Cajón del Maipo e Embalse El Yeso: Tour Imperdível em Santiago do Chile

Cajón del Maipo e Embalse El Yeso: passeio imperdível em Santiago, Chile

Uma vez em Santiago, fazer o passeio até Cajón del Maipo e o Embalse El Yeso era uma das coisas que mais queríamos fazer na cidade. Nós já tínhamos visitado Santiago antes, mas nem sabíamos da existência desse lugar.

Por isso, depois de nossa viagem no Deserto do Atacama, retornamos para Santiago e reservamos 4 dias para explorar a cidade. Na realidade esses 4 dias não deram nem para o gasto, já que há muitos passeios bate-volta para se fazer a partir de Santiago, como para as estações de ski, para Valparaíso e Viña del Mar, para as vinícolas e, finalmente, para Cajón del Maipo.

Nossa única certeza era que nessa nova viagem para o Chile, não queríamos deixar esse lugar de fora. Por isso, antes mesmo de viajar consultamos algumas agências de passeios para agendar com antecedência nosso tour até o Cajón del Maipo. Confira a seguir alguns detalhes de como funciona o passeio.

Cajón del Maipo e Embalse El Yeso: Tour Imperdível em Santiago do Chile

Dicas de como chegar em Cajon del Maipo, melhor época, qual agência contratar e o que fazer em Embalse El Yeso

Cajón del Maipo é o nome de uma região, banhada pelo rio Maipo e cercada pelas montanhas da Cordilheira dos Andes, que é puro charme. Pelo clima montanhoso e pelas belezas naturais, a região virou centro de atividades esportivas e para quem que fugir um pouco do movimento de Santiago.

O cenário do Cajón del Maipo é cinematográfico, antes mesmo de chegar no nosso destino final. O cânion formado pelo rio Maipo e cercado de montanhas é impressionante. A estrada sinuosa percorre esse vale, passando por recantos deliciosos, como a simpática e aconchegante San José del Maipo, principal pólo turístico.

Em San José del Maipo é possível fazer atividades como trekkings, pesca esportiva, rafting, tirolesa e montanhismo. Por falta de tempo, acabamos não conhecendo esses atrativos e só passamos pela cidade, pois nosso destino final era Embalse El Yeso.

Cajón del Maipo e Embalse El Yeso: Tour Imperdível em Santiago do Chile no inverno
O lugar rende fotos incríveis; no inverno as montanhas ficam mais brancas e o contraste com o lago fica mais intenso

1 – Cajon del Maipo: passeio ou por conta própria

Nossa primeira dúvida era se conseguiríamos ir por conta própria ou seria melhor contratar uma agência.

Nem tínhamos programado o aluguel de um carro em Santiago, pois nossa intenção nesse trecho da viagem era justamente relaxar da direção.

Mas se a economia fosse boa, alugar um carro para ir até o lugar poderia ser uma opção. Depois de pesquisar um pouco, descobrimos que a estrada não é simples, um pouco perigosa e estreita, e há dificuldade de estacionar.

Além disso, viajamos em setembro, quando havia possibilidade de encontrar neve no caminho. Como não temos muita experiência com direção na neve, também seria um complicador.

No final das contas, para reduzir o estresse e viajar tranquilos, resolvemos entregar nosso dia nas mãos de uma agência experiente.

Cajón del Maipo e Embalse El Yeso: Tour Imperdível em Santiago do Chile

Como somos bem exigentes (para não dizer chatos) com essa história de tours organizados, pesquisamos bastante no TripAdvisor e pedimos indicações de amigos para não errar na escolha. No final das contas, acabamos encontrando a agência Destino Chile.

Os amigos do blog Coisos on the Go foram por conta própria em carro alugado, vale conferir as dicas deles.

Leia mais:
O que fazer no Chile: Principais Pontos Turísticos

2 – Passeio até Cajon del Maipo: qual agência escolher

Assim como no Deserto do Atacama, onde fizemos todos os passeios com uma agência administrada por brasileiros, em Santiago optamos pela mesma estratégia.

