por semana (às quintas à noite ou nos sábados à tarde), mas o plano é que os tours aconteçam duas vezes por semana.

Curitiba: 5 Lugares Imperdíveis na Capital da Cerveja Artesanal
Tour Comida de Boteco combina as cervejas e chopes artesanais com deliciosos petiscos

Promoções

Uma boa dica também é reservar o tour para um evento, como aniversário, reunião de amigos, confraternizações de empresas. Enfim, o céu é o limite.

Para estimular o pessoal a fazer mais de um roteiro, a Carol desenvolveu um passaporte personalizado, com nome e foto, para quem faz mais de um circuito. Assim a pessoa pode ir carimbando e vai ganhando descontos para os próximos. No quinto tour a pessoa tem 50% de desconto e no sexto tour sai de graça.

Outra promoção bem legal é que no caso de 5 pessoas se inscrevendo juntas, 1 delas participa de graça. Tem várias outras promoções, vale dar uma olhadinha no site do Tour Comida de Boteco e acompanhar a página do tour no Facebook.

Roteiro Itupava

No dia anterior a gente tinha feito a Rota da Cerveja de Pinhais e pasmem, as comidinhas fazem falta viu. Então no Tour Comida de Boteco foi legal que você bebe e come na mesma medida. Aliás, os petiscos estão inclusos no valor do tour e as bebidas são pagas à parte.

A Carol tem o cuidado de ao final de cada bar, distribuir uma ficha de avaliação, assim você pode comentar se não gostar de alguma coisa ou dizer do que gostou mais. Isso é importante para que a Carol e os bares participantes possam aperfeiçoar o roteiro.

Sinceramente, foi tudo excelente. As comidinhas são sensacionais e as cervejas e chopes são ótimos. O legal é que você conhece botecos bem diferentes uns dos outros. Nesse roteiro Itupava, começamos pelo Crazy 4 Beer que tem uma pegada mais moderna, depois fomos para o Masmorra Cervejaria com uma pegada mais underground, para seguir ao Redface e terminar no Canabenta, com música ao vivo.

Curitiba: 5 Lugares Imperdíveis na Capital da Cerveja Artesanal
Carol Moreno lidera o Tour Comida de Boteco na frente do Crazy 4 Beer

Uma curiosidade do Redface Brewpub é que eles distribuem um cartão e você mesmo se serve com os chopes. O cartão é colocado em um sensor e você paga o quanto tira. Assim pode tirar chopes em quantidades menores para experimentar diferentes sabores e depois caprichar naquele que gostou mais. Excelente inovação.

Comida de boteco deliciosa

Entre os petiscos, as azeitonas recheadas do Redface foram o grande destaque. Mas em todos os bares tinha algo bem gostoso para beliscar.

Tour Comida de Boteco: R$ 60,00 antecipado ou R$ 70,00 na hora (dependendo de disponibilidade), pelo site Tour Comida de Boteco, onde você pode consultar as próximas datas e roteiros disponíveis. O pagamento pode ser realizado em diferentes opções. Os tours duram em torno de 4 horas.


4 – Hop’n Roll Brewpub

A quantidade de bares é proporcional a quantidade de cervejarias, e há muitos lugares para beber uma boa cerveja artesanal em Curitiba. Além dos que conhecemos no Tour Comida de Boteco, um dos que visitamos foi o Hop’n Roll.

O Hop’n Roll fica na Rua Mateus Leme, a mesma rua do Ibis Styles Curitiba Centro Cívico, o ótimo hotel BBB – bom bonito e barato onde ficamos hospedados em Curitiba.

O Hop’n Roll Brewpub possui 32 diferentes tipos de chopes artesanais e mais de 120 rótulos de cerveja, tudo sempre acompanhado de muito rock’n roll, para fazer justiça ao trocadilho no nome da casa. A Veja considerou o bar como a melhor carta de cervejas de Curitiba.

Confira também: O que fazer em Curitiba: Jardim Botânico
Chopes e cervejas artesanais com muito rock’n roll é a proposta do Hop’n Roll

O Hop’n Roll também oferece uma opção para os frequentadores de fabricar a sua própria cerveja (ou faça a sua bera, como os curitibanos chamam a cerveja), mas não tivemos a oportunidade de vivenciar.

O bar também aposta em hamburguers e porções bem caprichadas. A Calabresa Acebolada AC/DC é uma delícia e vem acompanhada de pão e farofa caseira.

Hop’n Roll: das 17h30 às 2h da manhã (de segunda à quinta fecha um pouco mais cedo). Fecha aos domingos.


5 – Circuito das Cervejas Artesanais e Oriente Árabe

Todo ano a associação Centro Histórico de Curitiba promove o Circuito das Cervejas Artesanais que ocorre durante o Festival de Inverno de Curitiba (em 2017, o festival acontecem em julho em sua quinta edição).

As cervejas participantes do circuito de 2017 foram a Bierhoff, a Bastards, a Benckebier, a Way Beer e a Sunset (duas delas visitamos durante a Rota da Cerveja em Pinhais).

Além de conhecer o centro histórico, que é um charme, o circuito oferece a harmonização de uma cerveja artesanal oferecida com um dos petiscos de cada casa participante.

Curitiba: 5 Lugares Imperdíveis na Capital da Cerveja Artesanal
Falafel do Restaurante Oriente Árabe é harmonizado com uma Saison da Sunset

Rodízio árabe

Nós tivemos a oportunidade de degustar uma cerveja artesanal acompanhada de um falafel do Restaurante Oriente Árabe. O restaurante é um dos mais tradicionais do centro histórico, com funcionamento desde 1969. Vale apostar no rodízio árabe que acontece diariamente ou nos diversos petiscos árabes da casa.

