O que fazer em Cabo Frio RJ: Melhores Praias e Pontos Turísticos

O que fazer em Cabo Frio RJ: Melhores Praias e Pontos Turísticos

O que fazer em Cabo Frio, na Região dos Lagos no Rio de Janeiro. Quais as melhores praias e pontos turísticos da cidade?

Antes de mais nada, é preciso dizer que Cabo Frio é surpreendente. Durante muitos anos a gente viajou para Arraial do Cabo e Búzios, mas acabando deixando Cabo Frio de lado. Com isso, acabamos deixando de conhecer alguns lugares imperdíveis da cidade.

O primeiro que não podemos deixar de mencionar é o delicioso bairro da Passagem, onde ficamos hospedados. O bairro é cheio de história, afinal Cabo Frio é a sétima cidade mais antiga do Brasil. Um charme de lugar, de uma tranquilidade só, que você até esquece que está numa cidade movimentada como Cabo Frio.

Mas o agito está logo ali. E também a uma curta caminhada (15 minutos no máximo), é possível chegar na Praia do Forte, a principal praia de Cabo Frio. E também pegar um barco para a paradisíaca Ilha do Japonês. Mas a praia queridinha da maior parte dos turistas é Praia das Conchas.

Confira a seguir nosso relato dessa viagem para Cabo Frio.

O que fazer em Cabo Frio RJ: Melhores Praias e Pontos Turísticos

Como Ir, Onde Ficar e Dicas de Viagem para Cabo Frio: Uma das Melhores Cidades da Região dos Lagos do Rio de Janeiro

Salve esse Pinterest para consultar depois

O que fazer em Cabo Frio RJ: Melhores Praias e Pontos Turísticos


COMO CHEGAR

Depois de mais de 7 horas de carro a partir de São Paulo, chegamos em Cabo Frio. A viagem é longa e por vezes a gente pensava se valeria a pena todo esse percurso.

Para chegar em Cabo Frio, há duas alternativas saindo de São Paulo. Seguindo pela Dutra, após passar a divisa dos Estados e a Serra das Araras (Piraí/RJ), há uma bifurcação. Ou você segue por dentro, atravessando as cidades de Magé, ou é preciso entrar na Grande Rio e atravessar a Ponte Rio Niterói.

O caminho pela Estrada do Contorno BR-493 evita ter que pegar a Linha Vermelha e atravessar a Ponte Rio Niterói. Mas a estrada é deserta e está em situação deplorável. Evitar viajar à noite. Em Itaboraí, os caminhos se reencontram.

De ônibus, há carros diretos a partir de São Paulo, a partir de R$ 180,00 (ref. maio/2019), com várias saídas diárias.

O que fazer em Cabo Frio RJ: Melhores Praias e Pontos Turísticos
Vista aérea de Cabo Frio e de toda a extensão da Praia do Forte e parte do Canal do Itajurú

ONDE FICAR

Já tínhamos ficado em Cabo Frio próximo do Boulevard do Canal, mas dessa vez escolhemos o tranquilo bairro da Passagem.

Esse bairro é uma região histórica da cidade, com casas e ruas preservadas como eram na época da fundação de Cabo Frio, há 400 anos. O lugar é realmente um charme e a partir de 2017, foi transformado também em polo gastronômico, com diversas opções de bares e restaurantes.

Nossa opção de hospedagem foi o Hotel Boutique Recanto da Passagem, bem em frente ao Canal Itajurú.

O hotel tem decoração primorosa, com saguão e quartos caprichadíssimos. A piscina também é charmosa, porém bem pequena. O café da manhã é uma delícia e o atendimento de toda equipe primoroso.

O que fazer em Cabo Frio RJ: Melhores Praias e Pontos Turísticos
O caprichado café da manhã é um dos destaques do Hotel Boutique Recanto da Passagem

Alguns pontos mereciam melhor atenção do hotel, como a roupa de cama (um lençol fino e frouxo que deixava contato com o colchão) e a falta de tomadas ao lado da cama (o curioso é que havia um abajur, mas sem tomada para ligá-lo).

Mas a região possui outras boas opções de hospedagem.

Confira aqui:
Onde Ficar na Região dos Lagos: Melhores Pousadas em Arraial do Cabo, Cabo Frio e Búzios


O QUE FAZER

Assista nosso vídeo no YouTube.

1 – Bairro da Passagem

O que fazer em Cabo Frio RJ: Melhores Praias e Pontos Turísticos
O Bairro da Passagem é uma região histórica e muito charmosa de Cabo Frio

Essa área de origem portuguesa é o bairro de povoação mais antigo de Cabo Frio. A origem do bairro data de 1616 a 1660. E quase tudo tem sido preservado como na época de sua fundação, com várias construções tomadas pelo patrimônio histórico e cultural.