A vantagem é que em português você vai conseguir se comunicar muito melhor. Seja na contratação, na hora de negociar algum desconto (não custa tentar, principalmente para quem vai fazer mais de um passeio) ou eventualmente se houver necessidade de reclamar alguma coisa.

Pesquisar bem já é uma garantia que você não terá dores de cabeça. A Destino Chile é uma das agências focadas no público brasileiro, melhor avaliadas no TripAdvisor. Além da vantagem de você contratar os passeios com uma agência que fala português.

A agência oferece dois passeios para a região: o tour somente para Embalse el Yeso (CLP 35.000,00) e outro que inclui também as Termas de Colina (CLP 55.000,00).

O tour que inclui as termas só é oferecido nos meses de outubro a abril. Como viajamos em setembro, fizemos somente o passeio até a represa.

A contratação é simples. Você preenche o formulário no próprio site e posteriormente alguém da equipe da Destino Chile irá encontrar em contato com você, por e-mail ou whatsapp.

O pagamento pode ser feito na agência com cartão de crédito, por boleto ou diretamente no passeio. Nesse último caso, pagando diretamente para o guia, somente em dinheiro (pesos chilenos).

3 – Como funciona o passeio

Pelo whatsapp, já recebemos as informações do horário e do guia que iria nos buscar para o passeio. O whatsapp facilita bastante as coisas, já que é uma comunicação rápida e eles retornam com agilidade.

6h20 da manhã estávamos na porta do nosso prédio esperando a van da Destino Chile. E eles foram bem pontuais.

O horário de encontro varia de acordo com a sua localização, pois a van passa de hotel em hotel buscando todos os passageiros. Nós demos azar e fomos um dos primeiros a ser buscados. Por conta disso, ficamos cerca de 1 hora circulando na van, até que o último passageiro embarcasse no passeio.

Quem nos buscou foi o guia Victor, uma simpatia e super alto astral. Como ele exerce as funções de motorista e guia, no caminho ele vai conversando com a gente pelo microfone da van e dando várias informações sobre a região. Mas também tem aqueles momentos de silêncio para a gente dar aquela cochilada rápida, já que acordamos super cedo.

Cajón del Maipo e Embalse El Yeso: Tour Imperdível em Santiago do Chile - preço, distância e dicas
No caminho, a paisagem da Cordilheira dos Andes merece ao menos uma parada para fotos

4 – As paradas do tour

O tour até Embalse el Yeso faz algumas paradas. A primeira, por volta das 9h, é para usar o banheiro e tomar um café. Nosso guia escolheu a parada na Cafeteria Dulce de Luna, um pouco antes de passarmos em San José del Maipo.

A cafeteria é uma graça, bem simples e aconchegante. Mas gastamos CLP 5.800,00 por 2 cafés e 2 sanduíches bem simples, o que equivalente a cerca de R$ 30,00. Ou seja, caro, como muita coisa no Chile.

Estava bem friozinho e teve gente que não desgrudou do aquecedor do lugar. A gente optou por esquentar com o café mesmo.

Depois do café, a próxima parada seria no Túnel Tinoco, mas o Victor deixou para fazer para a volta. A intenção seria chegar mais cedo em Embalse El Yeso.

Na volta, a maioria do grupo estava cochilando e não paramos. Então acabamos não conhecendo o lugar.

O curioso do túnel é que os turistas atravessam o lugar na escuridão completa. Um jovem se matou dentro do túnel, uma história de amor mal resolvida, e acabou criando toda uma mítica em torno do túnel. Tanto que há um memorial ao rapaz por lá. Leia mais no blog Estrangeira.

Em determinado momento do caminho, a estrada vai ficando cada vez mais sinuosa. Avançamos ainda mais para próximo das montanhas da Cordilheira dos Andes. O cenário merece uma paradinha para fotos. Victor surgiu com uma bandeira do Chile que fez bastante sucesso.

Las Cascaras

Uma outra parada é nas Las Cascaras, os alojamentos onde os empregados responsáveis pela construção da represa El Yeso ficavam.

O lugar hoje está abandonado, mas a represa demorou 10 anos para ser construída. Alguns visitantes usam o lugar para fazer churrascos e outros como banheiro. Não há banheiro no lugar, na verdade, as pessoas fazem atrás das construções abandonadas.