Durante a harmonização, uma sommelière explica como funciona a combinação de sabores e dá dicas de como aproveitar melhor ainda a degustação. Vale super a pena conferir, programe-se para o próximo Festival de Inverno ou pelo menos inclua uma visita ao delicioso Oriente Árabe.

  • Oriente Árabe: rodízio árabe de terça a sexta-feira por R$ 67,00 por pessoa e nos fins de semana e feriados por R$ 73,00.
  • Festival de Inverno do Centro Histórico: promovido por 20 estabelecimentos do centro histórico, acontece no inverno nos meses de junho ou julho. É um dos eventos anuais promovidos pelo Centro Histórico de Curitiba.

6 – Restaurante Schwarzwald – Bar do Alemão

O nome desse lugar é bem difícil de pronunciar, mas para quem aprendeu a falar Schwarzenegger, bora lá para o Schwarzwald.

Esse bar foi um dos lugares que mais gostamos de conferir no Centro Histórico de Curitiba. O Bar do Alemão funciona desde 1979 e é pura tradição. Apesar do ambiente bem rústico e escuro, típico de tabernas germânicas, o ambiente convida uma boa cerveja e muito papo jogado fora. Uma graça é o mascote da casa, o Tiburso.

O engraçado que ao entrar no Bar do Alemão, você não imagina o espaço enorme que tem lá dentro. São vários salões e uma casa anexada, a Casa Vermelha, que era uma loja de ferragem e em 2014 anexada ao Bar. Os donos do Bar do Alemão preservaram as gavetinhas onde eram guardados os produtos, dando um charme ainda maior ao local.

Por conta de todas essas ampliações, o Bar do Alemão pode comportar até 800 pessoas, com possibilidade ainda de ampliação.

Curitiba: 5 Lugares Imperdíveis na Capital da Cerveja Artesanal
Bar do Alemão é um dos lugares mais legais para beber cerveja no centro histórico de Curitiba

Roube uma canequinha

Entre os pratos, estão as famosas salsichas e a tradicional carne de onça (dizem que ao comer a carne, você fica com bafo de onça, pura verdade). Tudo bem, o chopp aqui é Itaipava e não entra no quesito artesanal, mas a curiosidade é que ele é servido com com um Submarino (os clientes podem “roubar” a canequinha de brinde).

Foi lá no Bar do Alemão que fizemos uma nova harmonização de cervejas artesanais, dessa vez com uma torta alemã. O doce e o amargo potencializaram cada um dos sabores, e nossa sommelière explicou que o mais importante na harmonização é que os dois itens tenham a mesma intensidade.

Bar do Alemão: aberto diariamente das 11h às 2h.


7 – Chicano Pub Libre

O Chicano Pub Libre fica no Shopping Hauer, um espaço muito legal que reúne vários bares e muita gente legal nas calçadas.

A proposta do pub é ficar bebendo em pé, então o lugar opta por mesas e bancos altos, mas mesmo assim em pouca quantidade.

Oferece porções e pratos mexicanos, como os tradicionais burritos, tacos e nachos, além dos chopes artesanais. Eles também serviram para a gente uma porção de churros com doce de leite e tequila que estava sensacional.

Curitiba: 5 Lugares Imperdíveis na Capital da Cerveja Artesanal
Paredes do Chicano, no Shopping Hauer, remetem a lucha libre, típica do México

A decoração do lugar é o grande trunfo, toda inspirada em lucha libre, essas lutas engraçadas típicas do México. O visual é demais, com várias pinturas e cartazes, vale dar uma passadinha por lá.

Chicano Pub Libre: aberto de terça a domingo a partir das 17h30.


Como deu para notar, opções não faltam para degustar uma deliciosa cerveja ou chopp artesanal. Um programa imperdível para se fazer em Curitiba, que mais do que merece o título de capital da cerveja artesanal do Brasil.

Nota: O Viagens Cine viajou a convite do Curitiblogando e os serviços e degustações oferecidos foram, em grande parte, em cortesia. Mas nossas opiniões são independentes e só compartilhamos experiências verdadeiras, pois nosso valor mais precioso é o relacionamento e a confiança de nossos leitores.

Fontes:

Confira também: O que fazer em Curitiba: Jardim Botânico

Leia também:

Créditos da Imagem de Capa: Shutterstock.com

share on:
Fabio Pastorello

Fabio Pastorello

Editor do Viagens Cine, fotógrafo e videomaker. Curte cinema e leva a vida e as viagens com toques de romance, drama e aventura. Formado em Letras, ex-bancário e muito mais feliz como blogueiro de viagens.

15 comentários

  1. Nossa! Quanto lugar bacana! Não sabia que Curitiba tinha essa vocação para cervejarias.
    E os petiscos do Comida de boteco, então, que maravilha!
    Ótimo Post! Muito completo!
    Um abraço!

  2. Fantástico!! Legal saber que viraram amantes do turismo cervejeiro também. Parabéns pela seleção de cervejarias!! Precisamos voltar para Curitiba com urgência.

    Nós adoramos visitar micro cervejarias! Já passamos de 50 e em dois dias estamos indo visitar mais uma. Sempre incluímos cervejarias no roteiro da viagem. 🙂

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.