Caraíva: O que Fazer, Praias e Como Ir – Litoral Sul da Bahia

Caraíva: O que Fazer, Praias e Como Ir - Passeio Bate-Volta de Arraial d'Ajuda

Já conhece Caraíva, um paraíso sem muita infraestrutura no litoral sul da Bahia? Pois é, Caraíva tem ruas de areia, casas coloridas e dá para alternar entre o banho de rio e o de mar. Um lugar para desligar de tudo. Literalmente.

Isso porque em Caraíva, sinal de celular e internet são raridade. E como para chegar em Caraíva é preciso cruzar um rio de canoa, os carros também ficam do lado de lá.

Pois é, quem viaja até Porto Seguro, tem muito o que fazer além das praias da própria Porto Seguro. Na verdade, a cidade se divide em vários distritos e vilas, que são ainda mais charmosos do que a famosa Porto Seguro das excursões. Arraial d’Ajuda, Trancoso e Praia do Espelho são algumas dessas regiões.

Caraíva é um dos destinos mais distantes, mas que ainda faz parte de Porto Seguro. Você pode conhecê-la através de um passeio bate-volta, ou mesmo se hospedando por lá. Confira a seguir qual a melhor opção e o que afinal encanta tanto os viajantes em Caraíva. Tanto, que muitos até desistem de voltar.

Caraíva: O que Fazer, Praias e Como Ir – Litoral Sul da Bahia

Passeio Bate-Volta de Arraial d’Ajuda até Caraíva

Salve no Pinterest para consultar depois

Caraíva: O que Fazer, Praias e Como Ir - Passeio Bate-Volta de Arraial d'Ajuda

Caraíva – Como Ir

Há muito tempo ouço falar de Caraíva e tinha curiosidade em conhecer.

O vilarejo mais rústico e isolado de Porto Seguro ganhou, nos últimos tempos, ainda maior notoriedade. Ficou cada vez mais badalado, tanto que atualmente a comunidade local procura formas de controlar o número de visitantes.

Mas o acesso até lá já é um limitador. A partir de Arraial d’Ajuda são 1h30 de estrada, sendo que parte dela é um caminho de terra. Os veículos sacolejam bastante.

Ao chegar em Nova Caraíva, uma comunidade de cerca de 5 mil moradores, é preciso descer do carro e atravessar o rio em uma canoa.

Caraíva: O que Fazer, Praias e Como Ir - Passeio Bate-Volta de Arraial d'Ajuda
O único acesso até Caraíva é através de canoa, cruzando o Rio Caraíva

A canoa é pequena mas comporta malas e transporta com segurança os visitantes. O trajeto de canoa custa R$ 5,00. Na entrada há também uma pessoa que orienta sobre uma taxa opcional para manutenção de Caraíva, custa R$ 10,00.

Passeio Bate-Volta

Como procuramos sempre evitar trafegar em estradas de terra, optamos por contratar um passeio bate-volta até Caraíva. A partir de Arraial d’Ajuda, o passeio custa R$ 85,00 (dê uma pechinchada que eles fazem por R$ 80,00). Nós fechamos com a Arraial Trip Tur.

Quem vai de carro, pode deixar o carro estacionado em vários lugares próximos da balsa. Os preços para veículos são de R$ 20,00 a diária, R$ 30,00 a van e R$ 10,00 a moto.

Para quem pensa ir de carro, o trajeto do aeroporto até Caraíva custa R$ 400,00, de Arraial d’Ajuda R$ 320,00, de Trancoso R$ 250,00 e da Praia do Espelho R$ 200,00. Para quem deseja seguir viagem para o sul, o trajeto até Prado custa R$ 600,00.

Vale a Pena Ficar em Caraíva?

Caraíva: O que Fazer, Praias e Como Ir - Passeio Bate-Volta de Arraial d'Ajuda
O maior encanto de Caraíva está em suas ruas de areia e casas rústicas, uma oportunidade de se desligar do mundo

Mas você deve estar se perguntando. Vale a pena ficar hospedado em Caraíva, ou somente um bate-volta vale a pena?

Vai colocando na conta aí.

  • Em Caraíva as ruas são de areia e não circulam carros. Vá com trajes e bagagem adequadas para circular na areia.
  • O sinal de telefone é praticamente inexistente (em alguns lugares funciona a Vivo) e wi-fi é coisa do futuro.
  • Apesar da rusticidade do lugar, os preços inflacionaram um pouco.
  • E a praia de Caraíva não é tão bonita como suas vizinhas em Arraial d’Ajuda, Trancoso ou Praia do Espelho. Mesmo em janeiro, não encontramos o mar muito bonito.