Cajón del Maipo e Embalse El Yeso: Tour Imperdível em Santiago do Chile - preço, distância e dicas
Las Cascaras era o alojamento para os responsáveis pela construção de Embalse El Yeso, hoje abandonado

5 – Finalmente: Embalse El Yeso

A paisagem do Embalse El Yeso é absolutamente impressionante. As imagens falam melhor do que as palavras e chegar nesse lugar é uma das experiências mais incríveis de uma viagem ao Chile.

Essa lagoa com água de cor verde esmeralda (na nossa visita estava mais azulada) fica cravada na Cordilheira dos Andes, a 3000 metros na zona interior do Cajón del Maipo. “A represa foi construída em 1964 e tem uma capacidade de 253 milhões de metros cúbicos, 8 km de extensão e 55 metros de profundidade. Embalse El Yeso é a principal fonte de abastecimento de água potável para a cidade de Santiago” (Fonte: Destino Chile).

Cajón del Maipo e Embalse El Yeso: Tour Imperdível em Santiago do Chile - preço, distância e dicas
Cenário da chegada em Embalse El Yeso e o caminho pelas bordas da represa

A chegada no lugar é um pouco atribulada. Vans, ônibus de excursão e carros particulares disputam um caminho super estreito onde é possível estacionar. A área para manobrar é muito pequena e qualquer deslize pode resultar num acidente. Ao chegar lá, achei ótimo não termos ido de carro.

Uma vez estacionados, o nosso guia estipulou um tempo para a nossa visita, de cerca de 1h30.

Quando Ir: Cajón del Maipo no inverno e no verão

A princípio imaginei que seria muito tempo, mas o lugar é tão incrível que a cada dez passos a gente parava para tirar uma foto. Por sorte, o lugar estava sem vento e as águas da represa bem tranquilas, formaram um espelho para as montanhas. A neve dessa época também deixou o cenário perfeito.

A paisagem do lugar pode mudar bastante dependendo da época da sua visita. No inverno, o cenário fica repleto de neve, então usar calçados especiais é essencial para conseguir caminhar. No verão a neve derrete e a água da lagoa fica ainda mais verde. Mas acho que a melhor época é na meia estação (setembro a novembro), com neve suficiente para belas fotos.

Uma dúvida muito frequente é se o tour acontece também no inverno. Segundo informações da Destino Chile, o passeio somente não acontece caso as condições da estrada impeçam a chegada em Embalse el Yeso. Infelizmente não é uma coisa que eles consigam prever com antecedência, então no caso do passeio não acontecer por excesso de neve nas estradas, ele pode ser remarcado.

No inverno, a paisagem fica ainda mais bonita, com o cenário todo branco e a lagoa azul no centro.

No verão, a neve desaparece, mas os visitantes têm a vantagem de poder incluir o banho nas Termas de Colina (somente de outubro a abril).

Caminhando pelas bordas da represa

Não deixe de andar pela borda da represa, até um trecho onde o estreito caminho faz uma curva. Eis que um novo cenário se abre, ainda mais impressionante que o da chegada.

Na volta, Victor nos esperava com mesa buffet com queijos, espumante, sucos, vinhos, azeitona, biscoitos, entre outros. Um lanche super bem-vindo, e fizemos todos um brinde para esse passeio incrível no Chile. Imperdível.

Cajón del Maipo e Embalse El Yeso: Tour Imperdível em Santiago do Chile - preço, distância e dicas
Não deixe de caminhar pela borda da represa. Embalse El Yeso é cinematográfico

Saiba mais:
Chile – Santiago: Dicas Essenciais de Viagem

Dicas – Cajon del Maipo e Embalse el Yeso

  • É importante levar água para o passeio e ir bebendo durante a viagem, para evitar quaisquer efeitos da altitude.
  • Leve agasalhos. Na região venta bastante e pode fazer muito frio.
  • É muito importante passar protetor solar. Nos meses mais frios, leve também óculos escuros por causa da claridade da neve.
  • Se preferir, leve seu próprio lanche, para evitar gastos extras nas paradas. A mesa buffet oferecida pelo tour é farta, mas só inclui petiscos.
  • A represa abastece toda a região de Santiago, portanto eles são bastante rigososos em relação à sujeiras deixadas no lugar.
  • Há banheiros químicos na represa, pagos à parte.
Cajón del Maipo e Embalse El Yeso: Tour Imperdível em Santiago do Chile - preço, distância e dicas
Mesa de petiscos, queijos e vinhos incluída no tour da agência Destino Chile, focada em turismo para brasileiros