O lugar é super charmoso, com vielas estreitas e casas coloniais com janelas e portas coloridas. As ruas lembram Paraty, mas o bairro é bem mais compacto. Tudo converge para o Largo São Benedito, onde fica a Igreja de São Benedito, construída por negros. O Largo era o cenário de várias festa religiosas e manifestações da cultura negra.

No pólo gastronômico é possível encontrar muitos restaurantes, alguns com música ao vivo. O clima é de cidade pequena, mas aquele charme de um destino turístico e cultural. Entre os restaurantes, os destaques são o Arcos do Canal e o Galápagos.

2 – Praia do Forte

O que fazer em Cabo Frio RJ: Melhores Praias e Pontos Turísticos
A Praia do Forte, apesar de urbana e cheia, tem o mar cristalino

A Praia do Forte é a principal praia de Cabo Frio. Bem central e com orla urbanizada, a praia pode ficar super lotada nos finais de semana e feriados.

Uma coisa que incomoda bastante é o assédio de vendedores ambulantes. Em algumas praias eles circulam sem incomodar os banhistas, mas em Cabo Frio é preciso ficar recusando produtos a todo momento.

O nosso cantinho na praia é o lado esquerdo, próximo do Forte São Mateus. Na maré baixa, a água fica muito cristalina e é possível caminhar mar adentro por uma grande piscina natural. Tudo isso com o cenário do Forte São Mateus ao lado.

3 – Forte São Mateus

O que fazer em Cabo Frio RJ: Melhores Praias e Pontos Turísticos
O Forte São Mateus é uma das construções coloniais mais antigas do Brasil

O Forte São Mateus é uma das mais antigas construções coloniais do Brasil, construído em 1616. O objetivo, como outros fortes distribuídos pelo país (mais de 130 fortalezas), era proteger a cidade contra invasões. O prédio foi construído com pedra, argamassa, óleo de baleia e cal.

Além da importância histórica, o forte tem uma vista privilegiada para a Praia do Forte. Se você der sorte, na hora da sua visita pode contar com o atendimento de professores de história que dão plantão no local para dar informações sobre o lugar. Vale super a pena ouvir um pouco sobre a história do Forte.

A entrada é gratuita e o Forte São Mateus funciona diariamente, das 8h às 18h.

Os monumentos históricos de Cabo Frio contam com equipe para atendimento de turismo histórico. São historiadores que fazem plantões e estão disponíveis para falar sobre os lugares e contar curiosidades. Os atendimentos acontecem em alguns horários e dias de semana no Forte São Mateus, Morro da Guia e na Casa de Cultura José de Dome (Charitas). Não é preciso agendar e o atendimento é gratuito.

Bem ao lado da entrada do Forte, vale a pena conhecer uma passarela de madeira com alguns mirantes para o Canal do Itajurú. No final do caminho, é possível ter um ponto de vista para a Ilha do Japonês ou pegar uma embarcação até a ilha.

O que fazer em Cabo Frio RJ: Melhores Praias e Pontos Turísticos
Passarela de madeira ao lado do Forte permite contemplar mirantes para a Canal do Itajuru

4 – Ilha do Japonês

No bairro da Passagem, existe um ponto de barco táxi que faz o trajeto até a Ilha do Japonês por R$ 20,00 ida e volta. Considerando que a ilha é bem próxima (tem gente que na maré baixa vai caminhando pela água), o preço é um pouco caro.

Quem faz a travessia é a Associação das Empresas de Táxi Marinho de Cabo Frio (WhatsApp 22-99715-3557), das 8h às 17h diariamente. Os barcos saem conforme a demanda e na volta você pode aguardar alguma embarcação chegar ou ligar para chamar um barco táxi.

O que fazer em Cabo Frio RJ: Melhores Praias e Pontos Turísticos
A Ilha do Japonês é um recanto de tranquilidade em Cabo Frio

A Ilha do Japonês virou a queridinha das rede sociais por causa de suas águas rasas e cristalinas, mas infelizmente não demos muita sorte. Por conta de chuvas recentes, a água do mar não avançou para o Canal do Itajurú e as águas estavam escuras. Uma pena.

Mesmo assim, a ilha vale a pena ser conhecida. Não há nenhuma construção e é possível circundá-la pela água rasinha e pelas praias, ou por trilhas internas (caso a maré esteja mais alta).

5 – Morro da Guia

O que fazer em Cabo Frio RJ: Melhores Praias e Pontos Turísticos
O Morro da Guia tem vista privilegiada para boa parte de Cabo Frio e o lugar perfeito para curtir o pôr do sol

O mirante mais espetacular de Cabo Frio, fica no alto do Morro da Guia. Para chegar, é preciso subir um morro bem íngreme (os carros não podem subir).

