Santa Leopoldina: Paraíso das Cachoeiras no Espírito Santo

Santa Leopoldina - Espírito Santo

Santa Leopoldina, na Região dos Imigrantes do Espírito Santo, é uma cidade pequena, mas que revela grandes descobertas.

O maior atrativo são as cachoeiras e o contato com a natureza. A cidade é pequena, com pouco mais de 12 mil habitantes (80% vive na zona rural) e um compacto Centro Histórico que você consegue percorrer em menos de 1 hora.

A cidade tem na sua história as lembranças da visita de D. Pedro à cidade, em seus áureos tempos.

Quem nos apresentou a história da cidade e também passou um pouco do amor pela terra é Jefferson Rodrigues, da Jefinho Expedições, que trabalha no turismo da cidade.

O roteiro fez parte da programação do Pocando no ES 4, um encontro de blogueiros de viagem organizado pelo blog Capixaba na Estrada.

Santa Leopoldina: Paraíso das Cachoeiras na Região Serrana do Espírito Santo

Cidade faz parte da Região dos Imigrantes do Espírito Santo e guarda história e várias cachoeiras

Santa Leopoldina está localizada na Região Serrana do Espírito Santo e fica a uma distância de 46 km de Vitória.

Apesar da geografia de alto relevo que atinge mais de 900 metros acima do nível do mar, o centro da cidade está a apenas 17 metros de altitude. Cercada de montanhas, chegamos numa cidade quente, ao contrário do que imaginávamos por ser cidade em região serrana.

Leia nosso roteiro completo no Espírito Santo:
Montanhas Capixabas e Região dos Imigrantes

História de Santa Leopoldina

Santa Leopoldina: Paraíso das Cachoeiras na Região Serrana do Espírito Santo
Santa Leopoldina possui centro histórico compacto no meio das montanhas

É no centro da cidade que também avistamos o Rio Santa Maria de Vitória, que antigamente servia como meio de transporte e foi um dos maiores responsáveis pela importância e crescimento da cidade.

Em 1860, o local até recebeu a visita de D. Pedro II (que chegou em Santa Leopoldina de canoa) e posteriormente Santa Leopoldina alcançou o posto de terceira colônia mais populosa do império.

A região foi crescendo com a presença de imigrantes suíços, alemães, pomeranos e austríacos. Não é à toa que Santa Leopoldina faz parte da Região dos Imigrantes do Espírito Santo.

Em 1890 a Vila do Cachoeiro de Santa Leopoldina virou cidade pelo Decreto Estadual nº 12, de 17 de abril de 1890.

Com a inauguração de uma rodovia que ligava Santa Leopoldina a Cariacica, o município finalmente perdeu sua importância. Foi então que se notou que grande parte da importância do local se devia ao rio e não à rodovia que tinha sido construída. Pouco a pouco, a cidade perdeu a importância que tinha nos áureos tempos.

Confira a história completa da cidade

O que fazer em Santa Leopoldina

Monumento ao Imigrante

Santa Leopoldina: Paraíso das Cachoeiras na Região Serrana do Espírito Santo
O centro de Santa Leopoldina visto a partir do Monumento ao Imigrante

A nossa primeira parada é no Monumento ao Imigrante, que possui um ponto de vista privilegiado para toda a cidade. Sim, Jefinho logo avisa, a cidade é só aquilo mesmo, ou pelo menos o seu centro, já que a população está espalhada pela zona rural.

O Monumento ao Imigrante é uma construção de 1950, realizada para comemorar o centenário da colonização européia. Essa celebração contou com várias festividades.

É uma cidade pequena, cercada de montanhas por todos os lados.

Centro Histórico e Museu do Colono

Santa Leopoldina: Paraíso das Cachoeiras na Região Serrana do Espírito Santo
Nosso grupo do Pocando no ES 4 reunido na entrada do Museu do Colono

As ruas são estreitas, as casas antigas e o clima de cidade interiorana prevalece, apesar dos caminhões que passam pela rua principal. Vale ficar de olho no antigo Porto de Cachoeiro e nos casarões históricos e até visitar o interior de um deles.

O Museu do Colono foi recentemente restaurado e aberto para visitas. Essa antiga casa retrata um pouco da história da antiga Cachoeiro de Santa Leopoldina, justamente quando o porto e as transações comerciais às margens do rio Santa Maria de Vitória levaram a vila ao seu apogeu comercial.

O acervo do Museu do Colono inclui 600 peças e várias preciosidades. Tudo é preservado para que os visitantes se sintam entrando na casa como ela era antigamente, inclusive com móveis e ambientes mantidos como eram no passado. Para circular pela casa, os visitantes devem calçar uma espécie de pantufa de plástico para proteger o piso do casarão.

A casa pertenceu à família do Dr. Luiz Holzmeister.

  • Horário: De quarta a domingo, das 9h às 17h
  • Entrada: Grátis

Não esqueça de dar uma passadinha na Padaria Leopoldinense, um tradicional estabelecimento da cidade.

Cachoeira Véu de Noiva

Santa Leopoldina: Paraíso das Cachoeiras na Região Serrana do Espírito Santo
A imponente queda da Cachoeira Véu de Noiva

Do centro de Santa Leopoldina, seguimos para nossa primeira cachoeira do dia, o Parque Cachoeira Véu de Noiva.