Ficha Técnica

Tour: Cajón del Maipo e Embalse El Yeso
Direção: Arredores de Santiago, Chile
Produção: Destino Chile
Preço: CLP 35.000,00 por pessoa, inclui mesa de petiscos, sucos e vinhos
Duração: 6h às 17h, a equipe busca os passageiros no hotel
Fotografia: Fabio Pastorello
O melhor: Uma das paisagens mais bonitas de todo o Chile
O pior: Como a empresa busca os passageiros em suas hospedagens, o tour pode demorar bastante tempo para começar de fato
Ano: 2017
País: Brasil
Avaliação: ★★★★★

Nota: Nosso tour com a Destino Chile foi uma cortesia e a empresa é parceira do blog (caso você entre em contato com eles através de links nossos, o Viagens Cine pode ser comissionado). Mesmo o passeio sendo uma cortesia, nossas opiniões são sinceras e só compartilhamos experiências verdadeiras.

Fontes:

Cajón del Maipo e Embalse El Yeso: Tour Imperdível em Santiago do Chile

share on:
Fabio Pastorello

Fabio Pastorello

Editor do Viagens Cine, fotógrafo e videomaker. Curte cinema e leva a vida e as viagens com toques de romance, drama e aventura. Formado em Letras, ex-bancário e muito mais feliz como blogueiro de viagens.

43 comentários

  1. Olá Fabio! Blz?

    Cara, não consegui achar em nenhum lugar os horarios e dias de funcionamento do local.
    Eu vou no dia 29/12. Será que vai estar aberto?

  2. Olá, esse passeio tem só essa represa pra ver, o que mais tem ai pra ver? Pq minha amiga foi e disse q eh um passeio longe e q a paisagem é linda mas q nada MT diferente do que vou ver pelo Chile. Vou em 2019 E tb quero ir pro Atacama, vi que os passeios não são baratos, e nao da p fazer tds, e tem mts pra fazer tanto no chile qt atacama. Então vc acha q da pra deixar esse passeio de fora Ou vale a pena fazer pois não vou ver paisagem igual nem no chile nem no Atacama?

    1. Oi, Fabiola. Nós viajamos próximo do inverno, mas no verão há também a opção de fazer os banhos termais. Os passeios realmente não são baratos, mas eu sempre sou adepto de que, já que você foi até lá, aproveite para fazer o máximo que puder. Sinceramente, eu acho esse passeio até o Embalse El Yeso imperdível, uma paisagem única. Mas também há muita coisa para fazer em Santiago, então caso o orçamento esteja realmente apertado, não se aflija. Há outras coisas legais para fazer na capital. Abraços.

  3. Muito Boas suas Dicas. Queria saber se precisa de levar alguma bota especial para este passeio ? Eu vou dia 2 de agosto. Voce me recomenda outras dicas?

    1. Oi, Geny. Ao chegar na represa, existe um banheiro químico (pago). No trajeto, a van faz algumas paradas, uma delas em um café onde é possível ir ao banheiro. Nas demais, o uso é improvisado. Abraços.

  4. Olá Márcio!Estou indo dia 4 de agosto,e minha família quer ir até Cajon del Maipo.Estou preocupada devido à neve.Como já esteve lá,acha seguro passeio?

    1. Oi, Liliane. O passeio é seguro sim, desde que você faça com uma agência de confiança e com motoristas experientes, pois a estrada é bem chatinha. A Destino Chile, que foi a empresa com a qual fizemos o passeio, realiza o tour desde que as condições climáticas estejam favoráveis. Caso as estradas estejam fechadas por causa de neve, eles remarcam para outra data. Abração.