O esforço vale a pena. Embora do morro não seja possível avistar a praia, é possível ver todo o Canal do Itajurú e também uma vista 360 graus de Cabo Frio.

No alto, um lindo jardim com passarelas de madeira é o mirante não somente para contemplar a vista, mas também para relaxar. No final de tarde, muita gente sobe lá para assistir o pôr do sol.

Capela da Nossa Senhora da Guia

E lógico, não dá para esquecer da Capela de Nossa Senhora da Guia, de 1740. A capela possui a imagem da santa com uma curiosa lenda. Dizem que a imagem “fugiu” para o alto do Morro da Guia três vezes, simplesmente aparecendo por lá. Depois da terceira vez, a capela foi construída para abrigar a imagem da santa.

O que fazer em Cabo Frio RJ: Melhores Praias e Pontos Turísticos
A Capela de Nossa Senhora da Guia revela uma curiosa lenda sobre uma santa que insistia em “fugir” para o alto do morro

Na realidade, na época da construção da capela havia uma tendência de criar sítios religiosos próximos da natureza e em lugares bucólicos. Por isso, a Capela fica lá no alto do Morro da Guia e distante do burburinho da cidade.

6 – Praia do Peró e Praia das Conchas

O que fazer em Cabo Frio RJ: Melhores Praias e Pontos Turísticos
A belíssima Praia das Conchas fica mais distante do centro de Cabo Frio

Para chegar nessas praias, é preciso ir de carro, táxi ou de ônibus (porém depois de descer do ônibus é preciso encarar uma boa caminhada). Em Cabo Frio também tem Uber.

As duas praias ficam uma do lado da outra, e é possível estacionar próximo de uma ou de outra. A Praia do Peró é mais estruturada, com várias construções e ruas asfaltadas. Há várias vagas para estacionar na rua, mas lembre-se que o estacionamento (mesmo na rua) é pago. Você precisa procurar um funcionário e comprar um talão (R$ 10,00).

Na Praia das Conchas, o acesso é mais rústico, mas também há várias vagas para estacionar. O acesso até a praia é de apenas alguns passos, e a Praia das Conchas possui maior quantidade de barracas de praia.

Mirante da Praia das Conchas

O que fazer em Cabo Frio RJ: Melhores Praias e Pontos Turísticos
Do alto de um mirante, é possível contemplar a Praia das Conchas e a Praia do Peró

A Praia do Peró é mais extensa, mas o destaque fica mesmo para a Praia das Conchas, em formato de meia lua. O mar é absolutamente cristalino e bem tranquilo.

Nos extremos da praia, existem dois morros que vale a pena subir para contemplar a vista da praia do alto. O morro que fica entre a Praia do Peró e a Praia das Conchas possui acesso pela praia mesmo. Já o outro morro, o acesso é por uma trilha bem em frente ao estacionamento (cerca de 10 minutos de subida).

O visual é maravilhoso, não deixe de conferir.

7 – Bate-volta até Arraial do Cabo ou Búzios

Como já mencionamos aqui no blog, a vantagem de ficar hospedado em Cabo Frio é que você fica em localização estratégica na Região dos Lagos.

Em apenas 30 minutos de carro, é possível chegar em Búzios. Arraial do Cabo fica ainda mais próxima e, acreditem, já fizemos a caminhada a pé de Arraial do Cabo até Cabo Frio (você passa pela Praia do Foguete, também muito bonita).

Mesmo para quem não está de carro, ir de ônibus também é bem tranquilo. Os veículos circulam de 30 em 30 minutos entre as cidades.

Leia mais:


QUANTOS DIAS FICAR

Para conhecer Cabo Frio, o mínimo é de 2 dias. Nessa última viagem, ficamos 2 noites e deu para conhecer bem a cidade.

Para quem quer utilizar Cabo Frio como base para explorar as cidades vizinhas, aí é recomendável ficar uma semana. Mas nesse caso, nós achamos melhor dividir a hospedagem. Nessa última viagem em 2019, nós tínhamos 4 dias disponíveis e dividimos 2 noites em Cabo Frio e 2 noites em Búzios. Assim fica mais fácil conhecer a cidade e também sua vida noturna.

Fonte:

http://mapadecultura.rj.gov.br/manchete/bairro-da-passagem

share on:
Fabio Pastorello

Fabio Pastorello

Editor do Viagens Cine, fotógrafo e videomaker. Curte cinema e leva a vida e as viagens com toques de romance, drama e aventura. Formado em Letras, ex-bancário e muito mais feliz como blogueiro de viagens.