Seu proprietário é um notório produtos de bananas na região, e criou um hotel com restaurante e boa estrutura de lazer, que pode ser visitado também por não hóspedes, com o pagamento de uma taxa de R$ 10,00 (o valor pode variar em feriados ou na alta temporada).

O almoço, servido aos finais de semana em fogão a lenha, é primoroso e traz diversos itens da cozinha caipira e capixaba. A famosa torta capixaba era um desses itens. E não podia faltar pratos a base de banana. Tudo muito farto e saboroso (R$ 44,90 kg).

Mas o imperdível é conhecer a Cachoeira Véu de Noiva, uma imponente queda de 70 metros alcançada a partir de uma trilha fácil de cerca de 300 metros. Após um período de chuvas na nossa visita, a queda estava bem vigorosa e a água um pouco barrenta. Com menos chuvas e menor volume de água, o banho é possível.

Não esqueça do repelente, e forte viu? Os mosquitos por lá são vorazes.

  • Horário: Diariamente, das 8h às 17h
  • Restaurante: Sábados, domingos e feriados, das 11h30 às 15h (nos dias de semana, o almoço é a la carte)
  • Entrada: R$ 10,00 para não hóspedes

Cachoeira Moxafongo

Santa Leopoldina: Paraíso das Cachoeiras na Região Serrana do Espírito Santo
A linda queda da Cachoeira Moxafongo

Partimos para nossa próxima cachoeira, a Cachoeira Moxafongo. Na chegada, a caprichosa estrutura do lugar já encanta, com lindas mensagens nas paredes e cores distribuidas pelas construções.

Chegar na cachoeira é ainda mais fácil que na anterior, sendo necessário atravessar um trecho do curso de água (com água no joelho) para ver a queda de frente.

Tirar uma foto nas pedras com a bela cachoeira Moxafongo é um programa obrigatório.

  • Horário: Sábados, domingos e feriados, das 9h às 17h
  • Entrada: R$ 5,00

Onde Ficar em Santa Leopoldina: Pousada Suíça

Santa Leopoldina: Paraíso das Cachoeiras na Região Serrana do Espírito Santo
Visual da deliciosa Pousada Suíça, cercada das serras de Santa Leopoldina

Quase terminando o dia, era hora de se hospedar na pitoresca Pousada Suíça.

Toda a proposta do proprietário da pousada, o seu Pedro, é recuperar objetos descartados e transformá-los em itens decorativos.

É fácil fácil perder algumas horas ouvindo as explicações e histórias do seu Pedro com tudo o que ele criou e transformou na Pousada.

Santa Leopoldina: Paraíso das Cachoeiras na Região Serrana do Espírito Santo
Cercada de muito verde e detalhes cuidadosos por todos os cantos, a Pousada Suíça é um charme

Mas ele logo alerta: a pousada é simples e a principal proposta é o contato com a natureza. Mas a estrutura é ótima: os quartos possuem TV, ar condicionado, frigobar, chuveiro elétrico e quartos amplos.

Cada quarto é identificado com um nome específico e, dentro deles, cada um guarda uma especificidade.

O ambiente é super gostoso, o café da manhã é delicioso e rola até uma ótima piscina. Por sorte nem estava tão frio e até tomamos um banho no final de tarde.

  • Diárias: a partir de R$ 232,00 (com ventilador, TV, frigobar e ar condicionado).

Onde Comer em Santa Leopoldina: Pizzaria L’Incontro

Santa Leopoldina: Paraíso das Cachoeiras na Região Serrana do Espírito Santo
Uma das deliciosas pizzas do chef Luca Lonardi da Pizzaria L’Incontro

Finalmente, na hora do jantar saímos até a Pizzaria L’ Incontro, com pizzas do famoso chef Luca Lonardi. O pizzaiolo é considerado o melhor do Espírito Santo e suas criações realmente não decepcionam. Uma delas que ele apresenta com orgulho é uma pizza que combina filet mignon, gorgonzola e pimenta biquinho, e que será inscrita numa copa do mundo de pizzas.

Luca também capricha nas pizzas doces, e a com massa de chocolate e recheio de banana e canela é deliciosa.

E assim encerramos nosso dia em Santa Leopoldina.

Do nosso guia Jefinho ao criativo Pedro da Pousada Suíça, passando pelas criações gastronômicas do chef Luca, Santa Leopoldina nos passou a ideia de uma cidade pequena, mas com muita paixão. E com cachoeiras para lá de inspiradoras.

Definitivamente, mais um destino que encanta no Espírito Santo e um ótimo ponto de partida para conhecer a Região Serrana do Estado.

Consulte os roteiros do Jefinho Expedições

Leia mais:

Leia nosso roteiro completo no Espírito Santo:
Montanhas Capixabas e Região dos Imigrantes

Tags:
share on:
Fabio Pastorello

Fabio Pastorello

Editor do Viagens Cine, fotógrafo e videomaker. Curte cinema e leva a vida e as viagens com toques de romance, drama e aventura. Formado em Letras, ex-bancário e muito mais feliz como blogueiro de viagens.

6 comentários

  1. Já sou sua fã pelos videos que vocês fazem no canal e no IG, a leitura do seu texto como sempre agradável, detalhista e objetivo. Não tenho mais o que falar, vocês arrasam como sempre. Diz ao Cléber que adoro os stories dele, são muito engraçados..bjoo aos dois seus lindos.

Deixe um comentário