Quase tudo o que você leu acima pode funcionar como pontos negativos ou positivos, dependendo do seu estilo de viagem. Tem gente que não abre mão de infraestrutura, então pernoitar em Caraíva pode ser um desafio.

Caraíva: O que Fazer, Praias e Como Ir - Passeio Bate-Volta de Arraial d'Ajuda
Esqueça os sapatos e as malas de rodinha, em Caraíva o negócio é andar de chinelos

Por que Caraíva encanta tanto os viajantes?

A maioria das pessoas que ficam por lá, curte mesmo essa possibilidade de desligar da internet e do movimento dos lugares mais movimentados.

Vale colocar nos seus prós e contras que a vila é um charme, com casas coloridas, restaurantes descolados e lojas de artesanato primorosas. Aqui o banho de mar tem como maior concorrente o banho de rio, e as estruturas de praia se distribuem em ambas as paisagens.

Caraíva: O que Fazer, Praias e Como Ir - Passeio Bate-Volta de Arraial d'Ajuda
As pinturas simples e coloridas da artesã e cozinheira Duca são uma das mais perfeitas traduções de Caraíva

No verão, os lugares cobram consumação mínima, a partir de R$ 60,00 por pessoa.

Para quem gosta de forró, a noite ferve por lá. E como o vilarejo é isolado (já povoado por índios, hippies e agora turistas), o clima liberal prevalece. Muita gente bonita e descolada circula por lá.

Na nossa opinião, que não gostamos de forró e vida noturna, o bate-volta já valeu a pena. Mas talvez em outro momento, a gente queira sim repetir a visita e ficar pelo menos 2 noites por lá.

Para se hospedar, as pousadas custam a partir de R$ 300,00. Aposte na Pousada Lagoa Caraíva ou na Pousada Casinhas da Bahia, que possuem boa infraestrutura sem perder o espírito de Caraíva. Para quem quer economizar, boas alternativas ainda mais baratas são a Hospedaria Caraíva e a La Villa Caraíva.

Assista o nosso vídeo para conferir mais.

Watch this video on YouTube.

O Que Fazer em Caraíva

Caraíva: O que Fazer, Praias e Como Ir - Passeio Bate-Volta de Arraial d'Ajuda
Placa indica as distâncias das praias a partir de Caraíva

Além dos bares e restaurantes, há dois programas básicos para fazer em Caraíva. Curtir o rio ou curtir o mar.

Mas antes de chegar no mar ou no rio, fique de olho no charme das casas de Caraíva, nas pinturas nas fachadas (uma das artes mais graciosas é da Duca, que também prepara refeições veganas) e no artesanato local.

Uma das paradas mais famosas é a casa com a pintura “SORRIA, VOCÊ ESTÁ EM CARAÍVA”. Uma foto na fachada é irresistível.

Caraíva: O que Fazer, Praias e Como Ir - Passeio Bate-Volta de Arraial d'Ajuda
Uma das fachadas mais famosas de Caraíva: foto irresistível na vila

Praia de Caraíva

Ao chegar em Caraíva, nosso grupo foi direcionado pelo guia Giles até o restaurante Coco Brasil, que cobra R$ 350,00 por mesa de consumação mínima (comporta até 7 pessoas). Como a gente tinha muita coisa para registrar, preferimos ficar livres leves e soltos em Caraíva.

Caraíva: O que Fazer, Praias e Como Ir - Passeio Bate-Volta de Arraial d'Ajuda
Ficar na praia na beira do Rio Caraíva é um dos programas mais legais por lá

Na beira do rio, a estrutura é bem simples. São duas cadeiras e um toldo de proteção colorido, que deixa a paisagem da Boca do Rio super especial. Um rapaz nos passou um preço de R$ 150,00 para duas pessoas, mas o guia tinha comentado R$ 60,00 por pessoa. Qualquer um dos dois valores, para nós, era abusivo.

Nós estendemos mesmo uma canga na areia e nos estruturamos para subir o drone. Do alto, a paisagem da foz do rio Caraíva é espetacular.

No rio o pessoal pratica Stand Up Paddle e caiaque. Ali também passam alguns ambulantes, oferecendo salgados e sucos. Compramos um combo de R$ 10,00 do Ivan, ajudou a matar a fome.

Caraíva: O que Fazer, Praias e Como Ir - Passeio Bate-Volta de Arraial d'Ajuda
Vista aérea da foz do Rio Caraíva: do outro lado é possível caminhar até a Praia do Satu e a Praia do Espelho

Caminhada até a Praia do Satu e Praia do Espelho

Alguns cruzam o rio nadando (perigoso por causa da correnteza). Do outro lado, caminhando é possível alcançar a Praia do Espelho (cerca de 2 a 3 horas de caminhada).

