O que fazer no Centro Cívico de Curitiba: 5 Lugares Imperdíveis

O que fazer no Centro Cívico de Curitiba

Quem conhece Curitiba, sabe que a capital do Paraná é muito conhecida pela beleza de seus parques. Mas a cidade também reserva outras surpresas. Confira o que fazer no Centro Cívico de Curitiba, o bairro que reúne alguns dos melhores pontos turísticos da cidade.

Esse roteiro a pé no Centro Cívico pode ser feito em 1 dia de viagem. Mas para quem tiver mais tempo, pode reservar até 2 dias para explorar a região.

Boa parte desses lugares nós visitamos durante nossa viagem do Curitiblogando, um encontro de blogueiros que acontece periodicamente em Curitiba. O evento é organizado por blogueiros locais, que estão sempre antenados para o que de melhor acontece na capital.

Bora lá então conferir o que fazer em Curitiba, através de 5 lugares imperdíveis para conhecer na cidade.

O que fazer no Centro Cívico de Curitiba

5 lugares imperdíveis para conhecer em Curitiba: história, modernidade e cafés

Nosso roteiro começa no Ibis Styles Curitiba Centro Cívico, o hotel bom, bonito e barato onde ficamos hospedados em Curitiba.

O hotel foi recentemente reformulado, está lindo e é uma excelente opção no centro da cidade. O Ibis Styles fica em frente ao Shopping Mueller e a poucos minutos do Largo da Ordem, no centro histórico de Curitiba.

Leia mais sobre o Ibis Styles Curitiba Centro Cívico

Salve esse Pinterest para consultar depois

O que fazer no Centro Cívico de Curitiba

1 – Palácio Iguaçu

O que fazer no Centro Cívico de Curitiba
Caminhada pelas ruas do Centro Cívico de Curitiba

Nossa caminhada pelo Centro Cívico começa percorrendo a Avenida Cândido Abreu, rumo a região do Centro Cívico em que se destacam os prédios da Prefeitura Municipal de Curitiba e o Palácio Iguaçu. Quem nos guia é o Jr Caimi, blogueiro de Curitiba responsável pelo Tip Trip Viagens.

Com avenidas largas e praças arborizadas, entrar nesse pedaço de Curitiba é como embarcar diretamente para Brasília. A referência não é gratuita.

O Palácio Iguaçu foi inaugurado em 1954 e caracterizou uma experiência inovadora de criação de um centro cívico no Brasil (inspirado nos “civic centers” dos Estados Unidos) .

 

SIGA A GENTE NO INSTAGRAM

O projeto previa “uma praça que reunisse os edifícios destinados aos altos ór­­gãos da administração estadual que, além de centro de comando, pudesse ser a ‘sala de visita da cidade’ ”. O Palácio teria inspirado Juscelino Kubitschek para a construção de Brasília, que aconteceu anos depois.

O que fazer no Centro Cívico de Curitiba
Palácio Iguaçu é um dos marcos da arquitetura moderna no Centro Cívico de Curitiba

O Palácio Iguaçu é a sede do Governo do Paraná e o prédio é um exemplo da arquitetura modernista na cidade.

Ao lado do Palácio Iguaçu, o painel Rio Iguaçu possui 50 metros e é criação de Rogério Dias, pintor paranaense. O mural de azulejos representa a expedição de D. Alvar Nuñez Cabeza de Vaca em 1542, que descobriu as Cataratas do Iguaçu, um dos maiores pontos turísticos do Paraná e do Brasil.

O que fazer no Centro Cívico de Curitiba
Painel do Rio Iguaçu representa a descoberta das Cataratas do Iguaçu

Dica: Outros pontos do bairro que você pode conhecer são o Passeio Público e o Memorial Árabe, dois pontos de interesse na região. Caso queira ganhar tempo, vale pegar um táxi ou chamar um carro pelo aplicativo.