  5. Boa noite, Fabio, tudo bem?

    Estamos planejando ir para o Chile em agosto. Vale a pena ir para o Cajon? Ou é um período de muita neve?

    Obrigada

    1. Oi, Tassia. Tem muita neve sim, mas acho que sempre vale a pena. O lugar é maravilhoso! Mas é importante verificar com a operadora as condições do passeio nesse caso, já que algumas operadoras deixam de fazer o passeio nesse período. E ir bem preparada para o frio. Abraços.

  6. Boa tarde.
    Pretendo fazer a viagem na segunda quinzena de maio. A probabilidade é de que encontra mais neve (e frio) ou nenhuma neve (mais quente)?

    1. Oi, Guilherme. Em relação ao clima, melhor ir protegido pois a região é fria e venta muito, mesmo que não seja no inverno. Sobre neve, essas questões de clima são meio imprevisíveis, mas é mais comum nevar por lá a partir de abril, então se você der sorte pode encontrar alguma por lá. Abraços.

  7. Sensacional o post! Ajudou mto e só reforçou a minha vontade de conhecer esse lugar encantador! Fotos lindíssimas!!!!
    Estou indo com meu marido dia 27/04/18 e, como ficaremos poucos dias, estamos expremendo a agenda pra tentarmos aproveitar ao máximo. Pretendemos ir por conta própria, para termos autonomia com o tempo de cada passeio e consultei o blog q vc indicou. Foi ótimo!
    Vlw pelas dicas!

  8. Olá! Lindas as fotos. Irei ao Chile em final de setembro com um grupo de 6 adultos e mais uma criança de dois anos. Você acha adequado levar crianças para esse passeio? A van para próximo a represa ou tem necessidade de andar muito ainda?

  9. O lugar é lindo, porém não o mais lindo do Chile, que tem lugares estupendos… fora da região metropolitana.

  10. Olá Fabio. As fotos estão maravilhosas e já desejamos ir até lá! A saída foi bem cedo, mas que horas vcs retornaram? E outra dúvida, sabe se há algum tipo de acessibilidade para cadeirantes? Obrigada desde já.

    1. Oi, Marcelle. Como tanto na ida como na volta o tour passa em todos os hotéis para “devolver” os passageiros, pode ser que demore um pouco, mas nosso retorno aconteceu por volta das 16h. Sobre acessibilidade, é bom consultar a empresa em relação ao transporte. Chegando lá, o caminho é em terreno irregular, pode dificultar um pouco a locomoção, mas já no desembarque da van já tivemos uma paisagem maravilhosa. Abraços.

  11. Um lugar estupendo, mas passei muito nervoso nas curvas e vendo aqueles precipícios rrss…Porém ao chegar a beleza do lugar compensa tudo. Como sempre suas fotos estão extraordinárias amigo.

    1. Obrigadão Sy. Eu imagino o nervoso, por isso não recomendo ir de carro próprio. Como fui na van, aí a gente relaxa um pouco porque está em mãos experientes que já fizeram aquele percurso várias vezes. Abração.

  12. Muito bom o post, pessoal. Estivemos nesse paraíso e foi um passeio bastante interessante! Valeu muito a pena.

  13. Nossa que demais, adorei essa laguna bem azul com as montanhas nevadas. Muito bom saber, pois o Chile está na minha lista de viagens de 2018. Valeu pela dica

  14. Boas dicas, Fabio! Estive em Santiago em março e não fui até lá porque achei que sem neve na montanha o lugar não estaria tão bonito. Mas acabei indo para o Lago do Inca, em Portillo, que é boa opção de bate-volta, também. Você conhece?

  15. Fábio, que lugar incrível!! Se pelas fotos as imagens já tiraram o meu fôlego fiquei imaginando o que não deve ser estar diante de tão magnífico cenário! Com certeza eu acharia 1,5 hora muito pouco. rsrsr

    Para completar vinhos e queijos diante desse espetacular visual! Desejei em grau máximo! 🙂

  16. Uma foto mais linda do que a outra! Esse passeio é imperdível para quem está em Santiago, né? Seja por conta própria ou agência, tem que ir ;D

Deixe um comentário