Nosso guia comentou que na Praia do Satu foram gravadas as cenas da novela “O Segundo Sol” (a famosa Boiporã da novela e onde Luzia empurra o marido do alto de um penhasco).

A Associação dos Bugueiros Indígenas Pataxó da Aldeia de Barra Velha organiza alguns passeios na região, como para a Aldeia Barra Velha, para a Praia da Aldeia Murian, para Ponta do Corumbau e o Parque Nacional Monte Pascoal.

Os preços custam a partir de R$ 100,00 por pessoa (73-99947-3487 ou passeiosdebuggypataxo@gmail.com).

Onde Comer

Caraíva: O que Fazer, Praias e Como Ir - Passeio Bate-Volta de Arraial d'Ajuda
Com restaurantes despojados mas com preços um pouco elevados, o clima é de bastante descontração

Além das barracas de praia como o Bar da Praia e o Coco Brasil, na ilha é possível encontrar vários restaurantes.

Na hora do almoço, caso você não esteja disposto a gastar a consumação de alguns lugares, vale apostar nos lanches. No Boteco do Pará, de frente para o rio, os pastéis custam R$ 10,00 e a cerveja 600ml a partir de R$ 16,00.

Na Esfiharia Caraíva, as esfihas são deliciosas e custam de R$ 6,00 a R$ 10,00 (há outras opções de salgados).

Infelizmente só conhecemos essas opções pois não pernoitamos por lá, mas se você tiver alguma dica adicional, por favor deixe nos comentários aqui desse post.

Conclusão

O nosso passeio chegou em Caraíva por volta das 10h30 e o horário do retorno aconteceu às 15h30. Deu para curtir um dia bem gostoso por lá, mas tem muita gente que atravessa a canoa de volta, já pensando em voltar e ficar mais tempo.

Quem sabe a gente volta mesmo para pernoitar por lá. O charme dos estabelecimentos e a vibe tranquila e descolada do lugar parece valer a pena. Só é bom ir preparado para os preços mais altos que andam cobrando no lugar.

Mais matérias de Porto Seguro aqui no blog:

O que fazer na Bahia: Dicas e Roteiros de Viagem

Saiba mais:

Tags:
share on:
Fabio Pastorello

Fabio Pastorello

Editor do Viagens Cine, fotógrafo e videomaker. Curte cinema e leva a vida e as viagens com toques de romance, drama e aventura. Formado em Letras, ex-bancário e muito mais feliz como blogueiro de viagens.

11 comentários

  1. Olá Fabio!
    Obrigada pelas dicas de Caraívas! Tudo que você relatou bate com os meus pensamentos em relação a um bate e volta. Gostaria de saber também se Caraívas é tranquilo levar crianças? Vamos ficar em Porto no inicio de novembro e gostaria de esticar até Caraívas para conhecer também.

    1. Oi, Alessandra. Lá é super tranquilo para qualquer pessoa, inclusive para crianças. Mas é bem rústico e quando tem infraestrutura, é super caro. Tem também uma caminhadinha longa para chegar na praia e o trajeto de jangada, imagine tudo isso com as suas crianças e avalie se você acha que seria tranquilo ou não. Abração.

  2. Dicas tops.
    Eu estou em Aldeia do Sol, Trancoso, agosto/19, mês de chuvas e vento frio, maré alta, mar de ressaca, não vejo pessoas no mar.
    Estrada horrível, devido as chuvas, tem opção de Vam, ônibus, moto táxis e mais aventuras, o quadriciclos 300 pilas o dia e vai até a praia do espelho, os braços ficam muito doidos.
    O mês de setembro é melhor.
    Na balsa, estacionamento 10, 5 reais se procurar e até às 18h, paguei 5 reais por pessoa, 10mim até Porto Seguro, muitos pagam o valor do carro, acho 22 reais + o valor por pessoa.
    De td, odiei os ambulantes em Trancoso, pessoas grossas, acostumados a enrolar os gringos.
    Comprei tapetes de 70 reais em Porto e na praia um Alemão pagou 700 reais, absurdo!

  3. Amei todas as dicas e orientações, estou pensando em ir no carnaval, mas procuro algo mais tranquilo, por isso pretendo me hospedar em Arraial D’ajuda e fazer os passeios para os vilarejos e cidadezinhas próximos. Pretendo ir de carro, é uma boa ideia pra facilitar na locomoção? Como é o acesso para turistas? E outra coisa, como chegar na praia do espelho sem ser caminhando?

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.