O que fazer no Centro Cívico de Curitiba


2 – MON – Museu Oscar Niemeyer – Museu do Olho

Inaugurado em 2002, o Museu Oscar Niemeyer, projetado pelo arquiteto que dá nome ao espaço, virou em pouco tempo um ícone de Curitiba. Em 2013, o museu chegou a marca de 2 milhões de visitantes.

O MON está entre os melhores pontos turísticos avaliados pelo público do TripAdvisor, atualmente na segunda posição. Só perde mesmo para o Jardim Botânico de Curitiba. No Travellers’ Choice de 2017, o Museu Oscar Niemeyer é considerado o terceiro melhor museu do Brasil.

Como todas as obras de Niemeyer, explorar a arquitetura original desse mestre é sempre um deleite. E no MON não é diferente.

O que fazer no Centro Cívico de Curitiba
O Museu Oscar Niemeyer já virou um dos maiores pontos turísticos de Curitiba

Uma curiosidade é que a estrutura do museu existe desde 1978, funcionando como uma das secretarias do Estado (parte do Centro Cívico da cidade). Foi em 2001, 23 anos depois da inauguração, que o prédio passou por adaptações para se transformar em um museu e recebeu um anexo, que ganhou o apelido popular de Olho.

O anexo, lógico, também tem autoria de Niemeyer e possui 30 metros de altura e salão principal com cerca de 1,5 mil metros quadrados.

Dica: Antes de ir, consulte a programação do Museu. Por ano, são realizadas cerca de 20 mostras com público superior a 300 mil pessoas. Caso você se interesse pela mostra, programe um tempo maior para sua visita, assim poderá explorar a exposição com calma.

O horário de funcionamento é das 10h às 18h e a entrada é paga (R$ 16,00, ref. nov/2017). Vale pagar para entrar? Sim, vale. Mesmo que você não se interesse pela exposição, conhecer o espaço por dentro é fundamental.

Fonte: Site do MON

O que fazer no Centro Cívico de Curitiba


3 – Bosque do Papa

Mas em Curitiba, praticamente todos os bairros possuem algum parque ou alguma área verde incrível. O grande destaque entre as opções verdes do que fazer no Centro Cívico de Curitiba é o Bosque do Papa.

O Bosque João Paulo II foi inaugurado em dezembro de 1980, justamente como decorrência da visita do Papa. Quando o pontífice visitou Curitiba em junho de 1980, uma casa típica polonesa (hoje transformada em capela) foi montada para uma solenidade.

O que fazer no Centro Cívico de Curitiba
O Bosque do Papa é um oásis de beleza e tranquilidade no Centro Cívico de Curitiba

O bosque ganhou mais construções e hoje totalizam 7 casas em forma de aldeia. No interior de cada uma delas existem atrações que apresentam a história e a cultura dos imigrantes poloneses. São móveis, utensílios, artesanato (as famosas Pêssankas, ovos pintados à mão), entre outros.

A natureza foi preservada, mas também foram plantadas novas mudas de pinheiros e plátanos, tudo com concepção e supervisão do famoso paisagista Burle Marx. O resultado é um recanto absolutamente encantador, de paz e beleza no Centro Cívico de Curitiba.

Fonte: Prefeitura Municipal de Curitiba


4 – Café do Viajante

Para aquela pausa merecida nesse roteiro, que tal conhecer o Café do Viajante? O lugar tem uma proposta irresistível, combinar duas grandes paixões: o café e as viagens.

O que fazer no Centro Cívico de Curitiba
O charme da decoração do Café do Viajante é um dos grandes diferenciais desse espaço em Curitiba

O ambiente é todo decorado com fotos de viagens de um dos proprietários, o blogueiro Robson Franzoi, do blog Um Viajante. As referências de viagem preenchem o espaço. Fique ligado para o projeto arquitetônico e não deixe de dar uma passadinha no banheiro. Você vai entender quando entrar no lugar.

O outro sócio da casa é o apaixonado por cafés Diogo Fernandes. A paixão é notável pela qualidade dos produtos oferecidos e nos diferentes modos de preparo disponíveis. Os cafés são preparados com um blend elaborado com três grãos: um Bourbon Amarelo, um Catuaí Amarelo e um Catuaí Vermelho. Os visitantes podem ainda conhecer diferentes métodos de filtragem, como o french press, o syphon e o aeropress.

Para combinar de vez as duas paixões da casa, uma das estrelas é o café do viajante, com desenhos temáticos de viagem, como aviões ou a Torre Eiffel. Impossível não querer tirar uma foto desse capricho e associar mais uma das paixões presentes na casa: a fotografia.

O que fazer no Centro Cívico de Curitiba
O café com desenhos temáticos de viagem é um dos maiores atrativos desse café em Curitiba

Para mais informações, consulte o site do Café do Viajante. O café funciona de terça a sexta das 12h às 20h e sábados e domingos somente a partir das 14h.

O que fazer no Centro Cívico de Curitiba


5 – Museu do Holocausto

O que fazer no Centro Cívico de Curitiba
Museu do Holocausto em Curitiba. Foto: Divulgação

Esse museu infelizmente não tivemos tempo de conhecer. Mas não podíamos deixar de fora do roteiro, já que o lugar parece incrível e também figura entre nas melhores opções de o que fazer no Centro Cívico de Curitiba.

Como o primeiro museu sobre o Holocausto no Brasil, esse centro promete emocionar os visitantes.

“Histórias que não podem ser esquecidas e que devem ser transmitidas às próximas gerações. Foi com esse objetivo que nasceu o Museu do Holocausto de Curitiba. Inaugurado oficialmente em novembro de 2011, recebe semanalmente cerca de 700 pessoas, entre adultos e alunos de escolas públicas e particulares, num espaço de 400 m²”.

Fonte: Museu do Holocausto

Extra: Curitiba Free Walking no Centro Histórico

O que fazer no Centro Cívico de Curitiba
O Curitiba Free Walking é uma ótima maneira de conhecer o Centro Histórico de Curitiba

Ali pertinho do Centro Cívico, não deixe de incluir um tour no Centro Histórico de Curitiba.

Para conhecer bem a região, vale super a pena fazer um free walking tour. Esse tipo de passeio, que existe em várias cidades do mundo, é uma opção de fazer um tour guiado gratuito. Na realidade, em todos os tours o guia pede uma contribuição voluntária no final do percurso. Então acaba não sendo gratuito, caso o turista tenha condição de colaborar.

O Curitiba Free Walking tem início na escadaria do Prédio Histórico da Universidade Federal do Paraná, na mesma praça onde se encontra o Teatro Guaíra. Na sequência, o tour segue por lugares emblemáticos do centro histórico de Curitiba, como a Rua XV de Novembro, o Palácio Avenida, o Paço Municipal, a Praça Tiradentes e o Largo da Ordem.

O tour acontece semanalmente, todos os sábados às 11h. Mas para grupos, podem ser agendados outros horários previamente, através da fanpage do Curitiba Free Walking no Facebook.

Conheça outras atrações turísticas do Centro Histórico de Curitiba

Leia também:

Curitiba: Capital da Cerveja Artesanal no Brasil – Conheça 7 Lugares Imperdíveis

Nota: O Viagens Cine viajou a convite do Curitiblogando e a hospedagem no Ibis Styles Curitiba foi uma cortesia. Nossas opiniões são independentes e só compartilhamos experiências verdadeiras, pois nosso valor mais precioso é o relacionamento e a confiança de nossos leitores.

 

SIGA A GENTE NO INSTAGRAM

share on:
Fabio Pastorello

Fabio Pastorello

Editor do Viagens Cine, fotógrafo e videomaker. Curte cinema e leva a vida e as viagens com toques de romance, drama e aventura. Formado em Letras, ex-bancário e muito mais feliz como blogueiro de viagens.

3 comentários

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.